Feno no chão e cigarro mal apagado podem ter sido a causa do incêndio no Andanças

António José / Lusa

Dia seguinte ao incêndio no "Andanças"

Dia seguinte ao incêndio no “Andanças”

O incêndio que destruiu 422 carros no parque de estacionamento do Andanças pode ter sido provocado pela combinação entre a vegetação e um cigarro mal apagado.

A cama de feno que se encontrava no terreno usado como parque de estacionamento do festival Andanças, em Castelo de Vide, Portalegre, associado a um comportamento negligente, podem explicar o incêndio do passado dia 3.

Quem o diz é o jornal Público, que cita a investigação que está a ser levada pela Polícia Judiciária, que desde logo suspeitou da “propagação anormal” do incêndio que destruiu 422 viaturas.

Inicialmente, pensava-se que o incêndio tinha tido origem num dos automóveis mas tudo aponta para que o problema tenha sido a vegetação que estava no local e que não foi previamente retirada.

O terreno foi limpo por sapadores da Câmara de Castelo de Vide, pouco antes do festival começar, mas o autarca António Nobre Pita nega qualquer responsabilidade.

“De facto o trabalho foi realizado pelos sapadores municipais, orientados pelo comandante operacional municipal, mas seguindo as instruções da própria organização”, sublinha ao Público.

Por sua vez, Graça Gonçalves, da organização do Andanças, garante que ninguém do festival deu instruções durante a limpeza nem pediu para que a vegetação fosse deixada no local.

“Apenas pedimos à câmara para cortar a erva. Mas não demos instruções específicas ao coordenador dos trabalhos”, explica.

Segundo o diário, os investigadores da PJ já realizaram o relatório preliminar da ocorrência, tendo concluído que o fogo não começou em nenhum dos veículos que se encontrava estacionado.

Na origem do incêndio deverá estar sim um comportamento negligente, sendo a hipótese mais provável um cigarro mal apagado.

Isto porque não existe nenhum vestígio de fogueiras, trovoadas, problemas com cabos de alta tensão ou vidros expostos à luz solar.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Se o terreno foi limpo por sapadores e deixaram o feno cortado ou simplesmente o restolho no chão acho que houve muita incompetência por parte dos mesmos pois tudo aquilo deveria ter sido queimado pelos bombeiros com fogo controlado para evitar o que veio a acontecer o fogo começar em qualquer local e facilmente se propagar por debaixo das viaturas logo com os pneus como isco passando rapidamente à pintura e avançar em pouco tempo por todo o recinto.

  2. Para mim, estes festivais, em 99% das vezes têm em comum a “confraternização” da maltinha jovem. Acampam, encharcam a vela ( bebem uns copos valentes ), fumam umas coisas estranhas (enchendo o ku a uns parasitas que se juntam à ramboia para fazer negócio e desgraçar a vida dos outros ), dão umas quecas e tal…enfim é só alegria. No meio da alegria (moka ) vem o descuido e… Tá tudo a arder.
    Com franqueza acho que, independentemente de ter havido um eventual pouco rigor na limpeza dos fenos e/ou manutenção da area do festival, a possibilidade de ter havido desleixo dos jovenzinhos, baseado no que escrevi, para mim, é muito provavel.

RESPONDER

"Fez a Amadora e uma parte de Luanda". Amigo de Salgado nega "qualquer perdão de dívida" do Montepio

O construtor civil José Guilherme, que está no centro das investigações ao Banco Montepio, assegura que não recebeu qualquer empréstimo sem garantias, nem "qualquer perdão da dívida", garantindo ainda que sempre cumpriu todas as suas …

Entre Rui Rio e Luís Montenegro, há quem vote no regresso de Passos Coelho

O presidente do PSD, Rui Rio, e o antigo líder parlamentar Luís Montenegro voltam hoje a disputar eleições directas, numa inédita segunda volta em que podem votar 40.604 militantes com as quotas em dia. Nos …

Vírus detetado na China pode já ter infetado mais de mil pessoas

O número de pessoas infetadas com um vírus que matou duas pessoas na China ultrapassa provavelmente o milhar de casos e é muito superior àquele avançado pelas autoridades locais, segundo investigadores britânicos. Num artigo publicado, esta …

Joacine Katar Moreira não vai renunciar ao cargo de deputada

O IX Congresso para eleger os novos órgãos do Livre começa, este sábado, em Lisboa. A única deputada do partido na Assembleia da República já disse que não vai renunciar ao cargo. À chegada ao IX …

Cabeceamentos no futebol podem ser proibidos ou limitados. O problema é o risco de demência

A Federação escocesa de futebol prepara-se para proibir os cabeceamentos nos escalões com menores de 12 anos.  Em Inglaterra, fala-se em limitar este gesto futebolístico que foi associado a doenças neuro-degenerativas em vários estudos científicos. …

Fenómeno cerebral desvenda enigma sobre as casas do Neolítico

O comportamento humano está influenciado por aspetos inconscientes. Um deles é um fenómeno da perceção conhecido entre psicólogos como a negligência espacial cerebral. Este fenómeno refere-se à observação de que as pessoas saudáveis preferem o seu …

Justiça do Mónaco investiga José Eduardo dos Santos e Isabel dos Santos

As autoridades do Mónaco estarão a investigar a empresária angolana, assim como o seu pai e o seu marido, pelo crime de branqueamento de capitais. De acordo com o semanário Expresso, as autoridades judiciais do Mónaco …

Depressão Glória atinge Portugal continental com vento forte

A depressão Glória está a caminho. Segundo o Instituto Português do Mar e Atmosfera, no domingo, esperam-se rajadas de vento que podem atingir os 110 quilómetros por hora nas terras altas. A depressão Glória vai passar …

Governo não renova PPP do Hospital de Loures

O Estado não vai renovar a atual parceria público-privada (PPP) do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, que é gerido pelo grupo Luz Saúde, anunciou a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo …

Cientistas podem ter descoberto por que Beethoven ficou surdo

Ludwig van Beethoven começou a notar dificuldades de audição em 1798, com 28 anos. Com 44 ou 45, estava totalmente surdo. Aos 56 anos, o músico morreu e, até hoje, ainda não se sabe …