Rússia bate recordes de infeções diárias. Em Itália, o número de mortes voltou a diminuir

Há três dias consecutivas que o número de novos casos bate recordes de crescimento na Rússia. Já em Itália, o número de mortes voltou a diminuir esta quarta-feira.

Pelo terceiro dia consecutivo, o crescimento de número de infeções bateu recordes na Rússia. Há duas semanas, o país contabilizava apenas algumas centenas de casos de infeção, mas tudo parece ter mudado.

Segundo o Público, em apenas 24 horas, as autoridades de saúde russas confirmaram 1.175 novos casos, um crescimento superior a 15%. Na segunda-feira, tinham sido divulgadas 1.154 novas infeções. Atualmente, o país conta já com mais de 8.600 infeções e 63 mortes.

Veronika Skvortsova, diretora da Agência Federal Biomédica, prevê que o pico de infeções seja atingido entre os próximos dez e 14 dias e que o número de casos comece a cair em meados de junho. A maioria dos casos concentra-se em Moscovo.

Os especialistas referem que o número real de infeções foi sempre bastante superior ao divulgado e uma das razões apontadas é a dificuldade burocrática em realizar testes.

Número de mortes diárias cai em Itália

O número de mortes em Itália voltou a diminuir esta quarta-feira, com as autoridades a registarem, nas últimas 24 horas, 542 mortes, um aumento de 3,2% que é inferior ao de 3,7% que se registou na terça-feira.

Em relação aos novos casos, a TSF dá conta de que se confirmaram mais 3.836, uma subida de 2,8%. Ao todo, já se registaram 17.669 mortes em solo italiano e a Lombardia é o epicentro da pandemia da covid-19, com quase 9.500 mortes, mais de metade das mortes em Itália.

As autoridades da Lombardia pediram várias vezes que as medidas de confinamento impostas aos 60 milhões de italianos sejam prolongadas por mais um mês, alertando para os riscos de baixar a guarda quando a pandemia parece ter começado o seu declínio.

Mais 938 mortes no Reino Unido

Mais 938 pessoas morreram infetadas nas últimas 24 horas no Reino Unido, um novo máximo diário, elevando para 7.097 o total de óbitos durante a pandemia covid-19, indicou o Ministério da Saúde britânico.

Na atualização dos dados feita esta quarta-feira, o número de pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus aumentou para 60.733 casos positivos, mais 5.492 do que no dia anterior. Na terça-feira, o balanço diário tinha registado um aumento recorde de 786 mortes e mais 3.634 novas infeções relativamente ao dia anterior.

Os números das mortes referem-se a pacientes diagnosticados com Covid-19 que morreram no hospital até às 17:00 da véspera e são compilados a partir de dados das direções regionais de Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. O número de pessoas infetadas é contabilizado de forma diferente e inclui os diagnósticos feitos até às 09:00 de hoje.

Estas estatísticas não incluem mortes fora do hospital, como aquelas registadas em lares de idosos, e algumas podem não ser incluídas no balanço diário devido a atrasos no registo dos óbitos, refere o ministério da Saúde.

Perto de 13 mil mortes nos EUA

Os Estados Unidos ultrapassaram a barreira dos 400 mil casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo uma contagem da Universidade norte-americana Johns Hopkins que está a ser atualizada de forma contínua. O país tinha ultrapassado a barreira dos 300 mil casos de covid-19 no sábado passado.

Nos EUA, que é neste momento o país do mundo com mais casos registados da doença covid-19, pelo menos 12.912 pessoas morreram, até à data, devido a sintomas associados ao novo coronavírus.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …

Covid-19. México investiga mercado negro de atestados de óbito falsos

As autoridades da Cidade do México anunciaram que estão a investigar um suposto mercado negro de atestados de óbito relacionado com a covid-19, no dia em que o país registou 625 mortes nas últimas 24 …

Astrónomos descobrem "réplica" do Sol e da Terra a três mil anos-luz

O que diferencia esta descoberta de outros exoplanetas parecidos com a Terra é que a sua estrela tem uma semelhança impressionante com o nosso Sol. Entre os dados da missão Kepler, uma equipa de investigadores identificou …

Sem romarias e festas, milhares de famílias estão a entrar em falência

Milhares de famílias cujo rendimento depende das romarias e festas populares estão a atravessar sérias dificuldades económicas. Os prejuízos ultrapassam os 50 milhões de euros. A suspensão das festas populares e romarias religiosas em todo o …

Corpo de Maria Velho da Costa ficou 11 dias na morgue. Filho critica MP e fala em "massacre psicológico"

Os restos mortais da escritora Maria Velho da Costa, que faleceu a 23 de Maio, ficaram no Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, durante 11 dias, sem que a família tivesse conhecimento de que já …

"Vocês são uns ingratos". Vieira arrasa equipa após empate com o Tondela

Luís Filipe Vieira foi ao balneário falar com os jogadores após o empate com o Tondela. O presidente benfiquista mostrou-se irritado e acusou os futebolistas de ingratidão. Depois do empate do SL Benfica com o CD …

Costa tirou o tapete ao seu "super-ministro" (que é cada vez mais candidato a líder do PS)

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, já foi um peso-pesado do Governo de António Costa, mas o primeiro-ministro desautorizou-o na discussão sobre o futuro da TAP, num claro sinal de que a "lua-de-mel" entre os …

Há dois candidatos na calha para suceder a Centeno. Siza Vieira fora da corrida

Pedro Siza Vieira era apontado como o favorito a suceder a Mário Centeno na pasta das Finanças, mas recusou essa possibilidade. Nelson de Souza e João Leão são agora os dois principais candidatos. Com a saída …