Rioforte não paga mas fusão PT-Oi mantém-se firme

B!T

Zeinal Bava

Zeinal Bava

O Conselho Administrativo da Portugal Telecom já contava que a Rioforte, uma unidade do Grupo Espírito Santo, não cumprisse  com o prazo para o pagamento de 847 milhões de euros, uma parcela dos 897 milhões de euros emprestados pela operadora portuguesa à sociedade de investimentos do GES. Contudo, a fusão da PT com a operadora brasileira Oi manter-se-á firme, visto que este incumprimento era já algo tido como mais do que certo.

Ontem foi o último dia que a Rioforte tinha para pagar uma parcela do empréstimo que a PT fizera ao segmento do GES em abril. Contudo, a empresa de telecomunicações estava já mais do que certa de que tal não aconteceria.

Assim, sendo o incumprimento do pagamento um dado mais do que adquirido, a PT tem, desde a passada quinta-feira, estado a negociar com a Oi e com os seus respetivos acionistas para ser delineada uma estratégia de partilha de prejuízos entre ambas as empresas. No entanto, os shareholders da operadora brasileira, desagradados com o que lhes era proposto, franziram o sobrolho, tendo mesmo dito que a PT deveria acarretar esta dívida sozinha e criticando severamente a portuguesa por ter efetuado o dito empréstimo à revelia dos seus sócios. A falha do reembolso do capital emprestado poderá agora ser causa do atraso da concretização da fusão da PT com a Oi, podendo o negócio só vir a ser concluído no próximo ano, ao invés de no próximo mês de outubro, como estava planeado.

A imprensa brasileira revelou que é tido como certo um corte na participação da PT na CorpCo, a empresa que germinará da fusão da operadora do Brasil com a empresa de telecoms lusitana, reduzindo-a dos atuais 37 por cento para 20 por cento. Naturalmente, esta é uma situação que a PT quer evitar a todo o custo, mas é um resultado face ao qual terá agora de precaver-se, tendo em conta que a Rioforte não avançou com o pagamento da dívida.

Não querendo ser vitimados no fogo-cruzado, os acionistas brasileiros da Oi mostraram já o seu interesse em alterar os termos da negociação com a Portugal Telecom, que está a procurar estender o prazo do pagamento para 2015, dando assim hipótese para que o GES emerja das dificuldades em que se afoga e reúna os recursos necessários para colmatar a dívida.

Apesar dos acionistas brasileiros, querendo apagar o maior número de fogos possível, estarem determinados em modificar as condições sobre as quais assenta a fusão, Luciano Coutinho, presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social (BNDES), um dos maiores acionistas da Oi, salvaguardou, no fim da semana passada, que o progresso e finalização do negócio entre a PT e a operadora brasileira não deverão ser postos em causa devido ao empréstimo da portuguesa à Rioforte. Não obstante, Coutinho afirma que o acordo poderá ser alvo de alterações.

Segundo consta, a PT estaria ciente das dificuldades económicas que assolavam a Rioforte aquando do empréstimo dos 897 milhões de euros. Contudo, parece que a quase certeza de que a unidade do GES não poderia pagá-lo não demoveu a Portugal Telecom.

De momento, tanto a PT como a Oi estão embrenhadas em negociações para tentar conceber uma solução que viabilize a concretização da fusão sem que os termos do negócio sejam radicalmente reformulados.

Os restantes 50 milhões de euros deverão ser pagos pela Rioforte à Portugal Telecom até esta quinta-feira.

A Anatel, autoridade portuguesa reguladora das telecomunicações, está a acompanhar pari passu o desenrolar dos acontecimentos que envolvem o trio PT-Oi-GES. Contudo, o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações, João Rezende, afirmou que a entidade intervirá na situação unica e exclusivamente se as negociações entre as empresas em questão foram causa de alterações societárias na CorpCo. Mesmo que isso aconteça, Rezende afirmou que a Anatel não se oporá à fusão.

B!T

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Estes génios da gestão do erário público (diz-se que admirados em wall Street – porque é que não vão para lá?), fazem o que querem com o n/ dinheiro e o nosso Presidente dá-lhes comendas!! Quando é que os pequenos accionistas se juntam e pedem a demissão desta malta? O próprio Governo e o Banco de Portugal , já que afinal também intervêm directamente sobre a gestão de empresas privadas (BES), porque não o fazem com uma pública?? Fede …

RESPONDER

Afinal, grupo de trabalho para a vacinação no Parlamento não vai existir

Afinal, ao contrário do que foi avançado esta terça-feira, o grupo de trabalho que devia coordenar o processo de vacinação dos deputados não vai existir. A Assembleia da República esclareceu esta tarde, em comunicado, que não …

Novo estudo indica que coronavírus pode sobreviver na roupa até 72 horas

De acordo com um estudo britânico, o novo coronavírus pode sobreviver na roupa ao longo de até 72 horas. Os especialistas alertam que pode ainda ser transferido da roupa para outras superfícies. Um estudo da universidade …

Polícia espanhola apreende 387 quilos de cocaína em navio chegado do Brasil

A polícia espanhola apreendeu 387 quilos de cocaína no porto de Santa Cruz de Tenerife, nas ilhas Canárias, numa inspeção feita a um camião que viajava num navio chegado do Brasil. O Ministério do Interior (Administração …

SEF detém suspeito de auxiliar pessoas a emigrar ilegalmente para a Irlanda

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, na segunda-feira, um cidadão europeu por suspeitas da prática do crime de auxílio à imigração ilegal. O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, em Lisboa, um cidadão …

Afinal, primeira morte por covid-19 na Europa foi na Sérvia

Um trabalhador da construção civil morreu de covid-19 em fevereiro de 2020 em Belgrado, 10 dias antes de outra pessoa ter morrido em França, podendo ter sido afinal a primeira morte pela doença no continente, …

Vacina da Johnson & Johnson considerada eficaz pelos Estados Unidos

O regulador norte-americano, a Food and Drug Administration, aprovou a vacina produzida pela Johnson & Johnson para utilização de emergência em todo o país. A vacina de dose única da Johnson & Johnson contra a covid-19 …

Banco de Portugal alerta sobre investimento em Bitcoin e outras criptomoedas

O Banco de Portugal (BdP) lançou esta quarta-feira um novo aviso aos consumidores sobre os riscos relativos ao investimento em bitcoin e outras criptomoedas, devido à "recente volatilidade observada nos preços de determinados ativos virtuais". "Não …

Sismo de magnitude 5,7 perto da capital da Islândia

O epicentro do terramoto, registado às 10:05 (mesma hora em Lisboa), situa-se perto do Monte Keilir, na Islândia. Um sismo de magnitude 5,6 abalou esta manhã o sudoeste da Islândia, incluindo a capital, Reiquejavique, sem vítimas …

Portugal terá de pedir mais fundos a Bruxelas, diz Durão Barroso

O antigo primeiro-ministro e antigo presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, acredita que Portugal terá de pedir mais fundos a Bruxelas, considerando que a crise será mais grave que o que está atualmente previsto. Em entrevista …

Maioria dos portugueses quer manter escolas fechadas (e quase metade defende encerramento até à Páscoa)

Uma sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias, Diário de Notícias e TSF revela que a maior parte dos portugueses defende o prolongamento do encerramento das escolas. A eventualidade de voltar a reabrir as escolas …