Hospitais “muito próximos do limite”. Temido avisa que medicina de catástrofe pode mesmo acontecer

José Sena Goulão / Lusa

A ministra da Saúde, Marta Temido

Esta quarta-feira à noite, em entrevista à RTP3, Marta Temido referiu que o país está a enfrentar números que “nunca julgámos ver-nos confrontados” e admitiu que a evolução galopante da pandemia “traz algumas alterações às estimativas” do Governo.

Apesar de ter admitido que houve alterações de abordagens ao combate à pandemia, a ministra da Saúde, Marta Temido, disse que nada vai ficar decidido já, remetendo a decisão final sobre o encerramento das escolas para o Conselho de Ministros, agendado para esta quinta-feira.

A par dos estabelecimentos de ensino, o Governo vai também ter em conta a confirmação de que a variante inglesa, mais transmissível, já se dissemina com força no país.

A governante assumiu que, atualmente, “possam ser 20% os casos de infeção desta variante” e que se estima “que os valores possam atingir os 60% dentro de mais uma semana, até ao final do mês”.

Em relação ao aumento de casos diários e do número de óbitos, Temido referiu, na entrevista à RTP3, que o SNS está perto da rutura. “Neste momento sinto que estamos muito próximos do limite e há situações em que já estamos no limite“, disse, sublinhando a situação “muitíssimo complexa” dos hospitais na Grande Lisboa, onde “os meios são reutilizados e reinventados e o esforço humano é redobrado”.

“Para tudo há limites e neste momento os números que enfrentamos são números poderosíssimos com os quais nunca julgámos ser confrontados. A estimativa é que esta tendência se vai agravar nos próximos dias”, assumiu, admitindo que ainda não é possível saber até quando a curva vai crescer.

“Em novembro antecipamos cenários bastante complexos e dramáticos, mas nunca nenhum que se parecesse com aquele que estamos agora a estimar de, em pouco tempo, ter 16 mil novos casos e várias centenas de óbitos”, confessou a ministra.

Marta Temido disse também que a situação de medicina de catástrofe “ainda não está a acontecer, mas estamos próximos que aconteça e devemos fazer todos os esforços para evitar que aconteça”.

Mecanismos de reforço de profissionais de saúde

Atualmente, segundo a ministra, estão a ser utilizadas “todas as respostas disponíveis”, existindo 52 convenções com o setor privado, social e das Forças Armadas.

Até ao momento, na região de Lisboa e Vale do Tejo, há quatro acordos para a prestação de cuidados covid-19, com quatro instituições diferentes, e 13 acordos para a área não covid-19. “No total dá 165 camas que já estão a ser utilizadas”, havendo ainda “recurso aos hospitais das Forças Armadas e ao centro médico de Belém com mais cerca de 120 camas”. Mas “as camas, por si só, não funcionam”.

Nesse sentido, a ministra da Saúde admitiu que “estamos, de facto, a estudar mecanismos de reforço dos profissionais de saúde, que podem passar por mecanismos de reforço da sua disponibilidade em termos financeiros”.

“O setor privado tem que se organizar e articular a sua resposta com o SNS. Acredito que há disponibilidade para aprofundar o relacionamento com privados. Se esse aprofundamento não for possível, temos que tomar medidas extremas, entre elas a requisição civil“, disse, apesar de considerar que a requisição civil “não resolve os problemas”.

“Um bom acordo é preferível a uma situação de conflito”, sustentou.

Sobre a dificuldade dos rastreios de contactos face ao aumento do número de casos, a ministra revelou que o número de profissionais envolvidos nesse processo foi reforçado, passando de 417 pessoas para mais de 1.100. “Estamos, neste momento, a garantir que as pessoas que agora são novos casos têm um primeiro contacto até às 72 horas.”

Já em relação ao adiamento de cirurgias, Temido disse que a decisão só prevê um diferimento de 15 dias, sendo avaliada “todos os dias”. Por sua vez, a ministra adiantou que, nas situações oncológicas, está a ser promovida uma “maior articulação” entre os hospitais e os institutos de oncologia “para que ninguém fique para trás em termos de respostas dos serviços de saúde”.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. 15/07/2020
     No reino animal, aquele que deveria preservar a natureza para seu bem-estar e de todos, é o que mais destrói.

    27/06/2020
     COVID 19
    “Homens de pouca fé, sabes ver nas nuvens o tempo que faz amanhã e não sabes interpretar os sinais dos tempos “.
    Este vírus, se foi manipulado pelo homem é preocupante mas, se for de origem natural é ainda mais preocupante.
    Se for a segunda hipótese é caso para pensar e o homem terá que mudar de atitude e comportamento senão será o princípio do fim, por estupidez e casmurrice da sociedade, a natureza nos presenteará com outros tipos de vírus.
    Uma das muitas coisas que o homem terá que ter em conta é a natureza, esta não poderá ser destruída como tem vindo a ser, para benefício e estupidez de uns quantos, que se julgam acima de tudo e todos e implementarem o que muito bem lhes interessa.
    Cuidado, não brinquem com a natureza e com o poder porque, quem vai sair bem desta luta, mais uma vez, vai ser a Mãe Natureza.

RESPONDER

Quem bebe café tem melhor controlo motor e maior nível de atenção, diz estudo

Um investigador da Universidade do Minho (UMinho) concluiu que consumidores de café têm melhor controlo motor, maiores níveis de atenção e alerta e que a cafeína tem "benefícios na aprendizagem e na memória", divulgou esta …

Pas de Deux cósmico. NASA mostra dois buracos negros a distorcer a luz à sua volta

A NASA publicou um vídeo em que mostra um par de buracos negros com milhões de vezes a massa do Sol que executam um pas de deux hipnótico. A visualização da NASA mostra como os buracos …

Inteligência Artificial recriou a voz de Einstein (e é possível fazer-lhe perguntas)

Graças à Inteligência Artificial, os fãs do Nobel da Física Albert Einstein podem agora "falar" com o físico alemão online. Segundo o site IFLScience, a ideia partiu das empresas Aflorithmic e UneeQ, sediadas no Reino Unido …

O SUV BZ4X lança o mote para a nova sub marca de elétricos da Toyota

A Toyota apresentou o primeiro modelo 100% elétrico da BZ, acrónimo de Beyond Zero (além do zero), sub marca da fabricante nipónica dedicada exclusivamente aos elétricos. O SUV BZ4X será o primeiro de uma ofensiva …

A "tele-escola" em 2006: Gisela conta como era

20 de abril de 2020: o regresso da escola à RTP, agora com a designação Estudo Em Casa. Um ano depois desse momento, cruzámo-nos com uma jovem que nasceu em 1994 e que ainda estudou …

O famoso consumo de chá de Jane Austen liga a escritora ao comércio de escravos

O consumo de chá de Jane Austen vai ser submetido a "interrogatório histórico" sobre as suas ligações à escravatura, de acordo com o diretor de um museu dedicado à autora inglesa. A casa da escritora na …

Júri declara ex-polícia Derek Chauvin culpado da morte de George Floyd

Os jurados do julgamento do ex-agente da polícia acusado do homicídio do afro-americano George Floyd chegaram a acordo sobre o veredito esta terça-feira. Derek Chauvin foi considerado culpado. A decisão dos jurados, reunidos desde segunda-feira num …

Lago "assassino" matou cerca de 1.800 pessoas em apenas alguns minutos (e a história pode repetir-se)

A noite de 21 de agosto de 1986 parecia ser igual a outra qualquer. Até que, por volta das 21h30, ouviu-se um barulho muito estranho no Lago Nyos, no noroeste dos Camarões. E em minutos, …

Nigéria. Youtube fecha canal de pastor que pretende "curar a homossexualidade"

O pastor nigeriano TB Joshua apelou aos seus seguidores a "rezarem pelo YouTube" e a não responderem através do ódio ao encerramento do seu canal naquela plataforma, onde colocou vídeos em que afirmava "curar a …

Esquemas de Wall Street alimentaram a crise de 2008. Está a voltar a acontecer o mesmo

Bancos têm erroneamente relatado dados de rendimento inflacionados que comprometem a integridade dos valores imobiliários resultantes. Foi há mais de 12 anos que foi anunciada a falência do Lehman Brothers, o quarto maior banco de investimento …