Até a causa ser apurada, os “lesados” do Andanças devem ativar os próprios seguros

A Associação Portuguesa de Seguradores (APS) aconselhou os proprietários de veículos danificados no incêndio de quarta-feira no estacionamento do festival Andanças, em Castelo de Vide, a acionarem os respetivos seguros individuais, por forma a serem indemnizados.

“Independentemente das responsabilidades que vierem a ser apuradas, os lesados que possuam seguros individuais de danos próprios das viaturas que incluam a cobertura de incêndio podem desde já dirigir-se à respetiva seguradora para verem a sua perda indemnizada”, informou a APS em comunicado.

A associação acrescentou que “o mesmo devem fazer os lesados que tenham seguros específicos das mercadorias que eventualmente estivessem dentro das viaturas afetadas”, ressalvando que “só após o apuramento das circunstâncias em que o incêndio ocorreu se pode saber se o risco em questão foi objeto de cobertura por algum ou alguns seguros”.

Podem estar em causa seguros de responsabilidade – caso se venha a apurar a existência de responsabilidade de alguma pessoa ou entidade, que se consiga identificar – ou seguros de danos que incluam a cobertura específica de incêndio”, apontou a APS.

O incêndio que deflagrou na quarta-feira num parque de estacionamento nas imediações do festival de dança, que se realiza no distrito de Portalegre, destruiu 422 viaturas e danificou parcialmente outras nove, segundo a Proteção Civil.

Embora sem ferimentos graves, três pessoas foram assistidas no local, duas das quais foram transportadas para o hospital de Portalegre, por inalação de fumos.

No mesmo dia, a organização do festival assegurou ter “um seguro que cobre os danos” resultantes do incêndio, encontrando-se na altura em contactos com a seguradora para fazer uma avaliação.

Na nota emitida esta quinta-feira, a APS informou ainda que “está a efetuar o acompanhamento da situação com o objetivo de apurar a dimensão dos danos cobertos por seguros“, o que “ainda deve demorar algum, atendendo à indefinição que envolve as circunstâncias em que o evento se deu e à multiplicidade de seguros que podem vir a ser acionados”.

Reportar à GNR

Hoje, o festival acordou “tranquilo”, segundo a organização, com os festivaleiros a fazer a vida “normal”.

A organização indicou esta manhã que “não há ainda” uma tomada de posição por parte da seguradora com a qual contratualizou o seguro do festival, uma vez que “estão ainda a ser recolhidos dados” junto dos proprietários dos veículos.

Na página oficial do evento no Facebook, uma mensagem dos promotores diz que serão dadas mais informações assim que possível e sublinha ser “muito importante que todos os lesados o reportem à GNR no centro operacional do festival e contactem o seu seguro”.

Além de elementos da Polícia Judiciária (PJ), que continuam a proceder a investigações no local, de manhã a GNR mobilizou para o terreno uma equipa de investigação criminal “reforçada”, disse à Lusa o oficial de relações públicas do Comando Territorial de Portalegre da GNR, tenente-coronel Carlos Belchior.

“Os trabalhos não só abrangem a continuidade da averiguação das causas do incêndio, como, principalmente, a fase de identificação de viaturas e proprietários que vai ser um trabalho exaustivo devido ao elevado número carros”, disse.

O oficial acrescentou que as causas do incêndio estão por apurar, afirmando que “ainda não há uma posição formal sobre o assunto”, embora os indícios apontem para a “inexistência de mão criminosa”.

O Andanças – Festival Internacional de Danças Populares decorre desde segunda-feira nas margens da albufeira de Póvoa e Meadas, no concelho de Castelo de Vide.

Promovida pela PédeXumbo, Associação para a Promoção da Música e Dança, a 21ª edição do festival espera receber, até domingo, 40 mil visitantes, numa área de 28 hectares.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Infelizmente não devem haver muitos proprietários com o seguro de danos próprios que cubra incêndio. E a noticia que as seguradoras então a transmitir, é que a demora em restituir algum valor aos lesados vai ser bem grande.

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …