Se PSD for Governo quem mandará na Saúde não vai ser o ministro das Finanças, promete Rio

Manuel Fernando Araújo / Lusa

O presidente do PSD, Rui Rio

O presidente do PSD, Rui Rio, prometeu na segunda-feira que, se formar Governo, quem mandará na Saúde será o ministro do setor e não o das Finanças, como diz acontecer no atual Governo socialista com Mário Centeno.

“E fica aqui uma promessa, esta é que é mesmo uma promessa: face à situação em que está o Serviço Nacional da Saúde eu vos garanto que, se nós ganharmos as eleições e fizermos Governo, quem vai mandar na saúde vai ser o ministro da Saúde e não o ministro das Finanças”, assegurou, no primeiro grande momento de mobilização da campanha social-democrata, num jantar que juntou cerca de 2.500 pessoas num arraial minhoto.

Segundo noticiou a agência Lusa, Rui Rio voltou a acusar o PS de se comportar “como dono disto tudo” em relação ao Estado quando está no Governo, e deixou um ataque particular ao presidente do PS, Carlos César.

“Esse fenómeno familiar começa, aliás, no presidente do PS: o deputado Carlos César é o campeão a conseguir meter os seus familiares nos cargos públicos”, acusou.

O líder do PSD disse que “pulverizar o Estado de ‘boys’ e ‘girls'” é uma característica de o PS a governar, lamentando que este assunto tenha “passado um pouco ao lado da campanha” devido ao caso de Tancos. “O PS a governar toma o Estado como se fosse seu e como se fosse a sua família”, criticou.

Rui Rio defendeu que “as características do PSD a governar são outras”, destacando a promessa de redução fiscal do partido e acusando o primeiro-ministro de “não dominar os números das finanças públicas”.

“Ouvi o Dr. António Costa dizer ontem na RTP que tínhamos aqui uma fantasia, porque baixamos em 3,7 mil milhões de euros os impostos e conseguimos a magia de a receita fiscal crescer dois mil milhões de euros. Meus amigos, nós prevemos que a receita vá crescer não dois mil milhões, mas 5,4 mil milhões”, frisou.

O líder do PSD reiterou o desafio ao ministro das Finanças para que aceite debater as contas dos dois partidos, depois de Mário Centeno ter recusado fazê-lo com o porta-voz do partido para as Finanças Públicas, Joaquim Sarmento, por este não ser candidato a deputado, e deixou outra alternativa.

“O professor Álvaro Almeida, candidato pelo Porto, já está disponível para debater com Mário Centeno. Vamos ver, este começa por A, se ainda não servir passaremos a alguém cujo nome comece por B a ver se ela aceita”, afirmou.

Acusando o atual Governo de ter imposto a maior carga fiscal aos portugueses “desde o D. Afonso Henriques”, Rui Rio desafiou ainda António Costa a desmentir se planeia repor o imposto sucessório, como diz pretenderem PCP e BE.

“Se o dr. António Costa não desmentir podem ter a certeza que se o PS ganhar as eleições vamos ter outra vez o imposto sucessório e os filhos que vão herdar os bens dos pais vão ter de pagar mais impostos”, avisou.

Antes, discursaram o cabeça de lista por Braga, André Coelho Lima, que acusou o Governo socialista de “mistificação, cativação e falta de noção”, bem como o número um por Viana do Castelo, o autarca de Valença Jorge Mendes.

Em 2015, a coligação PSD/CDS-PP elegeu quatro dos seis deputados escolhidos pelo círculo de Viana do Castelo, três dos quais sociais-democratas. Por Braga, a coligação Portugal à Frente elegeu 10 dos 19 deputados, oito dos quais do PSD.

ZAP // //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Diz o senhor Rui Rio que se for governo quem vai mandar na saúde não vai ser o ministro das finanças, e pelo que o senhor há tempos disse que a saúde é um negocio como outro qualquer deve ser privatizado ou seja quem vai mandar na saúde vai ser o privado, sobre o que diz vai descer os impostos essa conversa já a ouço há dezenas de anos, só para o lembrar, em 2002 o Barroso para ir parra o poleiro prometeu descer os impostos, chegou ao poleiro não só não desceu como aumentou, em 2005 o Sócrates prometeu que não ia subiir os impostos, chegou ao poleiro e aumentou os impostos, em 2011 o Passos Coelho, prometeu que quem ia pagar a crise eram os que mais podiam chegou ao poleiro não só aumentou os impostos e roubou os mais fracos os reformados.

  2. A este ritmo, a abstenção risca de ser estrondosa, todos mais fantasistas e aldrabões uns que outros. Portanto para o mal do nós os contribuintes, qualquer um serve !!!!….mas sem o meu consentimento !..

  3. “… quem mandará na Saúde será o ministro do setor e não o das Finanças …”
    será que é para rir?

    todos sabemos que quem manda nos dinheiros é as finanças
    o que fará ele se as finanças disserem que nao ha dinheiro? a saude onde o vai buscar?

    nao deve estar a ver os problemas do pais

  4. Anda aqui muita gente com comichão. Será que as novas sondagens prometem encurtar por aí alguns tachos?

RESPONDER

Médico que deixou bebé nascer sem rosto tem quatro processos na Ordem

O obstetra que não detetou malformações graves num bebé que acabou por nascer sem rosto no início deste mês, em Setúbal, tem quatro processos em curso no conselho disciplinar da Ordem dos Médicos. A informação foi …

Tensão na Catalunha afeta realização do Barcelona-Real Madrid

A violência dos protestos na Catalunha está a fazer com que a Liga e a Federação de futebol espanholas repensem a ideia de o clássico entre Barcelona e Real Madrid se realizar em Camp Nou. O …

Assis critica novo Governo do PS. É "muito António Costa" e feito só para dois anos

O ex-eurodeputado do Partido Socialista (PS) Francisco Assis não poupou nas críticas ao novo Governo, que António Costa apresentou ao Presidente da República na terça-feira ao final do dia, considerando que este é um executivo …

PSD considera que não há novo Governo, mas "remodelação" com alargamento

O PSD defendeu na quarta-feira que "não há um novo Governo", mas "uma remodelação com alargamento", com um executivo aumentado e "mais partidário", considerando "uma desilusão" a continuidade em pastas como Saúde, Educação e Justiça. "Não …

Depois do terramoto das legislativas, vem aí um Conselho Nacional difícil para o CDS

O CDS reúne esta noite o Conselho Nacional. Segundo o Público, Assunção Cristas deverá renunciar a lugar de deputada na Assembleia da República. O CDS deverá marcar esta quinta-feira o próximo congresso para janeiro de 2020. …

Rio quer abafar Montenegro ao fazer "multitasking" como líder partidário e parlamentar

Rui Rio pode acumular as funções de líder do partido e líder parlamentar. O objetivo passa por evitar divisões na bancada e esvaziar a oposição de Luís Montenegro. Rio parece já ter uma estratégia delimitada para …

Cabrita mostra desagrado pelo afastamento da mulher do Governo

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, partilhou no Facebook um texto de uma ativista ambiental algarvia crítico do afastamento da ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, com quem é casado. Eduardo Cabrita, ministro da Administração …

Polícia desmantela rede de pornografia infantil e faz mais de 300 detenções

Pelo menos 337 pessoas de 38 países foram detidas numa operação em que foi desmantelada uma rede de pornografia infantil, que usava um site para comercializar vídeos de abuso sexual de crianças. Num comunicado divulgado esta …

Três coelhos de uma cajadada. Vieira renova contratos a três jogadores

No seu regresso de Angola, Luís Filipe Vieira assegurou a renovação do contrato de três jogadores: Grimaldo, Ferro e Jota. O anúncio oficial deverá estar para breve. Esta quinta-feira, o jornal Record fez manchete com a …

Berardo chama Mourinho e Ronaldo a jogo para não perder condecorações

A defesa de Joe Berardo invocou outros casos de personalidades portuguesas para que o empresário não perca as condecorações que recebeu dos antigos Presidentes da República Ramalho Eanes e Jorge Sampaio, escreve o Eco. De acordo …