/

Tiago Barbosa Ribeiro: Rui Moreira tem uma visão arrogante sobre as escolhas dos eleitores

Mário Cruz / Lusa

O deputado do Partido Socialista, Tiago Barbosa Ribeiro

O candidato socialista à Câmara do Porto respondeu numa entrevista aos rumores de que não era a escolha de António Costa e deixou críticas a Rui Moreira.

Em entrevista ao Observador, o candidato do PS ao Porto respondeu às dúvidas que têm sido lançadas em relação às suas probabilidades de vencer Rui Moreira.

António Costa chegou a dizer que as perspectivas de vencer no Porto são escassas, mas Tiago Barbosa Ribeiro deixa claro que a sua candidatura não é “um pró-forma”. “O PS, quando entra em qualquer eleição, entra para ganhar. Portanto não ganhar, para o PS, é sempre uma derrota”, afirma.

O actual autarca de Gaia e actual presidente da Área Metropolitana do Porto, Eduardo Vítor Rodrigues, afirmou também que “no Porto, ninguém ganha a Rui Moreira”. O deputado responde que a cidade tem causado surpresas eleitorais “em especial nas autárquicas” e relembra a “vantagem” de Moreira por estar actualmente no cargo, o que muitas vezes leva a misturas entre “o que é o município e o que é a sua campanha”.

Um dos nomes inicialmente apontados para representar os socialistas na Invicta era Eduardo Pinheiro, Secretário de Estado da Mobilidade, Tiago Barbosa Ribeiro afirma que Pinheiro “nunca foi votado como candidato do PS”.

Eduardo Pinheiro afirmou ter recebido o convite de Manuel Pizarro, líder da federação do PS/Porto, mas Tiago Barbosa Ribeiro não comenta convites “possam ou não ter sido feitos” e recusa terem havido divergências internas.

Relativamente desconhecido do público em geral, o deputado socialista garante que não está a usar a candidatura como uma forma de ganhar mais notoriedade para uma eventual recandidatura e diz que ainda não decidiu se se recandidata à liderança da concelhia.

Já sobre o adversário Rui Moreira, considera que “uma visão arrogante sobre a escolha dos eleitores”. “Comporta-se como se uma campanha eleitoral fosse um incómodo e como se o escrutínio fosse sempre um ataque de carácter. Isto não é de quem está especialmente confortável com a forma como a democracia deve funcionar”, acusa.

Sobre propostas para a cidade, Tiago Barbosa Ribeiro antecipa colocar três mil fogos de arrendamento acessível no mercado nos próximos seis anos e deixa uma alfinetada Rui Moreira devido à perda de população no Porto. “Rui Moreira tem uma permanente obsessão com a criação de factos alternativos“, critica, e diz que “os números que demonstram um decréscimo da população do Porto correspondem a um aumento da população”.

O deputado apresenta outras propostas ao longo da entrevista, como a criação de um banco municipal de terras e de imóveis da Câmara, a mobilização do património do Estado Central e conter os novos registos de alojamento local no centro histórico do Porto.

Já sobre a possível sucessão a António Costa que foi debatida durante o Congresso do PS, Tiago Barbosa Ribeiro afirma que o actual Secretário-Geral “tem feito um grande trabalho como primeiro-ministro”. “Para o bem do país, é muito importante que António Costa seja sucessor dele próprio. Acho que tem o apoio unânime de todo o PS e espero veementemente que o faça”, afirma.

Em relação a um possível apoio a Pedro Nuno Santos, por enquanto “essa questão não se coloca” e sobre possíveis divisões entre as alas centristas e mais de esquerda do PS, o deputado responde que “somos todos da ala do PS“.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.