Produzir a ração do seu animal de estimação também emite gases com efeito de estufa

De acordo com uma nova investigação, a alimentação de cães e gatos em Portugal emitirá anualmente cerca de 1,5 milhões de toneladas de gases com efeito de estufa.

Um artigo científico recentemente publicado na PLOS One realça que a produção de carne para alimentar os 163 milhões de cães e gatos nos Estados Unidos (um animal por cada duas pessoas) emite 64 milhões de toneladas de gases com efeito de estufa. Isto significa que a ração destes animais emite tanto quanto 13,5 milhões de carros – perto do triplo dos automóveis em circulação em Portugal.

Mas, em Portugal, a proporção de cães e gatos é menor. Estatísticas de 2015 apontam que há cerca de 3,9 milhões de cães e gatos, o que corresponde a pouco mais de um animal por três pessoas.

No entanto, a sua pegada ecológica ainda é considerável. Segundo a Visão, adaptando os resultados do estudo para a realidade nacional, a ração para os cães e gatos das famílias portuguesas emitirá 1,53 milhões de toneladas de gases com efeito de estufa – tanto quanto 212,5 mil pessoas, ou quase metade da população da cidade de Lisboa.

O estudo avança ainda que a alimentação de cães e gatos pode corresponder a 25% a 30% dos efeitos ambientais da produção de carne, “em termos de uso da terra, água, combustíveis fósseis, fosfatos e biocidas”.

Gregory Okin, professor do Departamento de Geografia da Universidade da Califórnia, estima que estes impactos deverão crescer no futuro. “À medida que a posse de animais de estimação aumenta em alguns países em desenvolvimento, especialmente na China, e as tendências continuam na direção de dar aos animais alimentos com maior conteúdo e qualidade de carne, globalmente, a propriedade de animais de estimação aumentará os impactos ambientais das escolhas alimentares humanas.”

Por isso, para o bem do planeta, o investigador sugere que se diminua a quantidade de cães e gatos, a favor de animais mais pequenos.

Reduzir a taxa de posse de cães e gatos, talvez a favor de outros animais de estimação que ofereçam benefícios emocionais e de saúde semelhantes, reduziria consideravelmente esses impactos. Esforços simultâneos em todo o setor para reduzir a sobrealimentação, reduzir o desperdício e encontrar fontes alternativas de proteína também reduzirão esses impactos”, afirmou.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Para bem do planeta deviam era de reduzir o número de pessoas, principalmente, daquelas que só vieram ao mundo para conspurcar e cometerem crueldades e crimes contra animais e crianças, idosos……………….
    Mais gazes transmitem os tubos de escape dos carros e ninguém reduz o número de viaturas, pois não?
    Se bem que há muitas rações para aí, em especial as dos supermercados (Que muita gente rica, bem vestida e com bons carros compram!!!!) Que não prestam para nada, são autênticos venenos!
    Agora reduzir o número de animais de estimação? Nunca! Tremendo disparate! Com tantos animais abandonados e a precisarem de serem adotados é um crime tal afirmação!
    Não punem a sério essas bestas que maltratam e abandonam os animais, não fazem campanhas de vacinação e esterilização para poderem evitar que nasçam mais animais para depois andarem abandonados e a passar fome e as associações têm a lotação esgotada porque são mais os que abandonam do que adoptam e vem-me estes anormais dizer para reduzir o número de animais de estimação?
    Quer dizer, o ser humano anda há décadas a poluir e a destruir o planeta e agora os animais é que são culpados?
    Cada avião que descola sabem quantos gazes liberta para a atmosfera? Milhares!!!! Milhares! Milhares! Milhões!
    E reduziram o número de aeronaves? Não!
    Quem fez tal afirmação, uma autêntica afronta devia de ser preso pois tais palavras são um autêntico crime!
    Querem ajudar a salvar o planeta? Não comam carne! E deixem os animais em paz!

    • Concordo com você. A maneira como o pesquisador coloca é perigosa. Dá a entender que devemos banir esses animais (inocentes) favorecendo outros. Vai ser uma espécie de caça às bruxas só que com cães e gatos!
      Primeiro o ser humano tira o animal da natureza, domestica, deixa a população ficar elevada em números por não ter controle, abandonam como se não tivessem responsabilidade nenhuma e agora colocam-no como praga.
      Praga é o ser humano. Mas não se pode dizer isto porque somos uma sociedade antropocêntrica e por questões religiosas. Daí, tudo o que vem do ser humano é justificável e bom. As demais espécies que se danem. E essa preocupação com a emissão de gases dá-se porque há preocupação direta com o ser humano caso contrário, estariam totalmente indiferentes ao meio ambiente.
      A espécie humana não presta mesmo. Com raríssimas exceções encontro indivíduos com bom senso.

  2. Bem, isso é bem coisa de português, mesmo. Por que os senhores cientistas portugueses não dão uma atenção para as diversas usinas hidrelétricas espalhadas pelo mundo. O que eles sugerem? Que matemos nossos animais de estimação? E a ração produzida para frango e todo tipo de gado de corte? Não causa efeito estufa, também? Os senhores cientistas portugueses já perceberam o tamanho do lago artificial que a Hidrelétrica de Itaipu produziu? E por acaso isso não causou nenhum impacto no clima, desde 1983. Eu digo que sim, e sem fazer pesquisa, mas sentido no próprio corpo, porque a cada ano o verão no sul do Brasil é mais intenso e praticamente não há inverno. Tenho dito e escrito!

  3. Concordo com todos os comentários anteriores. O ser humano poluindo é matando o planeta de todas as formas e por muitos anos e agora a culpa é dos animais??!!!!!!! É sério??!!!! Eles são uma benção, isso sim. É nós, “humanos” é que somos o câncer do planeta.

  4. Estão reclamando da ração dos animais, mas não pensam em deixar de andar carro. Vocêss calcularam quanto um ser humano é prejudicial ao meio ambiente?

RESPONDER

O Lamborghini mais potente acelera dentro de água. É um iate com 4.000 cavalos

O resultado da primeira colaboração entre a a Lamborghini e os especialistas da Tecnomar é um iate de luxo, com 4.000 cavalos que recria a sensação de condução de um superdesportivo dentro de água. O mais …

Aproxima-se o lançamento do rover Perseverance

O rover Perseverance da NASA está a menos de um mês da data de lançamento prevista para 20 de julho. A missão de astrobiologia do veículo vai procurar sinais de vida microscópica passada em Marte, explorar …

Benfica 3-1 Boavista | Águias põem fim a quarentena caseira

O Benfica venceu na noite deste sábado o Boavista, naquele que foi o primeiro triunfo caseiro após a retoma da Liga. Poderá ter sido a redenção das águias? Após ter somado apenas dois triunfos, quatro desaires …

Cortina do abraço permite às famílias reencontrar os familiares num lar de São Paulo

Abraçar, tocar e até dançar. Uma cortina do abraço permite que filhos visitem seus pais residentes numa casa de repouso em São Paulo. O empresário Bruno Zani, autor da criação, pretende agora colocar a cortina …

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas com os amigos

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas não só com as suas progenitoras mas também com os seus pares, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Leeds, no Reino Unido. De acordo …

Entre uma "história de recusas" e uma “opção clara” pelos interesses do grande capital

A líder do BE disse hoje que a legislatura do Partido Socialista tem sido a “história das recusas” tanto sobre um acordo no final das eleições 2019, seja na recusa dum Orçamento Suplementar para lá …

Homem morre nos Estados Unidos depois de receber mais de 50 choques taser na sua detenção

Dos agentes da polícia da cidade de Wilson, no estado norte-americano do Oklahoma, foram nesta quarta-feira acusados de homicídio em segundo grau pela morte de um homem durante a sua detenção. De acordo com o …

TESS fornece novas ideias sobre um mundo ultra-quente

Medições do TESS (Transiting Exoplanet Survey Satellite) da NASA permitiram aos astrónomos melhorar bastante a sua compreensão do ambiente bizarro de KELT-9b, um dos planetas mais quentes conhecidos. "O factor de estranheza de KELT-9b é alto," …

Bill Gates elenca quatro pilares-chave para combater a pandemia

O co-fundador da Microsoft, Bill Gates, elencou quatro pilares que a sua fundação considera essenciais para combater a pandemia de covid-19, que já matou mais de 520 mil pessoas em todo o mundo. Segundo o norte-americano, …

Tesla já vale mais do que a Toyota, Disney e Coca-Cola

As ações da Tesla chegaram esta quarta-feira a um preço recorde de 1.120 dólares por ação, levando a empresa de Elon Musk a superar a cotação de mercado de grandes empresas como a Coca-Cola ou …