“Errar é humano”. Rui Moreira defende Medina das críticas (mas garante que no Porto não aconteceria algo semelhante)

Rui Moreira / Facebook

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira

Depois de Fernando Medina se ver envolvido no casos dos dados dos ativistas russos, Rui Moreira vem defender o seu homólogo dizendo que este não deverá abandonar a autarquia lisboeta.

Em entrevista à TVI24, o Presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, defende Fernando Medina das críticas que lhe têm sido feitas desde que estalou a polémica sobre os dados dos ativistas russos.

“Não acho que o dr. Fernando Medina se deva demitir por isto, a não ser que o dr. Fernando Medina sinta intimamente que foi responsável por aquilo que foi praticado pela Câmara Municipal de Lisboa”, afirmou o recandidato à autarquia da Invicta.

Neste sentido, Rui Moreira questiona mesmo os que pedem a saída do presidente da Câmara Municipal de Lisboa se “estão preparados para se demitirem” a primeira vez que “um funcionário que deles dependa cometer um erro”.

O autarca portuense admite que “as coisas correram mal” neste caso e “houve erros que foram cometidos”, mas frisa que “um presidente de câmara não pode acompanhar tudo o que se passa num município, é absolutamente impossível”.

O recandidato à presidência da câmara considera que Medina é “uma pessoa à prova de qualquer suspeita” e que “ninguém pode dizer que o presidente seria capaz de ser um delator. Seria uma coisa absolutamente impensável”.

“Aconteceu, eu vi o dr. Fernando Medina na televisão fazer uma declaração muito ponderada, em que pediu desculpa. O dr. Fernando Medina deu a cara por atos que foram praticados naquilo em que ele está no topo da pirâmide”, relembrando assim que já foram assumidas responsabilidades políticas.

Errar é humano, mas temos é de ter a certeza de que não houve má intenção. E tenho a minha convicção de que quer o dr. António Costa quer o dr. Fernando Medina nunca fariam coisas destas intencionalmente”, afirmou Rui Moreira.

Ainda assim, o autarca garante que no Porto que nunca aconteceria algo semelhante, uma vez que a Câmara Municipal do Porto “delegou na Polícia Municipal a competência para proceder à notificação das manifestações”.

Ana Isabel Moura, ZAP //

 

 

PARTILHAR

RESPONDER

Hong Kong. Veredicto de culpado no primeiro julgamento sob a lei de segurança nacional

A primeira pessoa acusada e julgada de acordo com a lei de segurança nacional de Hong Kong foi esta terça-feira considerada culpada de terrorismo e incitação à secessão, numa decisão histórica que estabelece um precedente …

Medina queixa-se dos juízes: "Há coisas que não dá para entender"

Dia de emoções diferentes para o Brasil, no surf. O primeiro campeão olímpico na modalidade é brasileiro mas Gabriel Medina nem chegou à final; e não gostou da pontuação na meia-final. Aí está a primeira medalha …

Estado demora dois anos a pagar aos fornecedores

Atrasos nos pagamentos têm vindo a diminuir, com muitos organismos a conseguir cumprir os 60 dias previstos pela lei. À semelhança do que acontece com os prazos, também os valores em dívida apresentam uma tendência …

Ministra da Saúde abre a porta à presença de público na Supertaça

A Supertaça, entre Sporting e Sporting de Braga e agendada para sábado, pode vir a ter adeptos nas bancadas, admitiu a ministra da Saúde, esta terça-feira, descrevendo o jogo como um possível "evento-teste". "Em relação ao …

Escolas avançam para a "desmaterialização dos manuais"

"As escolas estão já a avançar para a desmaterialização dos manuais e materiais clássicos da aprendizagem", indicou esta segunda-feira o vice-presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), David Sousa, a …

Marcelo sai do Infarmed "irritantemente otimista". "Onde avança a vacina, o vírus recua"

O Presidente da República elogiou, esta terça-feira, o processo de vacinação, considerando que "é excecional" o ritmo a que tem avançado, e declarou-se "irritantemente otimista", expressão que antes atribuía ao primeiro-ministro. "Eu agora também estou, como …

EUA. Casos de covid-19 podem ter sido subestimados em 60%

O número de casos de covid-19 nos Estados Unidos (EUA) pode ter sido subestimado em até 60%, com as infeções relatadas a representarem "apenas uma fração do número total estimado". Esta é a conclusão de um …

Portugal com mais seis mortes e 2316 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta terça-feira, mais seis mortes e 2316 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 2316 novos …

Um quarto dos processos às companhias aéreas por falta de testes à covid já resultou em multas pagas

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) instaurou, entre 2020 e a semana passada, 539 processos a 40 companhias aéreas por transportarem passageiros para o território nacional sem o respetivo teste negativo à covid-19. Cerca …

Colômbia pede que a Venezuela seja declarada como país promotor do terrorismo

A Colômbia pediu esta segunda-feira aos EUA que declarem a Venezuela como país promotor do terrorismo por alegadamente "proteger" guerrilheiros colombianos do Exército de Libertação Nacional (ELN) e do Grupo Armado Residual (Gaor 33, composto …