Do recolher obrigatório aos ajuntamentos na rua. Restrições de Ano Novo entram hoje em vigor

José Sena Goulão / Lusa

No período da passagem de ano, devido à pandemia, é proibida a circulação entre concelhos e há recolher obrigatório a partir das 23h de 31 de dezembro em todo o território continental, estando proibidos ajuntamentos na rua e festas públicas.

Segundo as medidas do Governo para o período do Ano Novo, a circulação entre concelhos no território continental é proibida entre as 00h de 31 de dezembro e as 05h de 4 de janeiro de 2021, ou seja, entre quinta-feira e segunda-feira, “salvo por motivos de saúde, de urgência imperiosa ou outros especificamente previstos”.

Quanto ao recolher obrigatório, em que é proibida a circulação na via pública, aplica-se a todo o território continental, no dia 31 de dezembro a partir das 23h e nos dias 1, 2 e 3 de janeiro a partir das 13h e até às 5h do dia seguinte.

Na quinta-feira, dia 31 de dezembro, noite de passagem de ano, “a partir das 23h e até às 5h de dia 1 de janeiro de 2021, é aplicável em todo o território nacional continental a proibição de circulação em espaços e vias públicas, ou em espaços e vias privadas equiparadas a vias públicas”, de acordo com o decreto do Conselho de Ministros.

Para o Ano Novo estão “proibidas festas públicas ou abertas ao público” e, à semelhança do Natal, não são permitidos ajuntamentos na via com mais de seis pessoas.

Governo apertou medidas no Ano Novo

Inicialmente, a 5 de dezembro, o Governo avançou que na noite de passagem de ano o recolher obrigatório seria às 2h e apenas para os concelhos considerados de risco extremo e muito elevado de transmissão do novo coronavírus, mas as medidas foram reavaliadas a 17 dezembro e sofreram um agravamento.

Ao contrário do que tínhamos anunciado há 15 dias […], temos de cortar totalmente as celebrações de Ano Novo”, disse então o primeiro-ministro, António Costa, no final da reunião do Conselho de Ministros.

Com o alívio das restrições no Natal, o Governo decidiu “adotar medidas de máxima contenção” durante o período da passagem de ano, para evitar que o “risco acrescido” das celebrações natalícias se multiplique num crescimento exponencial da transmissão da covid-19.

Com a alteração dos horários de recolher obrigatório nos dias 31 de dezembro e 1 de janeiro, e no fim-de-semana de 2 e 3 de janeiro, também foram alterados os horários dos restaurantes.

Assim, em todo o território continental, no dia 31 de dezembro os restaurantes terão de encerrar até às 22h30 e nos dias 1, 2 e 3 de janeiro até às 13h, “exceto para entregas ao domicílio”.

Novos horários para comércio

Independentemente da lista de concelhos por nível de risco de transmissão da covid-19, em todo o território nacional continental, os estabelecimentos de comércio a retalho e de prestação de serviços, inclusive supermercados, poderão estar abertos apenas entre as 8h e as 13h nos dias 1 a 3 de janeiro, ou seja, de sexta-feira a domingo.

Segundo a lista atualizada de níveis de risco, que vigorará até 7 de janeiro no âmbito do estado de emergência, existem 30 concelhos em risco extremo de contágio, 79 em risco muito elevado, 92 em risco elevado e 77 em risco moderado.

Na Madeira e nos Açores não são aplicadas as mesmas regras de Portugal continental, mas os Governos Regionais também decidiram aplicar mediadas especiais.

Na Madeira, não são permitidas aglomerações de mais de cinco pessoas, é proibida a venda e o consumo de bebidas alcoólicas na via pública, exceto em esplanadas devidamente licenciadas, e os restaurantes só podem funcionar até às 23h, mas estão excecionalmente autorizados a encerrar às 24h no dia 30 de dezembro e às 1h na noite de dia 31 de dezembro para 1 de janeiro.

A região terá, como já é habitual, o espetáculo de fogo-de-artifício de final do ano, tendo definido “bolsas” (zonas delimitadas para um máximo de cinco pessoas em diferentes zonas de observação. Contudo, o Governo Regional apelou para que as pessoas vejam o espetáculo em casa, através da Internet e da televisão.

Nos Açores, as medidas em vigor até 7 de janeiro determinam que todos os estabelecimentos de bebidas e similares, com espaços de dança, estão encerrados, e os bares e outros estabelecimentos de bebidas, com ou sem espetáculo e com ou sem serviço de esplanada, têm de encerrar até às 22h.

  // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Continua a fazer todo o sentido as filas intermináveis nos supermercados e outros durante as 3 ou 4 horas que podem estar abertos.
    se ao fim de semana (2 dias) já era caótico agora vai ser filas durante o dia de hoje e amanhã por quem se quer abastecer para a ceia de ano novo e comprar para o fim de semana e depois no sábado e domingo por quem não se preparou para o fim de semana.

    Mas claro que toda a gente sabe que este virus super mega mortal (que com a nova variante se tornou ainda mais contagioso e menos mortal), é também ele bastante elitista e não ataca nas filas do supermercado porque não gosta de esperar …

  2. Na madeira com a nova variante mas contagiosa do Covid as medidas são menos drasticas, obviamente que isso faz todo o sentido na cabecinha desta gente. Alguém está a criar portugueses de 1.ª e portugueses de 2.ª ou o nosso Governo do Continente ou o da Madeira, agora certos não podem estar os dois .

  3. O vírus estava para sair amanhã, às 23:05. E, afinal, saiu com um dia de antecedência. Hoje, já passámos dos seis mil casos de Covid.

  4. As massas assustadas são bem mais faceis de conduzir, deixam de pensar lógicamente para regressarem aos instintos mais primitivescos!

    https://www.publico.pt/2020/10/02/sociedade/noticia/ine-regista-7144-mortes-acima-media-ultimos-cinco-anos-marco-setembro-1933790/amp

    As estatisticas revelam factos q nos deveriam interessar debater.
    Morreram mais pessoas do q nos 70 anos anteriores!
    Mas nenhuma de gripes!
    Mas apenas 1/4 deu positivo para covid19 !??
    Ninguém se espanta !?
    Ninguém questiona?
    Quem foram e são os responsáveis por 4x mais mortes do q a da “pandemia”?
    Só interessa a histeria o irracional o passional e o racional nada ?
    Dúvidas???
    Nada???

RESPONDER

Luxemburgo torna-se o primeiro país da Europa a legalizar o cultivo e consumo de canábis

O Governo luxemburguês anunciou, esta sexta-feira, que o país será a primeira nação do Velho Continente a legalizar o cultivo e o consumo de canábis. De acordo com a nova legislação, explica o jornal The …

Prisão preventiva para suspeitos da morte de jovem no metro das Laranjeiras

Os quatro suspeitos da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa, ficaram em prisão preventiva, depois de presentes a primeiro interrogatório judicial. Os quatro arguidos, com idades entre os …

Cristiano vs. Salah: Klopp não queria comparar mas comparou

Treinador do Liverpool não acredita que vai encontrar um adversário debilitado: "Eles são capazes de fazer coisas incríveis". É o grande jogo de futebol no Reino Unido e um dos mais aguardados em todos os países: …

Bastonário dos Médicos considera direção executiva do SNS "um disparate"

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que a criação da direção executiva do Serviço Nacional de Saúde, proposta no Estatuto do SNS aprovado esta quinta-feira, é "um disparate" e que há estruturas que podem …

João Leão no Parlamento: "A alternativa é um Orçamento apresentado pelo PSD"

O ministro das Finanças afirmou, esta sexta-feira, na Assembleia da República, que a alternativa à viabilização à esquerda da proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) é um Orçamento feito pelo PSD. "A alternativa que …

Mais de 30 mil mulheres polacas recorreram a métodos de aborto ilegais ou no estrangeiro desde a alteração na lei

Proibição à interrupção voluntária da gravidez entrou em vigor no início deste ano e as  exceções só se aplicam a casos de violações, incestos ou quando a saúde da mãe está em risco. Pelo menos 34 …

Fenprof anuncia nova greve no dia 12 e concentração em frente ao Parlamento

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) anunciou, esta sexta-feira, a realização de uma concentração em frente à Assembleia da República no dia 5 de novembro e a adesão à greve nacional da Administração Pública marcada …

Luis Díaz será a prioridade do Newcastle

Valor de mercado será agora inacessível para os clubes italianos, escreve-se... em Itália. O novo Newcastle deverá atacar o mercado do futebol com estrondo, possivelmente já daqui a pouco mais de dois meses, e a prioridade …

Rui Rio, presidente do PSD

Rio apresenta recandidatura. "Seria muito prejudicial para o país se o PSD mudasse agora de líder"

O presidente do PSD apresentou, esta sexta-feira, na cidade do Porto, a sua recandidatura à liderança, tendo considerado que "seria muito prejudicial", não só para o país como para o partido, mudar agora de líder. Rui …

"Conquistem a vaga no relvado": aviso à UEFA sobre a nova Liga dos Campeões

Associação das Ligas Europeias contra vagas garantidas para clubes que não terminarem o campeonato nacional num dos primeiros lugares. A reunião da Associação das Ligas Europeias de futebol terminou com o reforço de posições públicas contra …