Superior arranca com 51 mil vagas. Estudantes vão poder ficar em hostels e pousadas

Bobo Boom / Flickr

Alguns estudantes universitários vão poder viver já no próximo ano letivo em hostels e pousadas da juventude. O Governo fala num “bom casamento” para ambas as partes, que beneficiam desta iniciativa.

A notícia é avançada esta sexta-feira pelo jornal Público, no mesmo dia em que arranca oficialmente o concurso ao Ensino Superior: há 51 mil vagas disponíveis no concurso deste ano, que arranca mais tarde devido à pandemia.

O acordo entre o governo e a Associação Portuguesa de Hostels está a ser ultimado, tem a duração de um ano, e é referente a unidades de alojamento local de Lisboa, Porto, Coimbra e Braga – as quatro cidades do país com mais alunos no Ensino Superior.

Trata-se de um “bom casamento”, diz o secretário de Estado da Ciência e Ensino Superior.

“Os hostels garantem um rendimento durante um ano, que lhes permitirá manter a estrutura numa altura em que sofreram uma quebra de clientes, e nós conseguimos encontrar uma solução para o alojamento dos estudantes”, disse ao jornal o secretário de Estado da Ciência e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira.

Depois de os detalhes estarem fechados entre as unidades hoteleiras e o Ministério, cada estabelecimento de ensino assinará individualmente os contratos, situação que deverá acontecer já no próximo mês.

O mesmo jornal recorda que as orientações da Direção-Geral da Saúde no âmbito da pandemia de covid-19 tornaram inutilizáveis 3.000 camas nas residências estudantis, aumentando o já recorrente problema do alojamento estudantil.

No total, há em Portugal e 15 mil camas, e mais de dez mil estão em quartos duplos.

Há apenas 3.356 quartos individuais.

Concurso arranca esta sexta-feira

O concurso nacional de acesso a mais de 51 mil vagas ao Ensino Superior arranca hoje, mais tarde do que o habitual devido à pandemia de covid-19 que obrigou a adiar as datas de exames e alterar calendários. Entre esta sexta-feira e 23 de agosto estão abertas as candidaturas para a primeira fase do concurso de acesso ao Ensino Superior, sendo os resultados conhecidos em 28 de setembro.

Para o próximo ano letivo, as instituições de Ensino Superior disponibilizaram mais de 51 mil vagas, o valor mais elevado dos últimos sete anos, com as universidades de Lisboa e do Porto a liderarem no aumento de lugares.

As instituições de Ensino Superior do Porto poderão ter mais alunos nas áreas das engenharias enquanto em Lisboa o aumento registou-se nas competências digitais, segundo dados disponibilizados pela Direção-Geral do Ensino Superior (DGES).

Apenas três instituições reduziram o número de vagas: a Universidade dos Açores, o Instituto Politécnico de Lisboa e a Instituto Politécnico de Viseu. Além das 51.408 vagas do concurso nacional há outras 721 destinadas aos concursos locais, o que representa um aumento de 1% face ao número de vagas disponibilizadas no ano anterior.

Os números mostram também um aumento de 2% nas regiões mais desertificadas e de 1,3% nos institutos politécnicos, segundo dados disponibilizados pelo Ministério.

Tal como já vinha acontecendo nos anos anteriores, a candidatura é feita ‘online’, através do ‘site’ da Direção-Geral do Ensino Superior, onde também se pode pedir a senha necessária para realizar a candidatura ao Ensino Superior. Nesta mesma página é possível ter acesso a toda a informação sobre cursos disponíveis, vagas e condições de acesso.

Médias devem subir

No entanto, é preciso ter em conta que as notas dos exames nacionais de quase todas as disciplinas subiram este ano – a exceção foi Matemática Aplicada às Ciências Sociais – e por isso as médias de acesso à generalidade dos cursos serão mais altas.

A média dos exames realizados a Biologia e Geologia, por exemplo, subiu 3,3 valores numa escala de 0 a 20, sendo agora de 14 valores.

O ministro da Ciência e Ensino Superior voltou esta semana a lembrar que o objetivo para o próximo ano letivo é que o ensino seja presencial.

Durante duas semanas e meia do mês de julho, milhares de alunos do 11.º e 12.º anos realizaram exames nacionais nas disciplinas que elegeram como provas de ingresso, ou seja, os exames realizados foram para acesso ao Ensino Superior.

Segundo dados do Ministério da Educação, registaram-se 257.330 inscrições na primeira fase dos exames finais nacionais, tendo sido realizadas 227.962 provas, o que corresponde a cerca de 88,6% das inscrições.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Faca feita de fezes entre os vencedores deste ano dos prémios Ig Nobel

Uma faca feita com fezes congeladas e um jacaré a arrotar são alguns dos vencedores dos prémis Ig Nobel, que distinguem as invenções mais incomuns. Os prémios Ig Nobel – uma paródia dos prémios atribuídos pelas …

O hemisfério norte teve o verão mais quente de que há registo (e isso é um sinal de alerta para a Terra)

O hemisfério teve em 2020 o verão mais quente de que há registo. No geral, o Planeta Terra teve três dos meses mais quentes, e o mês de agosto foi o segundo mais quente que …

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …

Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recupera, avisa neurologista

Um neurologista ouvido num documentário da RMC Sport diz que o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recuperará. Já passaram quase sete anos desde que Michael Schumacher sofreu um acidente …

Processos com acórdãos a meias entre Rangel e Galante estão em risco

Durante dez anos, centenas de acórdãos do Tribunal da Relação de Lisboa foram feitos a meias entre Rui Rangel e Fátima Galante. Agora, esses processos estão em risco. A Procuradoria-Geral da República anunciou esta sexta-feira a …