“Ministro da propaganda.” PSD arrasa Eduardo Cabrita

O PSD acusou o ministro da Administração Interna de atuar como “um ministro da propaganda” e exigiu ao Governo que mande “de imediato” recolher as golas em material inflamável que foram distribuídas às populações.

Esta sexta-feira, o Jornal de Notícias avançou que 70 mil golas antifumo, fabricadas com material inflamável e sem tratamento anticarbonização, foram entregues pela Proteção Civil no âmbito dos programas Aldeia Segura e Pessoas Seguras. O ministro Eduardo Cabrita classificou a notícia como “irresponsável e alarmista”.

“A reação do Governo é tão inacreditável como a situação em si. O senhor ministro culpa os autarcas por fazerem o seu trabalho, fica incomodado com perguntas dos jornalistas, quando a irresponsabilidade do que aconteceu é entregar material inflamável a pessoas supostamente para as proteger””, criticou o deputado do PSD Duarte Marques, em declarações à Lusa.

O deputado sublinha que “o Governo gastou quase 200 mil euros numa manobra de marketing”, defendendo que esse dinheiro seria “muito melhor aplicado” dando meios aos bombeiros, que ainda têm verbas em atraso para receber.

Temos um ministro da propaganda, que devia ser ministro da Administração Interna, que é um perigo para os portugueses, porque este material é altamente inflamável, não pode ser usado pelas pessoas no fogo”, reiterou.

Por esse motivo, o PSD exige que “de imediato” o Governo esclareça se já mandou recolher estes lenços em material inflamável e que garanta que “não voltarão a ser usados”, considerando que “são um perigo para as pessoas”. “Se foi uma manobra de marketing ou merchandising, foi uma manobra muito infeliz e muito irresponsável.”

Para o PSD, acrescentou, “mais do que acusar ou responsabilizar, a primeira prioridade é garantir que este material é recolhido pelo Governo”. “O senhor ministro da Administração Interna, que devia ser o principal responsável pela segurança das pessoas, anda literalmente a brincar com o fogo e isso não é admissível em Portugal”, disse ainda Duarte Marques.

O ministro Eduardo Cabrita disse, quando confrontado com os factos avançados pelo JN, que a notícia é “verdadeiramente irresponsável e alarmista”, considerando que revela “desconhecimento de questões técnicas que a Autoridade Nacional de Proteção Civil já esclareceu”.

O ministro sublinhou a importância do programa que está em curso em mais de 1600 aldeias do país, assegurando que a distribuição das golas antifumo não põe em causa nem o projecto nem a segurança das pessoas.

Por sua vez, Jaime Marta Soares, presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, disse ao Público que este caso “é gravíssimo” e pediu ao Ministério da Administração Interna que abra um “inquérito rigoroso” para apurar responsáveis.

Além disso, reiterou que as golas e coletes devem ser recolhidos “imediatamente”, até porque dão uma falsa ilusão de proteção a quem os use – quando, na verdade, “pode estar a pôr em risco a vida das pessoas”.

Em comunicado enviado às redações, a Proteção Civil garante que os kits distribuídos “não são materiais de combate a incêndios nem equipamentos de proteção individual” e refere que esta campanha tem como intuito a “sensibilização para as boas práticas” a adotar em caso de incêndio.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Pela cara deste ministro vê-se logo que o gajo é um autêntico anjinho. Distribuir às populações golas e coletes altamente inflamáveis só se é para acabar de vez com as populações desses territórios ardidos. Isto é inqualificável, vindo de um governante do país. Este artolas não tem categoria nem condições para estar aonde está. Tem que se demitir ou ser demitido. O povo dos territórios ardidos que faça uma manifestação global, com essa exigência. Estamos fodricados com esta tralha. E ainda por cima, cagada após cagada, o estado de graça subsiste. Quando começará a baixar ?

  2. Milhares de euros para o lixo de uns milhares de peças destas (propandísticas) encomendadas ao marido de uma presidente de junta socialista de Guimarães. Seria conveniente que o Ministério Público investigasse esta jogatana partidária.

  3. O povo Português gosta é de festa e bola a rolar , enquanto os ilusionistas estiverem a dar o espetáculo tudo é possível.

  4. As golas anti fumo ardem se expostas à chama. Por favor digam-me, que eu não entendo, como estarão os portadores das ditas golas quando as chamas lhes chegarem à cara. Se se tratasse de golas antifogo, percebia os protestos, assim, isto é apenas a tentativa de criar um problema em véspera de eleições, para terem mais uns papelinhos nas urnas.

RESPONDER

Tia de Kim Jong-un faz a primeira aparição pública em mais de seis anos

Kim Kyong-hui, tia paterna do líder norte-coreano Kim Jong-un, reapareceu em público este sábado pela primeira vez em mais de seis anos, escreve a BBC. A emissora britânica, que avança a notícia citando a Agência Central …

Coronavírus. Madeira está a preparar-se para eventual surto

Região da Madeira “já está a delinear” quartos com pressão negativa e áreas isoladas, além de “fármacos, oxigénio, fatos protetores, máscaras e capacidade laboratorial”. O presidente do Instituto de Saúde (Iasaúde) da Madeira anunciou esta segunda-feira …

Luanda Leaks. Isabel dos Santos vai processar o consórcio de jornalistas

Depois de Rui Pinto ter assumido a autoria da divulgação dos documentos do caso Luanda Leaks, Isabel dos Santos avança que vai processar o consórcio de jornalistas. A empresária angolana Isabel dos Santos vai processar o …

Portugal vende cinco F-16 à Roménia por 130 milhões de euros

O ministério da Defesa Nacional oficializou hoje, na Base Aérea de Monte Real, no distrito de Leiria, a venda de cinco aviões militares F-16 à Roménia, num negócio de 130 milhões de euros. "Com este processo …

Pedro Proença e a violência no futebol: "É chegada a altura de o Governo assumir responsabilidades"

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol (LPFP), Pedro Proença, disse esta segunda-feira, depois de uma reunião no Ministério da Administração Interna (MAI), que o governo deve assumir responsabilidades sobre os recentes casos de violência …

Reconhecimento facial vai ser testado no acesso a serviços públicos online

O Governo quer criar um sistema de reconhecimento facial para usar a chave móvel digital, ferramenta que já permite aceder a vários serviços online do Estado. O Governo está a planear criar um sistema de reconhecimento …

Sem voz no clube, Raul José pondera abandonar o Sporting

Sem voz na pasta das contratações e construção do plantel, Raul José, líder do departamento de scouting do Sporting, pode estar de saída do clube. Raul José, líder do departamento de scouting do Sporting CP, estará …

António Costa vai responder por escrito a 100 perguntas sobre Tancos

Apesar de sempre ter defendido que o testemunho devia ser presencial, o Juiz Carlos Alexandre aceitou que António Costa possa depor por escrito sobre o caso do furto e recuperação das armas de tantos. O …

ERC regista como "publicação de informação" site de propaganda

A ERC registou o Notícias Viriato como "publicação de informação", em novembro do ano passado, quando o projeto do Medialab diz que se trata, na verdade, de um "site de propaganda". Segundo o Diário de Notícias, a …

Conselho da Europa pede que polícia portuguesa tenha mais treino sobre direitos humanos

O Conselho da Europa (CE) acredita que teria sido uma boa ideia incluir no próximo recenseamento da população portuguesa, marcado para 2021, uma questão sobre a origem étnica. A proposta chegou a ser avaliada por …