Risco de transmissão do coronavírus está a descer em todo o país

Mário Cruz / Lusa

O índice de transmissão do novo coronavírus, o chamado RT, está abaixo de 1, de acordo com os últimos relatórios do Instituto Ricardo Jorge. Isto significa que o risco de transmissão do vírus ao longo do tempo está a descer em todo o país.

Os relatórios alusivos a 12 e 16 de Julho divulgados pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge indicavam que o risco de transmissão da infecção, o RT, estava numa média de 0,97, com variações entre 0,96 e 0,99 e com uma margem de confiança de 95%.

“Estes resultados indicam que o risco de transmissão ao longo do tempo está numa trajectória de decréscimo ao nível nacional“, como assume a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa.

No relatório sobre a situação da pandemia de covid-19 em Portugal divulgado nesta segunda-feira, a Direcção-Geral da Saúde (DGS) anunciou um total de 1.691 mortes e 48.771 casos de Covid-19 em Portugal, com mais 2 mortes e mais 135 novos casos relativamente à véspera.

Desde 11 de Maio que não havia um número tão baixo de novas infecções.

“São números bastantes encorajadores”, de acordo com a ministra que destaca o trabalho feito nas 19 freguesias da Área Metropolitana de Lisboa que foram mais afectadas pela pandemia nas últimas semanas.

Marta Temido também destaca que é “um sinal encorajador” o facto de a taxa de incidência do coronavírus estar, actualmente, situada em 19 por 100.000 habitantes.

“Um dos indicadores mais comuns que tem sido utilizado na comparação entre os países que é a taxa de incidência nos últimos sete dias, apresenta-se agora, relativamente a Portugal, em 19% por 100.000 habitantes. É um sinal encorajador porque mostra que Portugal está já abaixo de uma taxa de incidência de 20 por 100.000 habitantes”, salienta a ministra.

A governante revela também que 56% dos 13.533 casos activos de covid-19 em Portugal estão na Área Metropolitana de Lisboa.

Marta Temido refere ainda que há 206 surtos activos, 131 dos quais na Grande Lisboa, 41 na região Norte, 13 no Algarve, 11 no Centro e 10 no Alentejo.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. “19% por 100.000 habitantes” é uma expressão sem sentido em matematica (e em português). A sua leitura é “19 casos em 100 habitantes em cada 100 000 habitantes”. O que pretendem dizer é “19 em 100 000”, i.e, 19 casos em cada 100 000 habitantes.

  2. Um DIA DE FURIA.

    O desastre em S.Tirso com o que passou com os cães não tem perdão, a dona do canil devia ser castigada, chicoteada, pendura-la do cimo de um pinheiro mais alto que por lá houvesse, deitassem fogo, enforcá-la…mandá-la para o Inferno…coitados dos cães, ainda bem que todos os que lá foram levaram um ou dois cães para casa.
    …HEI! esperem lá, mas a dona é uma velha de 81 anos, acamada, a casa é uma chafurdice, pior que um canil, sem apoio, agora eu pergunto ? onde estavam as pessoas que foram buscar os câes e lançaram maldições à proprietária, porque ninguém a foi ver e levá-la para um LAR….Porque não prestaram à velha o mesmo auxilio que prestaram aos cães? os impropérios que estas almas caridosas lançaram à velha acamada deviam ter VERGONHA.

  3. Eu estou muito mais preocupada pelos animais mortos no canil de S.Tirso do que a morte de qualquer ser “humano”. É -me completamente indiferente. Por mim podiam todos ir para o inferno!!!

RESPONDER

Sporting 2-2 Belenenses SAD | Líder salva virgindade nos descontos

A Belenenses SAD esteve a segundos de cumprir a promessa de Petit, que na antevisão da partida apontava para a primeira derrota do Sporting. Os “azuis” estiveram a vencer por 2-0, graças a uma eficácia …

Quatro anos depois, Danny recuperou a sua prancha. Estava a 2700 quilómetros

Um surfista australiano recuperou a sua prancha quatro anos depois de a ter perdido. Estava a 2700 quilómetros do sítio onde a tinha visto pela última vez. Danny Griffiths, um surfista habituado a ondas grandes, perdeu …

Os astronautas precisam de um frigorífico. Engenheiros trabalham num que funciona de "cabeça para baixo"

Para que os astronautas façam longas missões à Lua ou a Marte, precisam de um frigorífico, mas estes eletrodomésticos não são projetados para funcionar em gravidade zero. Os astronautas precisam de frigoríficos para as missões prolongadas …

A maior "cidade-fantasma" da China voltou a florescer (graças à educação)

Kangbashi, na Mongólia Interior, é considerada há muitos anos a maior "cidade-fantasma" da China. Agora, tem muito a agradecer a uma jogada inesperada, mas muito eficaz: o setor da Educação. Há alguns anos que Kangbashi, uma …

Carro da Tesla ajuda o FBI a capturar homem suspeito de atear fogo em igreja

As câmaras de um Tesla ajudaram as autoridades a prender um homem suspeito de atear fogo numa igreja na cidade de Springfield, no estado de Massachusetts. A congregação foi atacada mais de uma vez em …

Destemida e aventureira. Com apenas 18 anos, Simone Segouin ajudou a França a derrotar os nazis

Quando tinha apenas 18 anos, Simone Segouin juntou-se à Resistência Francesa para capturar as tropas nazis, sabotar os planos alemães e lutar contra o fascismo no seu país. Apesar de ter abandonado a escola bastante cedo, …

Orgulho e ciúmes. Corrida armamentista entre Coreias coloca ambiente de paz em risco

A relação entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul é conhecida por ser bastante conturbada, sendo que nos últimos anos já ocorreram alguns incidentes entre os países. Agora, as duas nações peninsulares …

"Estória mal contada": a saída de João Marques do Famalicão

Perto do final do campeonato feminino de futebol, o treinador das candidatas ao título abandona o emblema minhoto. Provavelmente porque vai liderar outra equipa minhota. Adeptos não gostaram. A Liga BPI, a primeira divisão nacional feminina …

Livre cede lugares à IL e ao Volt. Vasco Lourenço fala em "chicana política"

O Livre cedeu, esta quarta-feira, quatro lugares da sua comitiva no desfile que assinala o 25 de Abril à Iniciativa Liberal e ao Volt Portugal, depois da comissão promotora os ter informado de que não …

Pena de morte diminuiu. Execuções globais atingem o número mais baixo numa década

Globalmente, foram executadas 483 pessoas em 2020, o número mais baixo registado pela Amnistia Internacional (AI) numa década, marcando uma redução de 26% em relação a 2019 e 70% comparativamente a 2015. Segundo um artigo da …