/

Rio apoia confinamento “muito mais apertado” e sugere fechar escolas

2

ppdpsd / Flickr

O presidente do PSD, Rui Rio

Rui Rio mostrou-se disponível a negociar um confinamento mais duro, de três ou quatro semanas, e sugeriu fechar as escolas para evitar contágios de covid-19.

António Costa está a receber na tarde desta sexta-feira o PSD, PCP, PS e CDS, em São Bento. O primeiro-ministro vai ouvir os partidos sobre as possíveis medidas mais restritivas a adotar para travar o aumento de contágios de covid-19 no país.

O PSD foi o primeiro a ser ouvido e, à saída da reunião com o chefe do Governo, o líder dos sociais-democratas, Rui Rio, disse que o estado atual da pandemia aponta para “medidas mais drásticas”, sendo necessário “um confinamento muito mais apertado”.

“O PSD estará disponível para aprovar esse estado de emergência e as medidas de defesa da saúde pública aliadas a atenuantes do drama do ponto de vista económico que significa fechar o país por duas, três ou quatro semanas”, disse Rui Rio.

Rio sugere ainda esperar pela reunião do Infarmed com os especialistas de saúde para decidir um eventual encerramento das escolas, definindo este assunto como um “ponto nevrálgico”. O social-democrata diz que lhe “custa ver como é que se pode fechar grande parte do país e não as aulas”.

O líder da oposição realça ainda que tem havido “falta de planeamento” e que se for preciso ajudar o estado de emergência por dois ou três dias, não se vai opor, já que “a situação do país é efetivamente muito grave”.

Portugal registou hoje mais 118 óbitos e 10.176 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Rui Rio diz ainda que o PSD se mostra disponível para um possível adiamento das eleições presidenciais: “Se entre os candidatos houver unanimidade e se sentem confortáveis para haver eleições, não há questão. Se houver candidatos que não podendo fazer campanha e no dia das eleições houver confinamento, o PSD está disponível para em sede da Assembleia da República procurar encontrar um consenso no sentido do adiamento”.

Na conferência de imprensa de quinta-feira, António Costa admitiu “um agravamento da situação epidemiológica” em Portugal, procurando falar com todos os partidos para perceber quais são as melhores medidas a adotar.

  Daniel Costa, ZAP //

2 Comments

  1. Rui Rio se defende o fecho das escolas porque antes de terem votado a favor o confinamento não alteraram? Se tem alterado tantas leis na A.R. podiam ter alterado e aí o PPD até ficava mais bem visto, não venha dizer que não sabia o que o documento para o confinamento tinha isso é o cidadão comum que só sabe o que o confinamento contém depois de aprovado, não façam os portugueses de parvos os deputados seja uma lei ou outra coisa tem acesso a todo o documento daí muita vez fazerem alterações, o senhor e o seu PPD agora vêm armados em anjinhos vão todos lamber sabão.

  2. Eu fechava-te a boca, não passas de um MRPP envergando uma Bandeira “ROubada” da “Democracia”, tal como o Furioso Burroso, e outros que aprenderam a “Politica” na Escola do MRPP do Advogado Matos.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.