Sócrates refuta à SIC perigo de fuga e admite telefonema para Angola

José Goulão / Flickr

Ex-primeiro ministro e líder do PS, José Sócrates

Ex-primeiro ministro e líder do PS, José Sócrates

O ex-primeiro-ministro José Sócrates, detido em Évora há mais de dois meses, refutou esta terça-feira que houvesse o perigo de fuga com que o Ministério Público (MP) fundamentou para a prisão preventiva, que considerou “abusiva, despropositada e ilegal”.

Em resposta a perguntas formuladas pela estação televisiva SIC, o ex-primeiro-ministro José Sócrates disse que “a insistência nesse absurdo ‘perigo de fuga’ mostra bem o espírito da investigação”.

Nunca fugi de nenhuma dificuldade, sempre as enfrentei”, afirmou, acusando o MP de ter avançado “sem provas ou sem que tenha fortes indícios de crimes”.

Sublinhando a “intenção persecutória” que lhe moveram, o preso 44 no Estabelecimento Prisional de Évora condena “as constantes violações do segredo de justiça” e frisou que “a única prova é a prisão”.

José Sócrates insiste na sua inocência, repetindo que “Carlos Santos Silva fez-me empréstimos que sempre tencionei e tenciono pagar“. E isso “não constitui crime, nem aqui nem em lado nenhum do Mundo”, conclui.

Inquirido sobre se teria, de alguma forma, ajudado os negócios do Grupo Lena, mesmo depois de deixar o Governo, e se recebeu algo em troca por isso, o ex-primeiro ministro diz que “nunca, em nenhuma circunstância”, durante todo o tempo em que exerceu funções governativas, tomou “qualquer iniciativa, directamente ou através de terceiros, para favorecer as empresas do Grupo Lena”.

Questionado sobre se em setembro de 2014 telefonou para o vice-presidente de Angola a interceder pelo Grupo Lena, José Sócrates esclarece que “já neste último verão, vários anos depois de ter saído do Governo”, fez esse contacto com gosto, “sem nenhum interesse que não fosse ajudar uma empresa portuguesa”.

Mais de um mês depois da entrevista à TVI, a 4 de janeiro, José Sócrates pediu que o MP diga quais são “os crimes concretos” que lhe são imputados.

“Onde é que estão as famosas ‘provas’ ou os ‘fortes indícios’ dos crimes que me imputam? E, ao certo, de que crimes concretos é que estamos a falar?”

Esta foi a sexta vez que Sócrates prestou declarações sobre o processo judicial em que está envolvido, conjuntamente com outros arguidos.

Indiciado de corrupção, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada, José Sócrates foi detido a 21 de novembro, no aeroporto de Lisboa, proveniente de Paris.

Desde dia 25 do mesmo mês que o ex-primeiro-ministro está em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Évora, da qual recorreu para o Tribunal da Relação de Lisboa.

As Respostas de Sócrates

Consulte abaixo a transcrição das perguntas da SIC ao ex-primeiro-ministro e as respectivas respostas:

ZAP / Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O cão ladra e a caravana passa….
    O filho de mãe rica é um rico filho da mãe
    Já agora viver de heranças e de emprestimos dos amigos não é muito recomendável para quem tem ambições políticas…
    LARGA A GOLA ZÉ, VAI TRABALHAR, APRENDE UM OFICIO NA CHOLDRA QUE TE PODE DAR JEITO, E JÁ AGORA ESTUDA UM BOCADINHO DE INGLES

  2. acredito plenamente na sua inocência,isto é claramente uma cavala politica,outros piores do que ele andam a solta como por exemplo,o sr. Cavaco Silva,Passos Coelho,e sem esquecer o famoso homem dos submarinos Paulo Portas acredito que quando saírem do governo também bom fazer companhia ao sr.José Sócrates

  3. muito bem José Socrates! espero que a verdade venha ao de cima nesta tramóia toda que foi montada para o afastar – o maior sonho desta nossa direita empedernida! fazem falta homens sem medo para contestar estes que nos mentem sem pudor e sem remorso, convencidos que estão da sua superioridade moral! um asco !!

Responder a Maria Cancelar resposta

Professor detido por violar aluna menor dentro de escola em Faro

Um professor de 55 anos foi detido, nesta quarta-feira, por suspeitas de ter violado uma aluna de 14 anos no interior de uma escola do concelho de Vila Real de Santo António, no distrito de …

Governo vira-se para Rio para mudar a lei e garantir o novo aeroporto

O Governo está a preparar uma alteração à Lei para evitar que o projecto do novo aeroporto do Montijo seja chumbado. Uma medida que passará, necessariamente, pela necessidade de um entendimento entre PS e PSD …

"Entretenimento saudável". Santa Casa desvaloriza estudo sobre raspadinhas

O Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa desvalorizou a investigação da Universidade do Minho que aponta para o vício das raspadinhas. Esta sexta-feira, um artigo científico publicado na The Lancet alertou para …

"Diga-lhe para ligar ao FBI". Autocarro com a cara do príncipe André circula em Londres

Um autocarro escolar, com a cara do príncipe André, andou a circular por Londres, esta sexta-feira, numa campanha da advogada Gloria Allred para pressionar o filho da Rainha a falar com o FBI. Esta sexta-feira, um autocarro …

Suspeito de terrorismo ouvido em tribunal (com o juiz a recusar ver os seus vídeos por não ter Internet)

O arguido Rómulo Costa, um dos oito portugueses acusados por financiamento ao terrorismo e recrutamento, adesão e apoio ao Estado Islâmico, foi interrogado, esta sexta-feira, na fase de instrução do processo que vai decorrer no …

FC Porto recorre do castigo de um jogo à porta fechada

O FC Porto vai recorrer do castigo de um jogo à porta fechada, aplicado pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) por ofensa a um agente desportivo. "O FC Porto vai recorrer …

Moita Flores investigado por corrupção. Antigo PJ fala em "coincidência" com empréstimo aos filhos

Francisco Moita Flores, antigo inspector da Polícia Judiciária e ex-presidente da Câmara de Santarém, está a ser investigado por suspeitas de corrupção. Há transferências de dinheiro de uma construtora para empresas a que esteve ligado …

SOS Animal vai constituir-se assistente no processo contra João Moura

A SOS Animal anunciou, esta sexta-feira, que se vai constituir assistente no processo criminal contra o cavaleiro tauromáquico detido, na quarta-feira, por suspeitas de maus-tratos a cães em Monforte, no distrito de Portalegre. Em comunicado, a SOS …

SMS de Rangel revelam teia de corrupção na Relação de Lisboa. Juiz Vaz das Neves tem empresa contra a lei

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, Luís Vaz das Neves, que foi constituído arguido na Operação Lex, tem uma empresa que se dedica à arbitragem extrajudicial de conflitos, o que constitui uma violação …

Presidente da PwC esteve em Lisboa para controlar danos do Luanda Leaks

O presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC) esteve em Lisboa, há duas semanas, para controlar os danos provocados pelo caso Luanda Leaks. Bob Moritz, presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC), esteve em Lisboa, há duas semanas, para perceber até …