Recomendação do PS para tarifa social de Internet sem oposição (mas partidos querem mais)

A recomendação do PS ao Governo para que crie uma tarifa social de acesso à Internet não mereceu esta quinta-feira oposição de nenhuma bancada, mas foram vários os partidos que defenderam a necessidade de “ir mais longe”.

“É função e responsabilidade do Estado garantir que ninguém fica para trás no atual processo de transformação digital que vivemos e entendemos que essa transição tem de ser feita protegendo os direitos e liberdades e garantindo igualdade de oportunidades a todos os cidadãos”, defendeu o deputado do PS Filipe Pacheco, no debate em plenário do projeto de resolução.

O deputado socialista enquadrou esta resolução num conjunto mais vasto de medidas previstas pelo Governo no Plano de Ação para a Transição Digital apresentada no início do ano, o Portugal Digital, e defendeu que a situação de pandemia de covid-19 demonstrou que sem Internet muitos portugueses ficariam confinados “ao isolamento quase absoluto”.

A tarifa social de acesso à Internet deverá ter, de acordo com a recomendação do PS, os mesmos moldes da tarifa social de eletricidade e ser feita de forma automática.

Pelo PSD, o deputado Hugo Carvalho manifestou apoio a esta e outras iniciativas que “sirvam para lembrar o Governo de tudo o que tem para cumprir”, mas considerou que o essencial não é tanto a tarifa social, mas o acesso à rede, salientando que o preço mais reduzido significa “pouco ou nada” para muitos portugueses que vivem “em regiões sem banda larga, sem alta velocidade, sem rede”.

“Que o Governo possa colaborar com os operadores para que se desbloqueie o problema de facto: cumprir o serviço universal de redes de alta velocidade e que não deixe parte do país de fora”, apelou.

Também BE e PCP apontaram o problema da cobertura dos serviços de telecomunicações como o principal, mas atribuíram-no “a erros passados” cometidos nos processos de privatização destas empresas por governos do PSD, CDS-PP e PS.

A deputada bloquista Isabel Pires lamentou que a cobertura de rede de telecomunicações esteja “dependente de interesses privados e não públicos” e nas mãos “do monopólio de interesses de três operadores”.

Pelo PCP, Bruno Dias criticou os elevados preços das telecomunicações em Portugal, considerando que apresentar apenas uma proposta de tarifa social “é uma fraca resposta” e defendeu a necessidade de o país retomar o controlo público do setor.

A líder parlamentar do PAN Inês Sousa Real considerou a tarifa social “uma medida fundamental para assegurar a igualdade de oportunidades”, mas lamentou que o Governo ainda não tenha cumprido a promessa de entregar computadores a todos os alunos no arranque do ano letivo.

O deputado único e presidente da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo, disse que não iria inviabilizar a iniciativa do PS por “solidariedade com os milhares de portugueses que não conseguem pagar a Internet”, mas considerou esta resolução “uma confissão de fracasso da governação socialista”.

Já o deputado único e líder do Chega, André Ventura, adiantou igualmente que o partido acompanhará esta iniciativa, mas “com a exigência que seja efetivamente cumprida”, considerando que este problema já deveria estar resolvido.

Também o CDS-PP, através do deputado João Gonçalves Pereira, afirmou que o seu partido irá acompanhar esta recomendação, embora questionando quem irá pagar esta redução no acesso.

Pelos “Verdes”, a deputada Mariana Silva lamentou igualmente “o acesso muito assimétrico em termos de cobertura e velocidade” à Internet, dizendo temer que se esteja “a construir a casa pelo telhado”.

Na parte final do debate, o deputado do PS Filipe Pacheco congratulou-se com o apoio da maioria das forças políticas ao projeto de resolução, considerando que irá “proteger os mais vulneráveis no caminho para a transição digital”.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …