SIRESP ameaça cortar comunicações se o Governo não pagar dívida

Elvis Gonzalez / EPA

A apenas uma semana do aumento do nível de perigo dos fogos, os satélites de comunicações podem ser desligados por falta de pagamento do Estado.

A SIRESP, S.A. está a ameaçar desligar os satélites de comunicação, que funcionam como alternativa e asseguram a transmissão das comunicações em caso de falha dos outros meios, caso o Governo não pague os mais de 11 milhões de euros que deve à empresa.

A notícia é avançada esta sexta-feira pelo Jornal de Notícias, que adianta que estes sistemas de redundância foram instalados após as falhas de comunicação que ocorreram nos incêndios de 2017 e fazem parte de um investimento que o consórcio quer que o Governo pague, mas que o Tribunal de Contas chumbou por duas vezes.

O valor da dívida, de mais de 11 milhões de euros, diz respeito a investimentos feitos no ano passado a pedido do Governo: nove milhões de euros em sistemas de redundância determinados em Conselho de Ministros, oito rendas mensais de 200 mil euros e outros custos relativos à manutenção de antenas e uso de satélite. A dívida pode ditar a insolvência da empresa já em setembro.

Se o Governo não pagar a dívida, a empresa ameaça desligar os equipamentos com recurso a satélite. Esta situação acontece a apenas uma semana da subida do estado de alerta da Proteção Civil relativamente a fogos rurais.

O Jornal de Notícias realça que ainda não é claro de que forma o investimento vai ser pago. O Governo comprometeu-se a assegurá-lo, mas o Tribunal de Contas chumbou por duas vezes a possibilidade de ser o Estado a cumprir esses custos por falta de documentação e pareceres.

O sistema de redundância foi proposto pela comissão técnica independente que avaliou os incêndios de 2017 e consiste na ativação de estações base com ligação a satélite sempre que há uma falha noutra estação.

Nos últimos meses, a SIRESP, S.A., empresa que é controlada maioritariamente pela Altice, reuniu com as Secretarias de Estado das Finanças, do Tesouro e da Proteção Civil e alertou para as dificuldades da empresa. O Executivo tem até esta sexta-feira para apresentar uma solução.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O SIRESP falhou redondamente quando foi mais necessário, e não foi só uma vez, mas não foi responsabilizado.
    Agora querem que o povo pague mais para essa aberração disfuncional?
    Quem é que anda a meter dinheiro ao bolso que não lhe deveria pertencer?
    Rico desgoverno este que paga tudo o que lhe pedem, eu também quero uns milhões…

  2. Aí está mais uma bela PPP!…
    Falharam em vários momentos de emergência e, em vez de corrigir e indemnizar o Estado, ainda querem mais dinheiro!

Responder a Eu! Cancelar resposta

Já há rascunho do acordo da COP25 (mas nada está ainda totalmente fechado)

Esta segunda-feira arranca a semana decisiva, depois de uma semana de trabalho técnico ara definir as linhas que vão dar origem ao documento final da 25.ª Convenção das Partes (COP25) da Convenção-Quadro das Nações Unidas …

Novos escalões de IRS só serão criados "a meio da legislatura"

Esta segunda-feira, o Governo disse aos parceiros sociais que só deverão acontecer "mexidas no IRS", nomeadamente a criação de novos escalões, a meio desta legislatura. O Governo de António Costa confirmou aos parceiros sociais que a …

Navios em Portugal poluem tanto quanto as oito cidades com mais carros

O transporte marítimo deve integrar o regime de comércio de licenças de emissão da União Europeia (UE), defendeu, esta segunda-feira, a associação ambientalista ZERO, exigindo limites de emissão de dióxido de carbono (CO2) para navios …

Já são conhecidos os nomeados aos Globos de Ouro. Netflix lidera com "O Irlandês" e "Marriage Story"

A cerimónia de entrega de prémios realiza-se a 5 de janeiro de 2020 no hotel Beverly Hilton, em Los Angeles, e será apresentada por Ricky Gervais. Já são conhecidos os nomeados à 77ª edição dos Globos …

Falhas na formação de médicos levam ministra a criar grupo de trabalho

A ministra da Saúde determinou a constituição de um grupo de trabalho para criar um manual de regras e procedimentos para a avaliação das capacidades de formação de médicos no SNS, depois de falhas apontadas …

Surto de sarampo leva Samoa a fechar escolas e serviços. Ativista anti-vacinação detido

Com o objetivo de conter o surto de sarampo que já matou 60 pessoas, o governo de Samoa está a pedir à população que coloque uma bandeira vermelha em frente às casas nais as pessoas …

Poluição do ar leva Sarajevo a cancelar todos os eventos públicos

As autoridades bósnias consideram que a poluição na capital do país, Sarajevo, atingiu níveis perigosos nos últimos dias. Perante a densa nuvem de nevoeiro que paira na cidade, o governo regional decidiu cancelar todos os …

A banana colada à parede que custou 108 mil euros foi comida

A banana mais cara do mundo, presa a uma parede com fita adesiva, foi descascada e comida por um artista que visitava o stand da galeria Perrotin, na feira de arte contemporânea Art Basel, nos …

Empresas norte-americanas reforçam domínio na venda global de armas

O Instituto Internacional de Estudos de Paz de Estocolmo (SIPRI) revelou esta segunda-feira que as empresas norte-americanas aumentaram o domínio no comércio global de armas em 2018, para 59% do volume total entre as 100 …

Faltam medicamentos para doenças crónicas nas Farmácias (e ninguém sabe porquê)

Há medicamentos para doenças crónicas que estão, constantemente, em falta nas Farmácias Portuguesas. Uma situação preocupante, sobretudo para os pacientes que deles precisam, e que não tem uma explicação. A Associação Nacional de Farmácias está …