Métodos de tortura da CIA classificados como ineficazes e brutais

Justin Norman / Flickr

-

As técnicas de interrogatório usadas pela CIA a suspeitos de terrorismo após os atentados de 11 de setembro de 2001 foram “ineficazes” e mais brutais do que alguma vez admitiu aquela agência norte-americana de serviços secretos externos.

A conclusão está expressa num relatório divulgado esta terça-feira pelo Senado norte-americano, a câmara alta do Congresso dos EUA.

O documento, da responsabilidade da Comissão sobre Serviços de Informação do Senado dos Estados Unidos, é uma versão editada de um meticuloso relatório de inquérito parlamentar que denuncia a detenção secreta de uma centena de homens suspeitos de terem ligações com a rede terrorista Al Qaeda, no âmbito de um programa secreto autorizado pela administração do então Presidente republicano George W. Bush.

“Em nenhum momento, as técnicas de interrogatório reforçadas da CIA permitiram recolher informações relativas a ameaças iminentes, tais como informações relativas a hipotéticos ataques bombistas, que muitos consideraram que justificavam tais técnicas”, afirmou a presidente da comissão, a senadora democrata Dianne Feinstein, durante a apresentação do resumo desclassificado de 525 páginas do relatório.

O relatório acusou também a CIA, agência norte-americana de serviços secretos externos, de ter mentido, não só ao público em geral, mas também ao Congresso norte-americano e à Casa Branca, sobre a eficácia do programa, nomeadamente ao afirmar que estas técnicas podiam permitir “salvar vidas”.

Quanto às técnicas utilizadas, o documento sublinhou que “eram brutais e bem piores do que a CIA havia descrito aos representantes” do Congresso.

Em 20 conclusões implacáveis para a CIA, o resumo do relatório da Comissão sobre Serviços de Informação do Senado norte-americano (atualmente controlado pelos democratas) acusou ainda a agência norte-americana de serviços secretos externos de ter submetido 39 detidos a métodos considerados como brutais durante vários anos, alguns dos quais não autorizados pelo executivo norte-americano.

“A CIA usou estas técnicas de interrogatório várias vezes durante dias e durante semanas”, descreveu o relatório.

Os detidos foram atirados contra paredes, despidos, colocados em água gelada e impedidos de dormir durante períodos até 180 horas.

De acordo com o documento, o detido Abu Zubeida, um alegado membro da Al Qaeda detido em finais de março de 2002 no Paquistão, após ter sido submetido a simulações de afogamento de forma repetida, “tinha espuma a sair da boca” e estava quase inconsciente.

No total, 119 suspeitos foram capturados e detidos ao abrigo deste programa secreto da CIA, em locais noutros países apelidados como “negros”. Uma dessas prisões secretas é qualificada como “masmorra“.

Os líderes republicanos no Senado denunciaram imediatamente este relatório, afirmando tratar-se de um documento partidário que está “a reescrever acontecimentos históricos”, segundo referiram, em declarações à comunicação social, Mitch McConnell, líder dos senadores republicanos, e Saxby Chambliss, vice-presidente republicano da Comissão sobre Serviços de Informação.

Obama considera métodos de tortura da CIA “contrários aos valores” dos EUA

O Presidente Barack Obama denunciou os métodos de tortura da CIA como “contrários aos valores” dos Estados Unidos.

“Estas técnicas prejudicaram fortemente a reputação da América no mundo”, considerou Obama num comunicado, prometendo tudo fazer para que jamais sejam utilizadas. “Nenhuma nação é perfeita”, reconheceu.

Segundo o Presidente norte-americano “uma das forças da América é a nossa vontade de nos confrontarmos abertamente com o nosso passado, enfrentarmos as nossas imperfeições, e mudar para que possamos melhorar”.

O líder da Casa Branca também reconhece que a administração do seu antecessor George W. Bush foi confrontada com opções “dolorosas” sobre a forma de perseguir a Al Qaeda e evitar “novos ataques terroristas” após os atentados do 11 de setembro de 2001, e sublinha que foram feitas “coisas boas” durante “esses anos difíceis”.

“Em simultâneo, algumas das ações efetuadas eram contrárias aos nossos valores“, acrescenta. “Essa é a razão pela qual bani explicitamente a tortura quando assumi as minhas funções”, prosseguiu Obama.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …

Será que os cães conseguem farejar uma gravidez?

Já ouvimos falar de cães a farejar bombas e de cães a farejar cancro. E quanto à gravidez, o que poderá o nariz de um cão dizer? Há várias mulheres grávidas a relatar que o cão …