Produzir a ração do seu animal de estimação também emite gases com efeito de estufa

De acordo com uma nova investigação, a alimentação de cães e gatos em Portugal emitirá anualmente cerca de 1,5 milhões de toneladas de gases com efeito de estufa.

Um artigo científico recentemente publicado na PLOS One realça que a produção de carne para alimentar os 163 milhões de cães e gatos nos Estados Unidos (um animal por cada duas pessoas) emite 64 milhões de toneladas de gases com efeito de estufa. Isto significa que a ração destes animais emite tanto quanto 13,5 milhões de carros – perto do triplo dos automóveis em circulação em Portugal.

Mas, em Portugal, a proporção de cães e gatos é menor. Estatísticas de 2015 apontam que há cerca de 3,9 milhões de cães e gatos, o que corresponde a pouco mais de um animal por três pessoas.

No entanto, a sua pegada ecológica ainda é considerável. Segundo a Visão, adaptando os resultados do estudo para a realidade nacional, a ração para os cães e gatos das famílias portuguesas emitirá 1,53 milhões de toneladas de gases com efeito de estufa – tanto quanto 212,5 mil pessoas, ou quase metade da população da cidade de Lisboa.

O estudo avança ainda que a alimentação de cães e gatos pode corresponder a 25% a 30% dos efeitos ambientais da produção de carne, “em termos de uso da terra, água, combustíveis fósseis, fosfatos e biocidas”.

Gregory Okin, professor do Departamento de Geografia da Universidade da Califórnia, estima que estes impactos deverão crescer no futuro. “À medida que a posse de animais de estimação aumenta em alguns países em desenvolvimento, especialmente na China, e as tendências continuam na direção de dar aos animais alimentos com maior conteúdo e qualidade de carne, globalmente, a propriedade de animais de estimação aumentará os impactos ambientais das escolhas alimentares humanas.”

Por isso, para o bem do planeta, o investigador sugere que se diminua a quantidade de cães e gatos, a favor de animais mais pequenos.

Reduzir a taxa de posse de cães e gatos, talvez a favor de outros animais de estimação que ofereçam benefícios emocionais e de saúde semelhantes, reduziria consideravelmente esses impactos. Esforços simultâneos em todo o setor para reduzir a sobrealimentação, reduzir o desperdício e encontrar fontes alternativas de proteína também reduzirão esses impactos”, afirmou.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Para bem do planeta deviam era de reduzir o número de pessoas, principalmente, daquelas que só vieram ao mundo para conspurcar e cometerem crueldades e crimes contra animais e crianças, idosos……………….
    Mais gazes transmitem os tubos de escape dos carros e ninguém reduz o número de viaturas, pois não?
    Se bem que há muitas rações para aí, em especial as dos supermercados (Que muita gente rica, bem vestida e com bons carros compram!!!!) Que não prestam para nada, são autênticos venenos!
    Agora reduzir o número de animais de estimação? Nunca! Tremendo disparate! Com tantos animais abandonados e a precisarem de serem adotados é um crime tal afirmação!
    Não punem a sério essas bestas que maltratam e abandonam os animais, não fazem campanhas de vacinação e esterilização para poderem evitar que nasçam mais animais para depois andarem abandonados e a passar fome e as associações têm a lotação esgotada porque são mais os que abandonam do que adoptam e vem-me estes anormais dizer para reduzir o número de animais de estimação?
    Quer dizer, o ser humano anda há décadas a poluir e a destruir o planeta e agora os animais é que são culpados?
    Cada avião que descola sabem quantos gazes liberta para a atmosfera? Milhares!!!! Milhares! Milhares! Milhões!
    E reduziram o número de aeronaves? Não!
    Quem fez tal afirmação, uma autêntica afronta devia de ser preso pois tais palavras são um autêntico crime!
    Querem ajudar a salvar o planeta? Não comam carne! E deixem os animais em paz!

    • Concordo com você. A maneira como o pesquisador coloca é perigosa. Dá a entender que devemos banir esses animais (inocentes) favorecendo outros. Vai ser uma espécie de caça às bruxas só que com cães e gatos!
      Primeiro o ser humano tira o animal da natureza, domestica, deixa a população ficar elevada em números por não ter controle, abandonam como se não tivessem responsabilidade nenhuma e agora colocam-no como praga.
      Praga é o ser humano. Mas não se pode dizer isto porque somos uma sociedade antropocêntrica e por questões religiosas. Daí, tudo o que vem do ser humano é justificável e bom. As demais espécies que se danem. E essa preocupação com a emissão de gases dá-se porque há preocupação direta com o ser humano caso contrário, estariam totalmente indiferentes ao meio ambiente.
      A espécie humana não presta mesmo. Com raríssimas exceções encontro indivíduos com bom senso.

  2. Bem, isso é bem coisa de português, mesmo. Por que os senhores cientistas portugueses não dão uma atenção para as diversas usinas hidrelétricas espalhadas pelo mundo. O que eles sugerem? Que matemos nossos animais de estimação? E a ração produzida para frango e todo tipo de gado de corte? Não causa efeito estufa, também? Os senhores cientistas portugueses já perceberam o tamanho do lago artificial que a Hidrelétrica de Itaipu produziu? E por acaso isso não causou nenhum impacto no clima, desde 1983. Eu digo que sim, e sem fazer pesquisa, mas sentido no próprio corpo, porque a cada ano o verão no sul do Brasil é mais intenso e praticamente não há inverno. Tenho dito e escrito!

  3. Concordo com todos os comentários anteriores. O ser humano poluindo é matando o planeta de todas as formas e por muitos anos e agora a culpa é dos animais??!!!!!!! É sério??!!!! Eles são uma benção, isso sim. É nós, “humanos” é que somos o câncer do planeta.

  4. Estão reclamando da ração dos animais, mas não pensam em deixar de andar carro. Vocêss calcularam quanto um ser humano é prejudicial ao meio ambiente?

RESPONDER

Depois das sementes, norte-americanos recebem máscaras, óculos de sol e até meias sujas da China

Vários residentes da Flórida, nos Estados Unidos, receberam pacotes misteriosos da China pelo correio que não tinham encomendado. Desta vez não eram sementes, mas sim máscaras cirúrgicas, óculos de sol e até meias sujas. Em declarações …

Imposto sobre refrigerantes reduziu o seu consumo

O imposto especial sobre as bebidas com maior teor de açúcar levou mais de 40% dos inquiridos num estudo da Universidade Católica esta sexta-feira divulgado a reduzir o seu consumo, comportamento que adotariam também com …

Uma só teoria da conspiração sobre a covid-19 matou 800 pessoas. 60 ficaram totalmente cegas

Pelo menos 800 pessoas morreram e 60 ficaram cegas na sequência de uma teoria da conspiração sobre a covid-19, concluiu um novo estudo. A investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica American Journal …

Apple e Google removem das suas lojas de aplicações um dos jogos mais populares do mundo

As gigantes tecnológicas Apple e Google removeram esta semana das suas lojas de aplicações, a App Store e a Google Play Store, respetivamente, o Fortnite, um dos jogos mais populares de todo o mundo. As …

Encontrado tesouro de artefactos nazis no "Covil do Lobo", o quartel-general ultrassecreto de Hitler

Quando os nazis se prepararam para invadir a União Soviética, em 1941, construíram um quartel-general militar secreto na floresta Masúria, na Polónia, ao qual chamaram "Wolfsschanze" ou "Covil do Lobo". Desde a sua descoberta após a …

Itália vai construir um túnel submarino para unir Sicília ao continente

Itália está a planear construir um túnel para ligar a região insular da Sicília ao continente italiano. O projeto de cinco mil milhões de euros vai ser pago com a parte do Fundo de Recuperação …

Point Roberts tinha um pé nos EUA e outro no Canadá (mas agora não "pertence" a nenhum)

Point Roberts, em Washington, está numa posição única. Localizada na ponta da Península de Tsawwassen, a cidade fica totalmente abaixo do paralelo 49, a linha que separa o Canadá dos Estados Unidos. Agora, a cidade …

Milhares de processadores quebraram um trilião de chaves para resgatar um Zip com bitcoins

Um misterioso homem perdeu o acesso a um ficheiro Zip onde estavam encriptadas as suas chaves privadas de bitcoins. Os 300 mil dólares foram resgatados por dois especialistas em criptografia — e por muitos milhares …

Reino Unido com mais de mil novas infeções pelo quarto dia consecutivo

O Reino Unido registou mais 11 mortos e 1.441 infeções de covid-19 nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde britânico, que manteve restrições sobre a área metropolitana de Manchester e parte do norte …

Governo não pondera (para já) proibição de fumar ao ar livre

O Governo não está a ponderar, neste momento, proibir fumar ao ar livre como foi decretado em Espanha, mas há “muitos aspetos em aberto” que serão acompanhados, disse esta sexta-feira a ministra da Saúde, Marta …