TAP escapa à nacionalização. Estado assume controlo com 72,5% da companhia

Aero Icarus / Flickr

O Estado e os acionistas privados da TAP estão perto de chegar a acordo, devendo a companhia aérea escapar à nacionalização. Ainda não há fumo branco, mas o acordo sobre o futuro da TAP deverá ser fechado nas próximas horas.

Depois de a nacionalização da companhia ter sido dada como quase certa na imprensa, os privados aceitaram as condições impostas pelo Governo para um acordo na companhia, evitando assim a nacionalização “forçada”, escreve o semanário Expresso.

Depois de a SIC Notícias noticiar que estava vista um acordo e que as negociações que arrancaram nesta quarta-feira arrastaram-se para a madrugada, o jornal Público escreve agora que o acordo definitivo deve ser fechado nas próximas horas.

De acordo com o matutino, certo é já que o Estado vai reforçar a sua posição na companhia, ficando com 72,5% do capital da transportadora, Humberto Pedrosa com 22,5% e os trabalhadores com 5%. David Neeleman fica fora da equação.

As percentagens estão já definidas mas faltam acertar detalhes. Do Estado vão chegar os 1.200 milhões de euros à TAP, essenciais para a retoma da operação.

O Público escreve ainda que o Estado assume assim o controlo da empresa, podendo este crescer mais no futuro, quando se der a capitalização.

“O Conselho de Ministros deverá aprovar esta quinta-feira o reforço da posição do Estado, que detém 50% do capital e 5% dos direitos económicos, por via da diminuição da participação de David Neeleman, que detém 50% do consórcio privado Atlantic Gateway, dono de 45% da TAP”, escreve o mesmo jornal.

O Governo acredita ser possível chegar a uma solução de compromisso com os privados sem que seja necessário recorrer ao decreto de nacionalização. O primeiro-ministro disse esperar, nesta quarta-feira, uma “solução estável”, que permitisse a Portugal “manter a sua companhia [aérea]”, e que esta pudesse ser “negociada, e por acordo”, com os sócios privados, e “não propriamente com um acto de imposição do Estado”.

Também o Diário de Notícias escreve nesta quinta-feira que o Governo tenta até à última hora impedir a nacionalização. “Até ao último momento, há esperança. É esta a posição do Governo, que chega ao Conselho de Ministros de hoje com o despacho de nacionalização pronto, mas também com muita fé de não ter de chegar a assiná-lo”, pode ler-se.

Apesar doS avanços nas negociações, importa frisar, não há ainda um acordo oficial, havendo, para já, um acordo de princípio entre o Governo e a companhia aérea Azul, companhia brasileira fundada por Neeleman, que é obrigacionista da TAP.

De acordo com o jornal Eco, a companhia aérea Azul terá abdicado de uma exigência do Governo, a extinção do direito de converter de 90 milhões de euros de um empréstimo feito à TAP em capital social, evitando assim a nacionalização.

Parece assim estar ultrapassado aquele que era o último obstáculo para a compra da posição do acionista norte-americano na transportadora portuguesa.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Quanto é que vão pagar ao David Neeleman afinal? E os 1200 milhões são o quê? um empréstimo ou o preço de 22.5% da empresa?

  2. Tudo isto é vergonhoso. O anterior governo tinha, e bem, despachado este buraco negro. O atual governo deu um passo atrás e agora vê-se na posição de ter de lá enfiar 1.2 mil milhões de euros. Isto é vergonhoso. Deveriam primeiro perguntar aos portugueses se querem manter um luxo de ter uma companhia aérea nacional pública. Eu não quero. Não me serve para nada e é bem mais cara do que as concorrentes. E pior, diga-se de passagem.

    • O pior é que seja pública ou privada andamos sempre a pôr para lá dinheiro como vai acontecer agora, e pelos vistos para que esta empresa se mantenha viva sempre terá que ser assim, pois com empresas de baixo custo na concorrência a situação na aviação não parece muito famosa. Essas empresas de baixo custo não vivem apenas dos clientes, autarquias por essa Europa fora pagam-lhes ( e aqui está de novo o contribuinte a entrar), para que façam escala nos seus municípios. Pior será a TAP nacionalizada e nas mãos dos sindicatos afectos a um determinado partido e o contribuinte que a sustenta ter que ficar em terra porque esses senhores se imaginam donos de toda a razão.

    • Vergonhoso é falar sem saber!!
      Assim como a privatização da TAP em que o buraco e o risco ficou do lado do Estado!!

  3. Este governo poderia fazer um referendo da nacionalização da TAP para os Portugueses Sim ou Não, o meu voto é NÂO, Já que o Passos Coelho vendeu a particulares, deixem este empresa ir a falência como tantas outras

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …