Sondagem. PS a passos largos deixa PSD a 15 pontos

Miguel A. Lopes / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa

A faltar três meses para as legislativas, de acordo com a mais recente sondagem, o PS aumenta a sua vantagem para os sociais-democratas, estando agora a uma diferença de 15 pontos percentuais.

O Partido Socialista continua a subir nas intenções de voto e cria uma distância cada vez maior para o PSD. Pelo menos é o que nos diz a mais recente sondagem para as eleições legislativas, divulgada esta semana pelo semanário Expresso. O CDS foi o partido que mais caiu em comparação com a última sondagem, e o Bloco foi quem mais subiu.

A três meses das legislativas, o panorama mostra-se favorável para o partido de António Costa, que consegue selar uma distância de 15 pontos percentuais para o PSD nas intenções de votos. A maioria absoluto pode ser um objetivo dos socialistas, mas com estes resultados, não seria possível.

Comparativamente às últimas sondagens feitas em fevereiro, o Partido Socialista subiu de 37% para 38%. Em sentido contrário, o PSD caiu de 25% para 23%. Desde as eleições europeias de maio – que se revelaram um verdadeiro desastre para os sociais-democratas – os “laranjas” têm vindo a descer.

Apesar de tudo, as piores notícias chegam para o CDS. O partido de Assunção Cristas tem vindo a perder popularidade e registou uma queda de três pontos percentuais de 8% para 5%. A descida deixa o PAN colado com 4% das intenções de voto.

O Bloco de Esquerda é o grande vencedor desta sondagem, após ter assegurado uma subida de três pontos percentuais. Os bloquistas passaram de 8% para 11%, deixando para trás a CDU, que segundo as previsões, manteve os 8% que havia registado na sondagem de fevereiro. Há ainda 5% de votantes noutros partidos e outros 5% que tencionam votar em branco ou nulo.

As eleições legislativas têm data marcada para 6 de outubro e, apesar de António Costa ter dito que quer uma maioria “inequívoca”, admitiu não “chantagear” os portugueses para consegui-la.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. São estranhos estes números. O país mergulhado em greves, não há hospital que funcione minimamente bem, as novas reformas continuam por pagar… estará o povo atento ao que se passa, ou só se veem novelas? Parece impossível.

    • O que se passa hoje em Portugal é uma espécie de revolucionarismo eleitoral esquerdoide. É uma moda temporário de pensamento, até surgir uma tempestade governativa em sequência de condições nubladas de conjuntura económica. É tal o estado de graça do governo que mesmo estando a esganar instituições essenciais do país, consegue que tantos revolucionaristas de pensamento amnésico e irresponsável estejam a conceder-lhe o seu apoio eleitoral. Como resultado, um dia virá em que o cheiro do lamaçal comece a despertar consciências para a realidade em que o ilusionismo/populismo mais uma vez nos lançou. Até lá vamos vendo o filme e aguentando com preocupação.

    • José Santos, o Rui Rio fez o PSD uma cópia socialista do PS. Ninguem gosta de cópias.
      Quem é de direita nao tem nenhum partido de sistema onde votar.

Ministro alemão encontrado morto "estava muito preocupado" com apoio à população

O ministro das Finanças do Estado alemão de Hesse, Thomas Schäfer, foi encontrado morto no sábado. O corpo do político estava nos carris de uma linha de comboios de alta velocidade, na cidade de Hochheim, …

Oposição denuncia sequestro de dois membros da equipa de Guaidó

Este domingo, a oposição venezuelana denunciou que alegados funcionários das forças de segurança sequestraram dois membros da equipa do líder da oposição, Juan Guaidó. Rafael Rico, do partido Vontade Popular, indicou que o sequestro teve lugar …

Há 853 profissionais de saúde infetados. Cerco sanitário no Porto em discussão

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, revelou que existem 853 profissionais de saúde infetados com a covid-19 em Portugal. Em conferência de imprensa ao fim da manhã desta segunda-feira, depois de a …

Fazer despedimentos ou não renovar contratos são situações distintas, explica Siza Vieira

O ministro da Economia afirma que o acesso aos apoios financeiros do 'lay-off' simplificado está condicionado ao compromisso de não haver despedimentos, mas reconhece que despedimento e não renovação são situações distintas. O ministro da Economia …

Empresas denunciadas por abusos nos despedimentos e violações ao código de trabalho

A CGTP recebeu denúncias a 40 empresas em que são relatadas situações de abuso e aproveitamento laboral. Milhares de trabalhadores foram afetados em todo o país, garante a líder sindical. Isabel Camarinha, classificou como "muito negro" …

NOS Primavera Sound adiado para setembro

Devido ao estado de emergência em que o país se encontra, resultado do surto de COVID-19, a nona edição do NOS Primavera Sound foi adiada e vai acontecer de 3 a 5 setembro. “Perante este cenário …

Twitter apaga publicações de Bolsonaro que defendiam fim das medidas de contenção

O Twitter bloqueou dois vídeos publicados no perfil oficial de Jair Bolsonaro sobre a visita que fez no domingo a vários pontos de Brasília, contrariando as recomendações sanitárias da Organização Mundial de Saúde (OMS) para …

País vai entrar no "mês mais crítico" da pandemia (e medidas vão ser prolongadas)

O primeiro-ministro, António Costa, avisou esta segunda-feira que Portugal "vai entrar no mês mais crítico desta pandemia" da covid-19 e por isso é necessário que se prepare para esta fase. António Costa falava aos jornalistas na …

Bancos também dão moratória no crédito automóvel

Para além da moratória no crédito à habitação decretada pelo Governo, alguns bancos estão a alargar a moratória ao crédito de consumo, como por exemplo, à prestação do carro. Face à pandemia de covid-19, o Governo …

Justiça dos Estados Unidos investiga senadores por delitos financeiros

Vários senadores norte-americanos estão a ser investigados por terem vendido ações depois de terem recebido briefings sobre a pandemia de covid-19. De acordo com a CNN, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos começou a investigar …