PSD vai “manter posição” e propor o travão financeiro que o PS rejeitou

Fernando Veludo / Lusa

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio

O PSD vai “manter coerentemente as suas posições sem alteração” sobre o diploma dos professores e apresentar em plenário “a inclusão de propostas de salvaguarda financeira”, que o PS rejeitou na Comissão de Educação, disse o líder do partido.

Numa declaração à imprensa num hotel do Porto, o presidente do PSD, Rui Rio, acusou o primeiro-ministro de “vitimização” e criar um “papão de orgia orçamental” para “perturbar a campanha das europeias”, e de ter ensaiado “um golpe palaciano” sobre um diploma que ainda não está fechado.

Para Rui Rio, António Costa “quis perturbar a campanha eleitoral para as europeias, que está a correr bastante mal” ao PS.  “Foi deplorável ver o ministro das Finanças emendar um conjunto de números falsos sobre o impacto desta medida”, disse o presidente do PSD.

O travão financeiro, que a proposta do PSD contém para que seja evitado o papão da orgia orçamental com que o Governo hipocritamente acena, foi reprovado com os votos irresponsáveis dos deputados do PS”, afirmou Rui Rio.

“Vamos propor no plenário a inclusão das propostas de salvaguarda que fizemos na comissão e que o PS incoerentemente rejeitou”, adiantou o líder do PSD. Caso as medidas de salvaguarda financeira, que o PS rejeitou na Comissão de Educação, não sejam aprovadas, então o PSD votará contra o diploma.

PCP acusa direita de ceder ao “ultimato do Governo”

O PCP acusou hoje a direita de ter cedido ao “ultimado do Governo” relativamente à proposta de contagem total do tempo de serviço dos professores e de convergir com o PS por “meros critérios de calculismo”.

“As declarações de Rui Rio e Assunção Cristas confirmam que o PSD e o CDS se moveram não pelo objetivo de dar resposta ao direito de contagem do tempo de serviço dos trabalhadores das carreiras especiais da administração pública, mas sim por meros critérios de calculismo”, referem os comunistas em comunicado enviado às redações.

O PCP alega que a “mudança de posição do PSD e do CDS, mais do que uma cedência ao ultimato do Governo do PS, testemunha a convergência de posições com o PS sempre que é necessário para a manutenção de cortes”.

Na nota, o PCP refere ainda que “o recuo agora assumido pelo PSD e pelo CDS confirma, como já haviam revelado no debate em comissão, a sua recusa, em consagrar a valorização remuneratória devida aos trabalhadores”.

Recusando os “ultimatos e pretextos inconsequentes do PS para demissão do Governo” – que consideraram inaceitáveis -, os comunistas garantem que o partido “prosseguirá de forma coerente a intervenção e o caminho para a solução que dê resposta a essa e outras aspirações dos trabalhadores e do povo, não se deixando condicionar por pressões“.

“Para o PCP o que se impõe é prosseguir até ao último dia, o caminho de defesa, reposição e conquista de direitos que se tem percorrido”, lê-se no comunicado, que acrescenta que o partido “dará combate a manobras que visem andar para trás quando o que é preciso é decididamente avançar na resposta aos problemas dos trabalhadores, do povo e do país”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Pois, correu-vos foi mal a tentativa de mandar o governo abaixo, deram um tiro em cada pé e agora a culpa é dos outros… politica à portuguesa, foi pior a emenda que o soneto…

  2. De forma muito simples, os professores nem os 2 anos deviam ter direito, por isso deem-se por contentes.
    Não gozem com os restantes portugueses que ficaram prejudicados com a crise e que nunca irão ver recuperado o que perderam! Quando mais obrigarem-nos agora a pagar as reposições dos professores!

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …