Trabalhadores de Ovar penalizados pela Segurança Social na extensão do cerco sanitário, denunciam empresas locais

Estela Silva / EPA

GNR com máscara em Ovar

A Segurança Social vai pagar apenas 55% dos salários aos trabalhadores de Ovar pelo período de 02 a 17 de abril do cerco sanitário, disse esta terça-feira um grupo empresarial local, classificando a medida de “injusta” face ao país.

Segundo noticiou a agência Lusa, em causa estão as compensações do Estado aos trabalhadores impedidos de trabalhar no concelho ou fora dele devido à quarentena geográfica iniciada a 18 de março nesse município do distrito de Aveiro, na sequência do estado de calamidade pública gerado pela covid-19.

Inicialmente, o isolamento profilático estava previsto durar apenas até 02 de abril e a Segurança Social cobriu “100% da retribuição” habitual nesse período, mas, após a extensão do cerco sanitário até às 23:59 de sexta-feira, o Grupo de Apoio aos Comerciantes e Empresários do Município de Ovar (GACEMO) revelou esta terça-feira que o Estado reduziu “drasticamente” os apoios à força laboral nesse período.

“No que diz respeito à prorrogação do estado de calamidade, o Instituto da Segurança Social acabou de esclarecer os membros do GACEMO que, neste período de 02 a 17 de abril, os mesmos trabalhadores terão direito apenas a subsídio de doença, correspondente a 55% da retribuição nos primeiros 30 dias, 60% dos 31 aos 90 dias, 70% dos 91 aos 365 dias e 75% após os 365 dias”, informou a estrutura empresarial.

O grupo defendeu que isso é “absolutamente incompreensível para os trabalhadores residentes no concelho de Ovar”, justificando: “Não obstante estar vedada a deslocação dos mesmos para os respetivos postos de trabalho, acabam por ver diminuídos injustificadamente os rendimentos familiares, comparativamente aos trabalhadores residentes no resto do país”.

O GACEMO realçou, assim, “a sua absoluta insatisfação pela reiterada ausência de medidas excecionais aplicáveis ao concelho de Ovar, uma vez que está em causa uma situação desigual” que carece de soluções “urgentes e distintas”.

O grupo anunciou, por isso, a elaboração de uma petição pública com vista à adoção de medidas específicas para Ovar, nomeadamente no que diz respeito “ao montante do subsídio a pagar aos trabalhadores que se encontram impedidos de exercer as respetivas atividades por força da imposição de isolamento profilático”, que merecem “a totalidade do valor correspondente à retribuição enquanto perdurar o estado de calamidade”.

Segundo fonte da Câmara Municipal de Ovar, esse concelho registava na segunda-feira à noite um total de 22 óbitos e 578 infetados com o novo coronavírus entre os seus cerca de 55.400 habitantes. Esta terça-feira às 09:00, a Direção-Geral da Saúde indicava para o mesmo território 416 contaminados.

O novo coronavírus, responsável pela presente pandemia de covid-19, foi detetado na China em dezembro de 2019 e já infetou quase 1,9 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais mais de 117.000 morreram. Ainda nesse universo de doentes, cerca de 402.000 estão dados como recuperados.

Lusa //

PARTILHAR

RESPONDER

Caso Maddie. Suspeito alemão alvo de nova investigação por crime semelhante na Alemanha

Christian B., de 43 anos, poderá estar associado ao desaparecimento de uma menina de cinco anos, em 2015, na Alemanha. De acordo com a agência DPA, o Ministério Público alemão abriu uma nova investigação sobre o …

À espera de propostas concretas, Jerónimo quer salário pago a 100%

Jerónimo de Sousa admite que só tomará uma posição quanto ao Orçamento Suplementar quando souber as "propostas concretas". Esta sexta-feira, o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, disse que só tomará uma posição quanto ao Orçamento …

Do ruído à reciclagem. No Dia Mundial do Ambiente, associação Zero divulga dados preocupantes

As principais preocupações da associação ambientalista Zero em Portugal são ao nível do desperdício de água, do ruído e da reciclagem. Do excesso de lixo produzido por cada habitante ao ruído em excesso provocado pelo …

Esferográfica pessoal e máscara obrigatórios nas eleições do FC Porto

As eleições do FC Porto estão agendadas para este fim de semana e os sócios que quiserem exercer o seu direito de voto terão de levar uma máscara de proteção individual e uma esferográfica. No comunicado …

Açores sem infetados por covid-19. Último paciente internado recuperou

Os Açores estão oficialmente livres de covid-19. Dois meses e meio depois do primeiro caso na região, os Açores não têm qualquer registo de infetados por covid-19. Vasco Cordeiro, presidente do Governo Regional, anunciou no Facebook …

Miguel Albuquerque ainda pondera candidatura a Belém

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, ainda está a ponderar uma eventual candidatura à Presidência da República. O presidente do Governo Regional da Madeira e da estrutura regional do PSD, Miguel Albuquerque, disse …

Governo reforça oferta de creches e lares com mais espaços e funcionários

O primeiro-ministro, António Costa, considera que "é necessário reforçar em equipamentos como creches, lares ou no apoio domiciliário". Os programas sociais de apoio a idosos vão criar três mil postos de trabalho, anunciou o primeiro-ministro esta …

Marcelo e Rio almoçaram a sós em frente ao Tejo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, felicitou o líder do PSD, Rui Rio, pela apresentação do programa de recuperação económica. Marcelo Rebelo de Sousa e Rui Rio almoçaram, esta sexta-feira, num restaurante em frente …

75% dos hotéis em Portugal reabre em junho, mas com menos quartos

A maioria dos hotéis em território nacional vai abrir portas a partir de junho, sendo a expectativa dos feriados da próxima semana muito importante para esta reabertura. Segundo um inquérito da Associação da Hotelaria de Portugal …

Banco de Fomento precisa da luz verde de Bruxelas e do Banco de Portugal

O primeiro-ministro anunciou a criação do Banco de Fomento e já tem um acordo prévio com a Comissão Europeia. No entanto, para que funcione como um banco, também precisa de luz verde do Banco de …