Temido faz ponto de situação sobre a Ómicron na sexta-feira. Governo pondera medidas

Tiago Petinga / Lusa

A ministra da Saúde, Marta Temido, vai dar amanhã uma conferência de imprensa sobre a propagação das Ómicron em território português.

Marta Temido vai fazer um ponto da situação sobre a variante Ómicron em Portugal numa conferência de imprensa marcada para sexta-feira. A informação foi avançada pela ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, no briefing do Conselho de Ministros.

Esta semana, as ministras reuniram duas vezes com os peritos do Infarmed. No entanto, eventuais novas medidas restritivas só serão anunciadas em novo Conselho de Ministros.

Citada pelo Expresso, Mariana Vieira da Silva disse que serão precisos mais dois a três dias para tomar decisões, mas, “num cenário de maior incerteza do que previmos quando adotámos as medidas, não teremos nenhum problema em prolongá-las ou alterá-las“.

Ainda que as medidas atualmente em vigor tenham funcionado, a justificação assenta no cenário incerto.

“Não podemos dar garantias absolutas sobre as medidas em vigor. As medidas produziram os seus efeitos. Somos o país do mundo que mais testa, permite conhecer casos e isolá-los”, explicou a governante, para logo a seguir explicar que deve ser tida em conta a evolução da pandemia.

Por isso, o Governo diz estar preparado para decidir sobre o quadro de regras em vigor, face à imprevisibilidade da nova variante: “É preciso ter outra atenção“.

Esta manhã, o primeiro-ministro disse que as medidas atualmente em vigor em Portugal que limitam a entrada em território nacional deverão ser prolongadas para além de 9 de janeiro, data estabelecida para o seu fim.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.