Sem ganho económico e muitas mortes. O que dizem os dados da controversa estratégia sueca

A estratégia relaxada da Suécia contra a covid-19 gerou várias críticas. Os números mostram que tanto a nível sanitário como económico, o país saiu a perder.

O Governo sueco não impôs um confinamento à população e, em vez disso, apelou às pessoas para que aplicassem o distanciamento social. Ainda que tenham sido proibidos ajuntamentos com mais do que 50 pessoas, restaurantes, bares, ginásios, lojas e cabeleireiros mantiveram-se abertos.

A Suécia conta com quase 75 mil casos confirmados de covid-19 e cerca de 5.500 mortes. A abordagem relaxada da nação nórdica à pandemia levou a muitas críticas de quem considerava a estratégia um fiasco sanitário.

Olhando para os números, é possível concluir que a estratégia sueca contra a covid-19, para além de ter levado a um maior número de mortes, não resultou em ganho económico, como muitos pensavam.

Este mês, o banco central da Suécia previu que o PIB do país caísse 4,5% este ano, contrastando com a previsão anterior de que o PIB aumentaria 1,3%. Além disso, a taxa de desemprego na Suécia aumentou de 7,1% em março para 9% em maio.

“Eles não ganharam literalmente nada”, disse Jacob F. Kirkegaard, do Instituto Peterson de Economia Internacional, em Washington, em declarações ao The New York Times. “É um ferimento autoinflingido e eles não têm ganhos económicos”.

Também a taxa de mortalidade pelo novo coronavírus está entre as mais altas do mundo, escreve o Business Insider. A Suécia tem mais mortes por milhão de pessoas do que os Estados Unidos, Brasil, Índia e Rússia.

A opinião do primeiro-ministro sueco, Stefan Lofven, diverge desta visão. O político entende que a estratégia tem como base o “senso comum” que terá permitido ao país manter o status quo. Apesar das críticas que recebeu devido à elevada taxa de mortalidade no país, Lofven quer manter a estratégia inicial que defendeu ser “a certa”.

O epidemiologista Anders Tegnell, que aconselhou o Governo, admitiu erros, dizendo que havia margem para melhorar o desempenho do país e que a taxa de mortalidade é muito elevada. Outros especialistas sugerem que o plano de ação delimitado pode não ter sido o mais inteligente.

Por sua vez, a antiga epidemiologista estatal sueca Annika Linde disse que o país deveria saber que estava despreparado para lidar desta forma com a pandemia. “Um confinamento poderia ter-nos dado a hipótese de nos prepararmos, pensarmos e desacelerarmos radicalmente a propagação da infeção”, disse a especialista ao jornal Dagens Nyheter.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Bruxelas vai rever regras de uso de telemóvel em roaming

A Comissão Europeia vai rever as regras sobre o roaming do telemóvel, ajustando as tarifas máximas e aumentando a transparência, tendo em vista que o regulamento em vigor caduca a 30 de junho de 2022. Segundo …

Amnistia Internacional retira estatuto de prisioneiro de consciência a Navalny

A Amnistia Internacional anunciou que não pode considerar o principal opositor russo um "prisioneiro de consciência" devido a algumas declarações nacionalistas e xenófobas feitas por si no passado. Esta informação foi revelada, na terça-feira, pelo jornalista …

CGTP volta à rua com concentrações nos distritos e greves e plenários nas empresas

A CGTP vai voltar à rua pela valorização dos salários e do emprego e o respeito pelos direitos individuais e coletivos. A CGTP volta à rua com uma Jornada Nacional de Luta descentralizada para exigir melhores …

27 reúnem-se numa videocimeira para discutir restrições e a aceleração do processo de vacinação

Esta quinta-feira, os 27 reúnem-se virtualmente, numa cimeira coordenada, a partir de Bruxelas, pelo presidente do Conselho Europeu Charles Michel.  Segundo apurou a TSF, na videocimeira desta quinta-feira, os governos deverão reconhecer que a situação epidemiológica …

Em risco de perder a imunidade, Puigdemont fala em "pressão espanhola"

Carles Puigdemont, Toni Comín e Clara Ponsati estão em risco de perder imunidade. O ex-presidente do governo da Catalunha fala em "pressão espanhola" no Parlamento Europeu. O levantamento da imunidade de Carles Puigdemont e de dois …

Plano de desconfinamento a circular nas redes sociais é falso. Governo faz denúncia ao Ministério Público

Esta quinta-feira, começou a circular nas redes sociais um alegado plano de desconfinamento que teria início já no mês de março. O Governo já veio avisar que o documento é falso e vai fazer uma …

Carlos Carreiras diz que "Passos Coelho não é passado, é presente"

O presidente da Câmara de Cascais voltou a criticar a liderança do líder do PSD e, em sentido contrário, deixou rasgados elogios ao seu antecessor. Numa entrevista ao jornal Público e à rádio Renascença, Carlos Carreiras …

PSP diz que jovem que se gabou de violação no Instagram pode ter "fantasiado"

A Polícia de Segurança Pública (PSP) de Viseu afirma que "tudo leva a crer" que o jovem que assumiu, em direto no Instagram, ter violado uma rapariga estivesse a fantasiar. A PSP de Viseu identificou o …

Termina hoje o prazo para validar faturas para apresentar no IRS

Os contribuintes têm até esta quinta-feira para validar e verificar as faturas de 2020 no Portal e-fatura e que vão servir de base no cálculo das deduções no IRS. Há já vários anos que as deduções …

“Foi torturada”. Princesa Latifa escreve carta à polícia a pedir que investigue desaparecimento da irmã

Latifa escreveu à polícia britânica em 2019. O caso da sua irmã Shamsa, raptada em Inglaterra há mais de vinte anos, tem muitas semelhanças com o drama agora vivido pela princesa. A princesa Latifa, filha do …