“Paz podre” e “crise de egos”. As reações dos partidos ao caso Centeno

PSD / Flickr

O líder do PSD, Rui Rio

Os partidos com assento parlamentar comentaram, esta quinta-feira, o recente episódio entre o ministro das Finanças e o primeiro-ministro.

“Mário Centeno não passou a ter condições para continuar. O primeiro-ministro é que assumiu que no seu Governo, ainda que sem condições, um ministro pode continuar a sê-lo, mesmo quando faltam mais de três longos anos para o fim da legislatura… ou quando a força do ministro é superior à do primeiro-ministro”, escreveu Rui Rio no Twitter.

No Fórum TSF, o deputado social-democrata Duarte Pacheco também considerou que o voto de confiança de António Costa no ministro das Finanças é apenas “um golpe de teatro”.

“Toda a gente percebeu que isto é um teatro, uma hipocrisia, uma paz podre. Temos um ministro das Finanças a prazo porque não é conveniente ao primeiro-ministro fazer a sua substituição neste momento”, acrescentou.

No mesmo fórum, a deputada do CDS Cecília Meireles avaliou este recente episódio como “uma telenovela, com uma crise de egos, em que, afinal, aparentemente, acabou tudo mais ou menos resolvido”.

Por isso, para a democrata-cristã o importante agora é definir prioridades, porque “o que não está resolvido é como é que as medidas que o Governo desenhou para ajudar a economia estão a chegar ou não estão a chegar.”

“Desarticulação” e “irresponsabilidade”

Do lado da CDU, o deputado comunista Duarte Alves considerou que esta situação entre Costa e Centeno revelou “desarticulação” dentro do Governo, sobretudo “numa matéria tão importante como esta do Novo Banco”, afirma ao Fórum TSF.

Para o Bloco de Esquerda, nas palavras da deputada Mariana Mortágua, ficou a ideia de que o Governo tem um ministro “a prazo”. A bloquista reiterou que o partido vai propor um novo projeto-lei, apesar do anterior ter sido “sempre chumbado”.

“Não pode haver uma nova injeção no Novo Banco sem que esse assunto seja discutido e votado na Assembleia da República“, esclareceu à rádio.

Por fim, o porta-voz do PAN, André Silva, considera que o Presidente da República não esteve bem ao “comentar” o papel do ministro das Finanças e que o Governo não pode ter em mãos uma crise política no momento em que enfrenta uma pandemia.

“Temos uma imagem junto dos mercados a manter. Esta situação é de uma enorme irresponsabilidade por parte do Governo”, considerou, citado pela TSF, acrescentando que as declarações de Marcelo Rebelo de Sousa não o espantam, uma vez que faz parte do “namoro” entre Costa e o chefe de Estado.

“Apanharam-nos pelas costas”, diz PS

Em declarações à mesma rádio, o deputado do PS João Paulo Correia reitera a confiança do partido em Mário Centeno e considera que o ministro saiu “reforçado” da reunião em São Bento.

Sobre o pedido de demissão defendido pelo líder do PSD, o socialista diz que “é falso que a bancada do PS não tenha defendido Mário Centeno” e afirma que “Rui Rio não teve coragem de dizer isso lá dentro [no Parlamento]”, aliás, “ninguém do PSD teve coragem de fazer o ataque ao PS lá dentro”.

Apanharam-nos pelas costas, foram declarações abusivas”, diz ainda, acrescentando que “já foram muito os episódios em que se anunciou a saída do ministro das Finanças do Governo” e “todos foram explorados primeiramente pelo PSD”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Se fosse só a Paz podre, mas o pior é que os políticos e são ainda mais podres, não tem homens com eles no sitio para fazerem uma limpeza dentro dos seus partidos e renovar,nem falo na justiça que essa ainda mais podre está. Ainda gostava que os partidos explicassem o que é que o País já ganhou com as demissões, já quase há 45 anos que assisto ao folclore de demissões o que depois acontece é só mudarem o penico, mudam as pessoas mas tudo continua igual, nunca fui adepto de demissões mas sou sim adepto que quem faça mal corrija o que fez mal, mas a classe política gosta mais de chafurdar na trampa que apontar soluções e ideias para melhorar o País, são todos bons quando são oposição quando no governo não há diferença são todos farinha do mesmo saco.

  2. Numa altura em que se pedem sacrifícios aos portugueses e muitos já passam fome injectam-se 850 milhões no Novo Banco sendo parte para pagar prémios aos administradores que o continuam a falir. E como forma de desviar a atenção disto simulam um mal entendido entre Costa Marcelo e Centeno aproveitando Costa e Marcelo o momento para se promoverem mutuamente politicamente. Este país é pior que um cancro!

RESPONDER

A pedido da Comissão Europeia, EMA volta a rever dados da vacina da AstraZeneca

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) anunciou esta quarta-feira que está a rever os dados sobre a vacina Vaxzevria a pedido da Comissão Europeia. Segundo um comunicado citado pelo Observador, a Agência Europeia do Medicamento (EMA) …

João Leão prevê para este ano défice de 4,5%. Ministro afasta aumento de impostos e austeridade

A terceira vaga da pandemia forçou o Governo a rever em baixa a previsão de crescimento da economia portuguesa para este ano. Assim, o ministro das Finanças antecipa um défice de 4,5% e crescimento de …

Já não é preciso isolamento para idosos que saiam dos lares por mais de 24 horas

Os idosos que vivem nos lares e que saiam por períodos superiores a 24 horas já não precisam de fazer o isolamento de 14 dias, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Na orientação atualizada nesta quinta-feira, …

Mais duas mortes e 501 casos nas últimas 24 horas em Portugal

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) indica que Portugal registou, nas últimas 24 horas, 501 novos casos de covid-19. O relatório desta quinta-feira (15 de abril) dá também conta de mais duas mortes …

PCP quer criar crime de enriquecimento injustificado com pena agravada para políticos

O PCP propôs esta quinta-feira, no Parlamento, a criação do crime de enriquecimento injustificado, com penas até três anos, mas que é agravado para titulares de cargos políticos e públicos, até aos cinco. O projeto dos …

Câmara de Lisboa estende testagem gratuita a todos os moradores

A Câmara de Lisboa decidiu alargar, a partir de quinta-feira, a testagem gratuita nas farmácias à covid-19 a todos os moradores, deixando o programa de estar limitado às freguesias com maior incidência da doença, foi …

"Fechaduras", testemunha do julgamento de Tancos, está em parte incerta

Paulo Lemos, conhecido como "Fechaduras", testemunha da acusação e da defesa no caso de Tancos, não compareceu em 08 de março à audiência e voltou a não aparecer esta quinta-feira, com o Tribunal de Santarém …

General que lidera o SIRESP apresenta demissão

O Diário de Notícias avança, esta quinta-feira, que o general que lidera o SIRESP apresentou demissão, tendo invocado "razões pessoais". De acordo com o Diário de Notícias, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, já recebeu …

Agente que matou Daunte Wright vai ser acusada por homicídio de segundo grau

A polícia que matou a tiro, no domingo, um jovem afro-americano em Brooklyn Center, no Minnesota, Estados Unidos, vai ser acusada por homicídio de segundo grau. Depois de ter apresentado a demissão da polícia de Brooklyn …

Sócrates acusa juiz de ir "além do seu poder" e PS de "profunda canalhice"

O ex-primeiro-ministro afirmou que o juiz de instrução "não tem o direito" de o indiciar "de crimes novos" e acusou o "mandante" de Fernando Medina na liderança do PS de "profunda canalhice". Foi a primeira entrevista …