Marcelo fala em tentação e rigor pascal para declarar: “Temos de ganhar até à Páscoa o verão e o outono”

Mário Cruz / Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

Esta quinta-feira, o Presidente da República falou ao país, a partir do Palácio de Belém, depois de o 12.º estado de emergência ter sido aprovado na Assembleia da República.

“Reduzimos significativamente, nesta quinzena, o número de infetados e de mortos e o indicador da propagação do vírus atingiu o valor mais baixo do ano”, começou por dizer o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na comunicação ao país.

O Presidente considera que, perante esta situação, “é muito tentador defender abrir e desconfinar o mais rápido possível”, a começar pelos estabelecimentos de ensino, pela sociedade, economia e saúde mental.

No entanto, apesar de reconhecer que com a segurança da vacinação e da testagem seria mais fácil desconfinar, o chefe de Estado sugere que há outro prato na balança: os “números totais de internados e de internados nos cuidados intensivos ainda são elevados”.

“Estas razões fazem-nos pensar duas vezes”, confessou.

“Qual o desafio que se coloca a quem deve decidir?”, questionou de seguida o Presidente, para responder que “decidir deve basear-se na consciência de quem decide e não na preocupação de seguir a opinião de cada instante”. Desta forma, Marcelo Rebelo de Sousa defende que sejam seguidos “critérios objetivos” e não a pressão pública.

Para garantir que Portugal não dá um passo atrás, é “prudente” manter uma abertura apenas na Páscoa como objetivo.

“Temos de ganhar até à Páscoa o verão e o outono”, disse o chefe de Estado, lembrando que, no próximo “mês, mês e meio”, não será possível garantir pela vacinação as condições para uma reabertura segura.

“A Páscoa é um tempo arriscado para mensagens confusas ou contraditórias, como por exemplo a de abrir sem critério antes da Páscoa, para nela fechar logo a seguir, para voltar a reabrir depois dela. Quem levaria a sério o rigor pascal?“, questionou.

A Páscoa é, assim, o marco para o desconfinamento. Até lá, é importante que “se estude e prepare, com tempo e bem, o dia seguinte”.

“Planear o futuro é essencial, mas desconfinar a correr por causa dos números destes dias será tão tentador como leviano, até porque sabemos que os números sobem sempre mais depressa do que descem”, sublinhou Marcelo Rebelo de Sousa para, logo de seguida, terminar: “Se formos sensatos, o pior já passou”.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

20 COMENTÁRIOS

  1. Apesar da total incompetência e desajuste da situação, quer do PR quer do PM que no decorrer do combate à pandemia já causaram mais vitimas portuguesas em 13 meses do que a guerra colonial em 13 anos, tenho a agradecer-lhes o facto de me terem devolvido aos tempos da minha juventude. Com efeito, sou novamente “indigente”, impedido de exercer a minha profissão, e, com a maior “guedelha” que já tive desde os idos de 1974! Por este feito inédito de retrocesso no meu aspeto físico, Bem hajam!

  2. Este assinala o ano pelas celebrações religiosas cristãs. Era preciso salvar o Natal, agora é tempo de quaresma (recolhimento), para salvar o verão . Que conversa esta!!!! Que mentalidade rectrogada e imprópria de um Estadista que é o garante da defesa das liberdades individuais de cada cidadão.

  3. Da forma que argumenta o combate a Pandemia; ” ganhar até a Pascoa, salvar o Natal, os Verões, os Aniversários, os Casamentos, os Funerais” e mais uns Eventos de todas as espécies, faz pensar que o Sr. P.R confunde preservar Vidas com uma competição qualquer. Será que depois da “Santa pascoa” a permissividade estará de volta para mais um eventual reconfinamento ?……. Não há nada a “Ganhar” senão Vidas a preservar, o Virus não respeita nenhum calendário Festivo !

  4. Quando todos andarmos com uma mão a frente e outra atrás, por não haver mais para as finanças penhoraram eles desconfiam.
    Vão ver.

RESPONDER

Em Inglaterra, há crianças de 16 anos que vão passar a viver em alojamentos não regulamentados

A 9 de setembro, foi aprovada uma nova lei em Inglaterra, segundo a qual as crianças com 16 e 17 anos podem ser colocadas em alojamentos não regulamentados. O sistema de acolhimento de crianças inglês está …

Suspeitos numa mota sem matrícula dispararam na direcção de candidata do CDS

A candidata do CDS à Junta de Freguesia de Palmela, em Setúbal, foi surpreendida, na noite de sexta-feira, por disparos de caçadeira, protagonizados por "duas pessoas sem capacete", numa mota sem luzes, nem matrícula. O incidente …

Jerónimo diz que conquista de Guimarães só é possível "milho a milho"

O secretário-geral do PCP defendeu, esta sexta-feira, que a presença da CDU na autarquia de Guimarães só pode ser reconquistada “milho a milho”, na noite em que a dirigente do PEV Heloísa Apolónia integrou a …

Parlamento aprovou Constitucional em Coimbra (mas PS ainda pode chumbar a saída de Lisboa)

O Parlamento aprovou, na generalidade, a proposta do PSD para transferir o Tribunal Constitucional (TC) e o Supremo Tribunal Administrativo (STA) de Lisboa para Coimbra. Mas a mudança só poderá ser concretizada depois da votação …

Concluídas obras de segurança e consolidação da catedral de Notre-Dame em Paris

A fase de segurança e consolidação da catedral de Notre-Dame, em Paris, quase destruída num incêndio há mais de dois anos, terminou, dando lugar à etapa de restauro, anunciaram este sábado as autoridades. Em 15 de …

Certificados de vacinação emitidos por países terceiros reconhecidos para viagens aéreas

Os certificados de vacinação e de recuperação emitidos por países terceiros passam a ser reconhecidos para viagens aéreas, deixando de ser exigido teste negativo e quarentena quando esta seja aplicável em função da respetiva origem, …

Rui Costa, Benfica

Acções do Benfica com comissão milionária a Carlos Janela. Em AG muito quente, sócios gritaram, mas não puderam votar

A Assembleia-Geral (AG) Extraordinária do Benfica de sexta-feira à noite foi muito quente, com cânticos, protestos e pedidos de demissão dos sócios. Enquanto isso há novos dados sobre o negócio de venda das acções do …

"Não tem passado de figurante". Fenprof diz que sistema educativo bloqueava se dependesse do ministro

O secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), Mário Nogueira, considerou, esta sexta-feira, que sistema educativo em Portugal já tinha bloqueado se dependesse do trabalho do ministro da Educação e do Governo, realçando que o …

País "esqueceu-se de que existe engenharia". Especialistas criticam recomendação da DGS para ventilação nas escolas

Recomendações da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a ventilação nas escolas ficam aquém do que seria necessário, dizem especialistas. Tendo em conta que a covid-19 se transmite por aerossóis, é importante que exista uma boa ventilação …

O "ar salazarento" dos ministros na campanha do PS. Temido usou carro do Governo e pode ter cometido crime

A presença de ministros na campanha dos candidatos socialistas às autárquicas está a causar polémica, sobretudo no Porto, com Rui Moreira a criticar "o ar salazarento de chapelada" do PS. Marta Temido, ministra da Saúde, …