Rescisões nos estaleiros começam na segunda-feira, trabalhadores apelam à rejeição

ENVC

-

Os órgãos representativos dos trabalhadores dos estaleiros de Viana convocaram um plenário urgente para segunda-feira, apelando entretanto à rejeição das propostas de rescisão amigável que, dizem, começarão a ser apresentadas no mesmo dia pela administração da empresa.

“O Governo está com uma grande preocupação em fazer o despedimento coletivo dos trabalhadores e quer acelerar este processo. Tivemos conhecimento que pretendem fazer, já a partir de segunda-feira, o convite para as rescisões por mútuo acordo, mas os trabalhadores não devem aceitar essa proposta”, afirmou Branco Viana.

O coordenador da União de Sindicatos de Viana do Castelo falava aos jornalistas no final de uma reunião dos órgãos representativos dos 609 trabalhadores.

Segundo o sindicalista, a “dificuldade” neste processo são os 75 dias necessários, em termos legais, para a concretização de um despedimento coletivo – se falharem os acordos por mútuo acordo -, quando a Martifer prevê assumir a subconcessão dos terrenos, equipamentos e infraestruturas dos ENVC em janeiro.

Para segunda-feira, às 15:30, está já agendado um plenário urgente dos trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), com sindicatos e comissão de trabalhadores da empresa, que se reuniram hoje na cidade, a apelarem entretanto à rejeição de qualquer acordo que venha a ser proposto.

“Os trabalhadores não devem fazer nenhuma rescisão, para não facilitar a vida ao Governo”, apontou Branco Viana.

Deste plenário deverão surgir novas formas de protesto, além de uma ação de luta já agendada para 13 de dezembro, pelas 16.00, na cidade de Viana do Castelo. Envolverá trabalhadores no ativo, antigos funcionários, familiares, população e forças vivas da região, para contestar o encerramento dos estaleiros.

Em causa está a adjudicação da subconcessão à Martifer até 2031, pela qual o grupo português pagará ao Estado 415 mil euros anuais.

Neste processo, o Estado vai gastar 30,1 milhões de euros com o despedimento dos atuais 609 trabalhadores, avançando com o encerramento da empresa pública, ao fim de 69 anos de atividade.

A subconcessão será assumida já em janeiro pela nova empresa a criar para o efeito, denominada de West Sea, a qual pretende recrutar 400 dos atuais trabalhadores dos ENVC.

Esta foi a solução definida pelo Ministério da Defesa, depois de encerrado o processo de reprivatização dos ENVC, devido à investigação de Bruxelas às ajudas públicas atribuídas à empresa entre 2006 e 2011, não declaradas à Comissão Europeia, no valor de 181 milhões de euros.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Metro de Nova Iorque pede à Apple para melhorar sistema de reconhecimento facial

A autoridade que gere o metro de Nova Iorque, nos Estados Unidos, pediu à gigante tecnológica Apple para melhorar o reconhecimento facial dos seus dispositivos depois de serem observados vários passageiros a retirar a máscara …

Rival da Tesla diz que o seu carro terá uma autonomia de 832 quilómetros

A empresa Lucid Motors, concorrente direta da Tesla no mercado automóvel elétrico, afirma que o seu carro Air terá uma autonomia de 832 quilómetros. A confirmar-se a autonomia deste carro, o automóvel da Lucid Motors ultrapassará …

Moradores das Maurícias estão a cortar o próprio cabelo para ajudar a evitar um desastre ambiental

Moradores das Maurícias estão a cortar o seu próprio cabelo para para tentar minimizar os danos causados pelo derrame de petróleo de um navio janponês encalhado nos recifes de coral ao largo da ilha. Estima-se que …

Atalanta 1-2 PSG | Reviravolta épica vale bilhete para as “meias”

Um final impróprio para cardíacos e o epílogo perfeito num excelente jogo. O PSG esteve a perder desde o minuto 27, mas em apenas três minutos dos descontos deu a volta ao texto diante da …

Um emblemático transplante nos EUA aconteceu graças a um coração "roubado"

Um dos primeiros transplantes de coração realizados no mundo aconteceu no Estados Unidos. O que muitos não sabem é que este caso de sucesso também deu aso ao primeiro processo civil no país por homicídio …

"Pandemia de sem-abrigo" nos EUA. Há 30 milhões de pessoas sob risco de despejo

Nos Estados Unidos da América avizinha-se uma "pandemia de sem-abrigo". Até ao final de setembro, 30 milhões de norte-americanos estão em risco de despejo devido à covid-19. Nos Estados Unidos, a pandemia de covid-19 pode estar …

Tráfego nas autoestradas cai para quase metade. Foi o pior trimestre de sempre

A rede da Associação Portuguesa das Sociedades Concessionárias de Autoestradas ou Pontes com Portagens (APCAP) registou de abril a junho "o pior trimestre de circulação e tráfego médio desde que há registos", recuando 46% devido …

Bielorrússia cortou acesso à internet e tentou fazer com que parecesse um acidente

No seguimento da reeleição de Alexandr Lukashenko na Bielorrússia, multiplicam-se os apagões de internet. O Governo diz que se trata de um ataque cibernético, mas há suspeitas de que seja um plano do presidente. Os protestos …

Resgatados 28 cães sem registo ou vacinas de barracões onde também vivia a proprietária em Lisboa

Vinte e oito cães foram retirados pela PSP terça-feira de barracões em Lisboa onde também vivia a proprietária, avança a agência Lusa, detalhando que os animais serão depois colocados para adoção.  Os animais foram posteriormente recolhidos …

Pela primeira vez em 300 anos, é possível visitar esta ilha em Cabo Cod

Pela primeira vez em 300 anos, uma ilha ao largo da costa de Cabo Cod, península em forma de gancho no estado norte-americano de Massachusetts, está aberta ao público. A Ilha Sipson é propriedade privada desde …