Sondagem. PS a passos largos deixa PSD a 15 pontos

Miguel A. Lopes / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa

A faltar três meses para as legislativas, de acordo com a mais recente sondagem, o PS aumenta a sua vantagem para os sociais-democratas, estando agora a uma diferença de 15 pontos percentuais.

O Partido Socialista continua a subir nas intenções de voto e cria uma distância cada vez maior para o PSD. Pelo menos é o que nos diz a mais recente sondagem para as eleições legislativas, divulgada esta semana pelo semanário Expresso. O CDS foi o partido que mais caiu em comparação com a última sondagem, e o Bloco foi quem mais subiu.

A três meses das legislativas, o panorama mostra-se favorável para o partido de António Costa, que consegue selar uma distância de 15 pontos percentuais para o PSD nas intenções de votos. A maioria absoluto pode ser um objetivo dos socialistas, mas com estes resultados, não seria possível.

Comparativamente às últimas sondagens feitas em fevereiro, o Partido Socialista subiu de 37% para 38%. Em sentido contrário, o PSD caiu de 25% para 23%. Desde as eleições europeias de maio – que se revelaram um verdadeiro desastre para os sociais-democratas – os “laranjas” têm vindo a descer.

Apesar de tudo, as piores notícias chegam para o CDS. O partido de Assunção Cristas tem vindo a perder popularidade e registou uma queda de três pontos percentuais de 8% para 5%. A descida deixa o PAN colado com 4% das intenções de voto.

O Bloco de Esquerda é o grande vencedor desta sondagem, após ter assegurado uma subida de três pontos percentuais. Os bloquistas passaram de 8% para 11%, deixando para trás a CDU, que segundo as previsões, manteve os 8% que havia registado na sondagem de fevereiro. Há ainda 5% de votantes noutros partidos e outros 5% que tencionam votar em branco ou nulo.

As eleições legislativas têm data marcada para 6 de outubro e, apesar de António Costa ter dito que quer uma maioria “inequívoca”, admitiu não “chantagear” os portugueses para consegui-la.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. São estranhos estes números. O país mergulhado em greves, não há hospital que funcione minimamente bem, as novas reformas continuam por pagar… estará o povo atento ao que se passa, ou só se veem novelas? Parece impossível.

    • O que se passa hoje em Portugal é uma espécie de revolucionarismo eleitoral esquerdoide. É uma moda temporário de pensamento, até surgir uma tempestade governativa em sequência de condições nubladas de conjuntura económica. É tal o estado de graça do governo que mesmo estando a esganar instituições essenciais do país, consegue que tantos revolucionaristas de pensamento amnésico e irresponsável estejam a conceder-lhe o seu apoio eleitoral. Como resultado, um dia virá em que o cheiro do lamaçal comece a despertar consciências para a realidade em que o ilusionismo/populismo mais uma vez nos lançou. Até lá vamos vendo o filme e aguentando com preocupação.

    • José Santos, o Rui Rio fez o PSD uma cópia socialista do PS. Ninguem gosta de cópias.
      Quem é de direita nao tem nenhum partido de sistema onde votar.

Redução de 3% na eletricidade para o mercado regulado entra em vigor esta terça-feira

A descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh), ou seja, uma redução de aproximadamente 3% no total da fatura de eletricidade dos consumidores, entra esta terça-feira em …

Em termos económicos estamos pior que "numa situação de guerra", diz Daniel Bessa

“Na recuperação da economia não podemos esperar uma fase ascendente tão rápida. Vamos ter uma recuperação mais lenta", alerta o economista Daniel Bessa. O economista Daniel Bessa considera que a atual situação económica, decorrente da pandemia, …

Escolas não devem reabrir em abril

Esta terça-feira ao início da tarde, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu que as escolas vão manter-se fechadas até ao final de abril. Marcelo Rebelo de Sousa esteve reunido, esta terça-feira, com especialistas …

Câmara de Comércio e Governo criam gabinete de apoio às empresas

A Câmara de Comércio e Indústria (CCIP) e o Governo criaram um gabinete de apoio às empresas para esclarecer e facilitar o acesso das companhias às ajudas lançadas pelo executivo. Segundo noticiou a TSF, a estrutura, …

Tragédia continua. Encontrado corpo de sobrinha-neta de John F. Kennedy

O corpo da sobrinha-neta do ex-Presidente norte-americano John F. Kennedy, que estava desaparecida com o filho desde quinta-feira, foi encontrado na segunda-feira, informaram esta terça-feira os meios de comunicação norte-americanos. Maeve Kennedy Townsend McKean, de 40 …

Jornal Económico e A Bola avançam para regime de lay-off

O Jornal Económico e o desportivo A Bola vão avançar para o regime de lay-off devido a quebras significativas nas vendas e publicidade desencadeadas pela pandemia de covid-19, que já fez mais de 300 vítimas …

Moratória nos créditos à habitação não suspende Seguros (e pode ter que os pagar durante mais tempo)

A suspensão dos pagamentos dos empréstimos do Crédito à Habitação, por parte dos clientes bancários que queiram aderir à moratória aprovada pelo Governo, pode não travar os pagamentos dos Seguros de Vida e Multi-riscos que …

Espanha poderá ser o primeiro país na Europa a avançar com rendimento básico universal

A ministra da Economia espanhola assegurou, este domingo, que o Governo está a trabalhar para aplicar o rendimento básico universal, embora não tenha dado ainda uma data concreta. Em declarações ao canal televisivo laSexta, a ministra …

Presidente revela que não está imune e é contra "descompressão" de medidas em abril

O Presidente da República revelou numa entrevista esta terça-feira divulgada pela Antena 1 que já fez um dos novos testes sorológicos para detetar a presença de anticorpos para o novo coronavírus e não está imunizado. "Depois …

Ministros das finanças procuram entendimento. Itália ameaça consenso de Centeno

Os ministros das Finanças da zona euro voltam a reunir-se esta terça-feira, por videoconferência, com a responsabilidade de chegarem a um compromisso sobre uma resposta comum para minimizar os efeitos da pandemia covid-19, precisando para …