SNS gastou 54 milhões com testes à covid no privado

Ennio Leanza / EPA

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) gastou, pelo menos, 54 milhões de euros em testes de rastreio à covid-19 feitos em laboratórios privados.

De acordo com a edição desta quarta-feira do jornal Público, muitos testes de rastreio à covid-19 são feitos no sistema público, mas também há muitos realizados no privado. O custo rondará, até ao momento, os 54 milhões de euros.

De acordo com dados da Administração Central do Sistema de Saúde, citados pelo diário, entre março e setembro foram apresentadas faturas dos privados no valor de 41,6 milhões de euros pelos laboratórios que têm convenção com o SNS.

A estes 41,6 milhões de euros, que correspondem a um total de 474.788 testes (a um custo estimado de 87,95 euros cada um), somam-se mais 12,4 milhões de euros que terão sido gastos em outubro e na primeira metade deste mês.

Este valor resulta de uma estimativa feita pelo Público, com base no número de exames realizados pelos laboratórios e a percentagem que estes dizem ser paga pelo SNS. O diário destaca que, a partir de outubro, o custo de cada teste realizado no privado para o Estado passou a ser de 65 euros.

Esta semana, foi ultrapassada a fasquia dos quatro milhões de testes realizados desde o início da pandemia em Portugal. 45% dos testes foram realizados no setor público e uma percentagem semelhante no privado. Os restantes foram feitos em laboratórios de universidades.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Um terço dos internados em UCI em Lisboa estava vacinado com a primeira dose

Cerca de um terço dos doentes com covid-19 internados em unidades de cuidados intensivos (UCI) na região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) já estava vacinado com a primeira dose quando deu entrada no …

Fernando Santos admitiu mudanças. Eis as mexidas que podem acontecer no "onze"

Fernando Santos admitiu promover alterações no onze inicial de Portugal frente à França. Eis a equipa que pode entrar em campo logo à noite. A derrota por 2-4 frente à Alemanha, no segundo jogo da fase …

MP pede pena de prisão efetiva entre dois e três anos para Armando Vara

O Ministério Público (MP) pediu, esta quarta-feira, a condenação de Armando Vara a uma pena efetiva próxima dos três anos de prisão por um crime de branqueamento de capitais, do qual foi pronunciado em processo …

Imunidade de grupo poderá ser atrasada. Jovens com mais de 18 anos vacinados a partir de 4 de julho

Henrique Gouveia e Melo, coordenador da task force para o Plano de Vacinação contra a covid-19, admitiu um atraso de até 15 dias na meta de 70% de população vacinada com a primeira dose, devido …

Supremo espanhol ordena libertação imediata dos nove políticos catalães

O Supremo Tribunal espanhol ordenou, esta quarta-feira, a libertação imediata dos nove líderes independentistas catalães condenados pela tentativa separatista de 2017, depois de o Governo ter concedido um indulto por "razões de utilidade pública". Segundo a …

Corona quer sair do FC Porto e tem uma escolha de eleição

Em final de contrato com o FC Porto, Jesús Corona olha para a porta de saída e vê no Sevilha a escolha de eleição para seguir a sua carreira. Jesús Corona termina contrato com o FC …

Índia alerta para variante Delta Plus, já presente em Portugal. É a chamada "mutação nepalesa"

A Índia alertou, esta terça-feira, para uma mutação da variante Delta, chamada Delta Plus, que já terá sido detetada em nove países, incluindo Portugal. O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge confirma que se …

PS acusa Rui Rio de "incoerência" por criticar Governo após palavras de Merkel

Sobre as críticas de Angela Merkel subscritas por Rui Rio, Ana Catarina Mendes lembra que, "em maio, o PSD criticava o Governo por não ter ainda anunciado a abertura aos voos do Reino Unido". A líder …

Arqueólogos investigam mistério de túmulos reabertos há 1400 anos

Um novo estudo mostra que pessoas que viviam na Europa há cerca de 1400 anos tinham o hábito de reabrir túmulos e retirar de lá certos objetos, algo que os arqueólogos ainda estão a tentar …

O dilema de Costa nas negociações: de um lado a esquerda que quer "destroikar", do outro Centeno que deixa avisos

António Costa vai dar início às negociações sobre o Orçamento do Estado em julho, mas está numa encruzilhada: se, de um lado, tem a esquerda a pressioná-lo com o dossiê do Código do Trabalho; do …