Rio apoia confinamento “muito mais apertado” e sugere fechar escolas

ppdpsd / Flickr

O presidente do PSD, Rui Rio

Rui Rio mostrou-se disponível a negociar um confinamento mais duro, de três ou quatro semanas, e sugeriu fechar as escolas para evitar contágios de covid-19.

António Costa está a receber na tarde desta sexta-feira o PSD, PCP, PS e CDS, em São Bento. O primeiro-ministro vai ouvir os partidos sobre as possíveis medidas mais restritivas a adotar para travar o aumento de contágios de covid-19 no país.

O PSD foi o primeiro a ser ouvido e, à saída da reunião com o chefe do Governo, o líder dos sociais-democratas, Rui Rio, disse que o estado atual da pandemia aponta para “medidas mais drásticas”, sendo necessário “um confinamento muito mais apertado”.

“O PSD estará disponível para aprovar esse estado de emergência e as medidas de defesa da saúde pública aliadas a atenuantes do drama do ponto de vista económico que significa fechar o país por duas, três ou quatro semanas”, disse Rui Rio.

Rio sugere ainda esperar pela reunião do Infarmed com os especialistas de saúde para decidir um eventual encerramento das escolas, definindo este assunto como um “ponto nevrálgico”. O social-democrata diz que lhe “custa ver como é que se pode fechar grande parte do país e não as aulas”.

O líder da oposição realça ainda que tem havido “falta de planeamento” e que se for preciso ajudar o estado de emergência por dois ou três dias, não se vai opor, já que “a situação do país é efetivamente muito grave”.

Portugal registou hoje mais 118 óbitos e 10.176 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Rui Rio diz ainda que o PSD se mostra disponível para um possível adiamento das eleições presidenciais: “Se entre os candidatos houver unanimidade e se sentem confortáveis para haver eleições, não há questão. Se houver candidatos que não podendo fazer campanha e no dia das eleições houver confinamento, o PSD está disponível para em sede da Assembleia da República procurar encontrar um consenso no sentido do adiamento”.

Na conferência de imprensa de quinta-feira, António Costa admitiu “um agravamento da situação epidemiológica” em Portugal, procurando falar com todos os partidos para perceber quais são as melhores medidas a adotar.

  Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Rui Rio se defende o fecho das escolas porque antes de terem votado a favor o confinamento não alteraram? Se tem alterado tantas leis na A.R. podiam ter alterado e aí o PPD até ficava mais bem visto, não venha dizer que não sabia o que o documento para o confinamento tinha isso é o cidadão comum que só sabe o que o confinamento contém depois de aprovado, não façam os portugueses de parvos os deputados seja uma lei ou outra coisa tem acesso a todo o documento daí muita vez fazerem alterações, o senhor e o seu PPD agora vêm armados em anjinhos vão todos lamber sabão.

  2. Eu fechava-te a boca, não passas de um MRPP envergando uma Bandeira “ROubada” da “Democracia”, tal como o Furioso Burroso, e outros que aprenderam a “Politica” na Escola do MRPP do Advogado Matos.

RESPONDER

Alexandra Leitão diz que "não há trabalhadores a mais na Administração Pública"

A ministra da Modernização do Estado assegura que não há trabalhadores a mais na Administração Pública e assume toda a abertura do Governo para negociar, "com humildade e responsabilidade", medidas adicionais às inscritas no OE2022. Em …

Start-up israelita quer fazer roupa a partir de algas

A Algaeing, criada em 2016, é uma empresa que converte as algas numa fórmula líquida, que depois pode ser usada como corante ou transformada num tecido. A indústria da moda é uma das responsáveis pelas emissões …

O antigo Presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton

Bill Clinton já teve alta hospitalar e deve regressar a Nova Iorque

O ex-Presidente dos Estados Unidos deixou, neste domingo de manhã, o hospital da Califórnia onde foi internado com uma infeção, informou o chefe da equipa de médicos que o tratou. "O Presidente Clinton teve alta do …

Acordo escrito. Bloco diz que Governo "conhece bem" os pontos negociais

O Bloco de Esquerda anunciou, este domingo, que vai enviar ao Governo propostas de articulado de nove pontos negociais colocados em cima da mesa no início de setembro, aos quais declara não ter obtido resposta …

Mais de 1,6 milhões de portugueses vivem com menos de 540 euros por mês

Mais de 1,6 milhões de portugueses vivem abaixo do limiar da pobreza, ou seja, com menos de 540 euros por mês, uma realidade que afeta famílias numerosas, mas também quem vive sozinho, idosos, crianças, estudantes …

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira

"Subida do salário mínimo é para manter", diz Siza Vieira

O ministro da Economia destaca que a trajetória do aumento do salário mínimo nacional "é para manter", assegurando que a meta é que este suba até aos 750 euros em 2023. Em entrevista ao semanário Expresso, …

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

Cabo Verde extraditou Alex Saab para os Estados Unidos

O empresário Alex Saab, considerado pelos Estados Unidos testa-de-ferro do Presidente da Venezuela deixou a ilha do Sal, este sábado, em cumprimento do pedido de extradição das autoridades norte-americanas. "Isto configura um rapto. Foi novamente raptado", …

Nove mortes e mais 465 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, este domingo, mais nove mortes e 465 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 465 novos …

O O primeiro-ministro, António Costa

Governo quer reunir com todos os partidos e solicitou ao Bloco os termos de acordo escrito

O Governo quer reunir-se com todos os partidos com quem tem negociado a viabilização do Orçamento do Estado e solicitou ao Bloco de Esquerda que envie o conteúdo e os termos do acordo escrito proposto. Estas …

No Japão, o suicídio entre crianças atingiu um número recorde

Segundo um relatório divulgado pelas autoridades japonesas, o receio de uma infeção pelo novo coronavírus foi a justificação mais invocada por crianças e jovens para faltarem às aulas durante um longo período de tempo. Durante o …