Trabalhadores de Ovar penalizados pela Segurança Social na extensão do cerco sanitário, denunciam empresas locais

Estela Silva / EPA

GNR com máscara em Ovar

A Segurança Social vai pagar apenas 55% dos salários aos trabalhadores de Ovar pelo período de 02 a 17 de abril do cerco sanitário, disse esta terça-feira um grupo empresarial local, classificando a medida de “injusta” face ao país.

Segundo noticiou a agência Lusa, em causa estão as compensações do Estado aos trabalhadores impedidos de trabalhar no concelho ou fora dele devido à quarentena geográfica iniciada a 18 de março nesse município do distrito de Aveiro, na sequência do estado de calamidade pública gerado pela covid-19.

Inicialmente, o isolamento profilático estava previsto durar apenas até 02 de abril e a Segurança Social cobriu “100% da retribuição” habitual nesse período, mas, após a extensão do cerco sanitário até às 23:59 de sexta-feira, o Grupo de Apoio aos Comerciantes e Empresários do Município de Ovar (GACEMO) revelou esta terça-feira que o Estado reduziu “drasticamente” os apoios à força laboral nesse período.

“No que diz respeito à prorrogação do estado de calamidade, o Instituto da Segurança Social acabou de esclarecer os membros do GACEMO que, neste período de 02 a 17 de abril, os mesmos trabalhadores terão direito apenas a subsídio de doença, correspondente a 55% da retribuição nos primeiros 30 dias, 60% dos 31 aos 90 dias, 70% dos 91 aos 365 dias e 75% após os 365 dias”, informou a estrutura empresarial.

O grupo defendeu que isso é “absolutamente incompreensível para os trabalhadores residentes no concelho de Ovar”, justificando: “Não obstante estar vedada a deslocação dos mesmos para os respetivos postos de trabalho, acabam por ver diminuídos injustificadamente os rendimentos familiares, comparativamente aos trabalhadores residentes no resto do país”.

O GACEMO realçou, assim, “a sua absoluta insatisfação pela reiterada ausência de medidas excecionais aplicáveis ao concelho de Ovar, uma vez que está em causa uma situação desigual” que carece de soluções “urgentes e distintas”.

O grupo anunciou, por isso, a elaboração de uma petição pública com vista à adoção de medidas específicas para Ovar, nomeadamente no que diz respeito “ao montante do subsídio a pagar aos trabalhadores que se encontram impedidos de exercer as respetivas atividades por força da imposição de isolamento profilático”, que merecem “a totalidade do valor correspondente à retribuição enquanto perdurar o estado de calamidade”.

Segundo fonte da Câmara Municipal de Ovar, esse concelho registava na segunda-feira à noite um total de 22 óbitos e 578 infetados com o novo coronavírus entre os seus cerca de 55.400 habitantes. Esta terça-feira às 09:00, a Direção-Geral da Saúde indicava para o mesmo território 416 contaminados.

O novo coronavírus, responsável pela presente pandemia de covid-19, foi detetado na China em dezembro de 2019 e já infetou quase 1,9 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais mais de 117.000 morreram. Ainda nesse universo de doentes, cerca de 402.000 estão dados como recuperados.

Lusa //

PARTILHAR

RESPONDER

OSIRIS-REx recolheu demasiadas amostras do Bennu (e está a perder parte delas)

A NASA revelou que a sonda OSIRIS-REx conseguiu recolher uma grande amostra de partículas do asteróide Bennu - tanto material que fez com que a tampa do compartimento não fechasse corretamente. Na semana passada, a sonda …

Cientistas captam atmosfera de um extraordinário exoplaneta que não deveria existir

Uma equipa de cientistas da Universidade do Kansas, nos Estados Unidos, captou a atmosfera de um exoplaneta "que não deveria existir" ao analisar dados do telescópio TESS da agência espacial norte-americana (NASA). O planeta em causa …

Refrigerantes light causam o mesmo risco de doenças cardíacas que bebidas normais

Um novo estudo da Universidade Sorbonne, em Paris, descobriu que bebidas adoçadas artificialmente - como as light, diet e zero - podem ser tão prejudiciais para o coração quanto os refrigerantes normais. Os investigadores, que acompanharam …

“Monstro patológico”. Documento revela que Henrique VIII planeou decapitação de Ana Bolena

Uma equipa de investigadores encontrou um livro que contém instruções específicas do rei Henrique VIII que mostram que o monarca queria que a sua segunda esposa, Ana Bolena, fosse executada. Neste documento, o rei Henrique VIII …

Robô humanóide sem cabeça empilha e carrega caixas (e já está à venda)

A fabricante de robôs Agility construiu um robô humanóide bípede chamado Digit, que consegue carregar caixas e que está a ser vendido por 250 mil dólares. De acordo com o TechXplore, o robô Digit foi projetado …

Porto 2-0 Olympiacos | Chama do “dragão” trava gregos

O FC Porto venceu na noite desta terça-feira o Olympiacos por 2-0, numa partida relativa à segunda jornada do Grupo C da Liga dos Campeões, sob o olhar dos cerca de 3750 adeptos que se …

Antigos maias construíram filtros de água sofisticados (capazes de funcionar nos dias de hoje)

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Cincinnati (UC), os antigos maias da cidade de Tikal construíram sofisticados filtros de água através do uso de materiais naturais importados. Os investigadores da UC descobriram evidências de …

Como é que as pandemias acabam? A História sugere que as doenças vêm para ficar (durante milénios)

Uma combinação de esforços de saúde pública para conter e mitigar a pandemia veio ajudar a controlá-la. No entanto, epidemiologistas acreditam que as doenças infeciosas, como é o caso da covid-19, nunca desaparecem.  Ao longo dos …

ONG identifica entidades norte-americanas como "cúmplices" da destruição da Amazónia

Seis instituições financeiras norte-americanas são apontadas como "cúmplices" da destruição ambiental na Amazónia brasileira, assim como da violação dos direitos das comunidades indígenas da região, segundo um relatório de organizações não-governamentais (ONG). Um estudo elaborado pela …

OE2021. Uma morte anunciada da geringonça e o temor das coligações negativas

Já há confirmação de que a proposta do Orçamento do Estado para 2021 vai ser aprovada na generalidade, esta quarta-feira. O primeiro-ministro já só pensa na discussão na especialidade, na qual se avizinham os maiores …