Santos Silva enviou carta a si mesmo para camuflar salário extra a Sócrates

5

imanente / Flickr

O Ministério Público acredita que uma carta encontrada nas buscas da Operação Marquês foi forjada para encobrir o alegado esquema de corrupção e branqueamento de capitais que existiria entre José Sócrates e o Grupo Lena.

A existência desta carta, que terá sido enviada por Carlos Santos Silva a si próprio como se tivesse sido enviada pelo ex-patrão de Sócrates, é reportada pelo jornal Expresso.

De acordo com o semanário, o Ministério Público acredita que esta carta, com data de 12 de Junho de 2014 e em francês, é uma prova de que o Grupo Lena pagou um salário-extra, da ordem dos 12.500 euros mensais, a José Sócrates.

A carta terá sido enviada a Carlos Santos Silva, enquanto administrador da empresa Managements & Investments (XMI), pela empresa Intelegent Life Solutions (ILS).

O documento inclui um “relatório técnico sobre os projectos das unidades hospitalares” projectadas por uma outra empresa na Argélia.

A tese do Ministério Público é de que o Grupo Lena contratou a ILS que, por seu turno, contratou a XLM para um serviço de consultadoria para a obra em causa que nunca efectuou.

Segundo o Ministério Público, o “estratagema” terá servido apenas para pagar a José Sócrates.

A carta terá sido enviada previamente por um director da XMI a Carlos Santos Silva, por e-mail, com a nota “veja lá se está ok”.

Terá sido o próprio Carlos Santos Silva a solicitar à mulher, através de uma mensagem de correio electrónico, para imprimir a carta.

ZAP

5 Comments

  1. Não devemos ser maus. Estamos sempre a INVENTAR situações onde o homem está metido até ao pescoço e a denegrir ainda mais, a sua já negra e fraca imagem. Gostava de saber a opinião do diácono Remédios sobre este caso do sr. engenheiro & cia, porque a dos seus advogados nomeadamente a do João Araújo, não aguento mais ouvir. 🙂 🙂 🙂

  2. Socrates a ministro da Justiça. Portugal precisa de uma pessoa assim integra. Pedroso para a Educação. Viva Costa 1.º ministro – Vai a Votos ó Costa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE