PSD afinal quer tornar definitivos cortes nas subvenções dos partidos

Tiago Petinga / Lusa

O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, com Carlos Abreu Amorim e Miguel Frasquilho

O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, com Carlos Abreu Amorim e Miguel Frasquilho

O PSD vai apresentar uma proposta de alteração à lei do financiamento dos partidos para tornar definitivos os cortes nas subvenções.

Depois de, na quarta-feira passada, os sociais-democratas terem defendido que “estava na hora de devolver os rendimentos também aos partidos”, eis que chega o recuo dessa posição.

A sugestão, feita pelo secretário-geral do PSD José Matos Rosa ao jornal Público, pedia a devolução dos 10% cortados aos partidos nas subvenções estatais já no próximo ano, uma medida que também reunia o consentimento do PS.

24 horas depois, o líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, disse afinal que o partido vai apresentar uma proposta de alteração à lei, para que os cortes atuais sejam definitivos.

“Se a Assembleia da República e os demais partidos tiverem interesse em transformar este corte que era transitório num corte permanente e definitivo, em primeiro lugar deve fazê-lo não na lei do Orçamento do Estado, isto é, não deve ser para o ano de 2017, deve ser para todos os anos subsequentes”, defendeu o presidente da bancada do PSD, em declarações aos jornalistas.

Desta forma, explicou, o instrumento mais adequado será alterar a lei do financiamento dos partidos e não introduzir uma norma no Orçamento do Estado para 2017.

Nós estamos abertos para que se possa mudar a lei se todos os outros partidos tiverem essa disponibilidade, não há de ser pelo PSD que em Portugal não se pode continuar a poupar no volume de meios públicos que é adstrito ao funcionamento dos partidos e das campanhas eleitorais”, assegurou.

Já depois das declarações de Luís Montenegro, o líder parlamentar do PS, Carlos César, defendeu que qualquer alteração ao regime do financiamento dos partidos e das campanhas deve decorrer de uma reflexão no âmbito da comissão eventual para o Reforço da Transparência.

Os cortes aplicados em 2010 – 10% nas subvenções partidárias anuais e 20% nas subvenções para campanhas eleitorais – têm como data de validade 31 de dezembro deste ano.

Nos últimos dias, PCP, BE e CDS também já se tinham mostrado contra a reposição das subvenções e anunciaram a intenção de apresentar propostas para manter os cortes.

No debate quinzenal desta quinta-feira, a coordenadora do Bloco, Catarina Martins, questionou o primeiro-ministro se acompanhava a ideia de manter os cortes, ao que o primeiro-ministro respondeu que “o custo da democracia não é um peso”.

António Costa adiantou que, caso o Parlamento não aprove alterações em contrário, o Governo irá neste ponto seguir o “quadro legislativo tal como ele existe atualmente”.

Partidos portugueses são dos mais “ricos” face ao PIB

Segundo o Diário de Notícias, os partidos portugueses estão no “top 5” dos mais ricos do continente europeu face ao PIB.

Esta conclusão vem de um estudo, publicado na revista académica britânica Party Politics, que mostra que Portugal está em 3.º lugar numa lista de 19 países relativamente ao seu rendimento face ao Produto Interno Bruto.

Relativamente aos partidos que recebem mais apoios do Estado, Portugal fica em 5º lugar, atrás da Bélgica, Áustria, Israel e Hungria.

Em entrevista ao DN, a politóloga Marina Costa Lobo, que participa no estudo, salientou que “os financiamentos em Portugal estão muito acima da média do nosso rendimento nacional”.

“Numa altura em que não há margem orçamental para investimentos importantes, não se compreende que os partidos políticos estejam na linha da frente para uma reposição de subsídios”, afirma.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ex-ministro francês François Bayrou acusado de cumplicidade na apropriação de fundos

O ex-ministro francês François Bayrou, dirigente centrista e próximo de Emmanuel Mácron, foi acusado na sexta-feira por "cumplicidade na apropriação indevida de fundos públicos" no caso dos assistentes parlamentares do seu partido. A acusação, "anunciada antecipadamente …

"Profundamente envergonhada", Merkel visitou Auschwitz pela primeira vez

A chanceler alemã, Angela Merkel, visitou esta sexta-feira pela primeira vez o campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau num "sinal de reconciliação com os judeus e o estado de Israel", considera o historiador René …

Capital do Natal de Algés avança com queixa-crime contra promotores

A organização da Capital do Natal, evento que decorre em Algés, Oeiras, vai apresentar uma queixa-crime contra os promotores turísticos que "adulteraram a oferta do parque", o que defraudou "um conjunto alargado de pessoas". Em causa …

Menino de 5 anos convidou todos os colegas do infantário para assistir à sua adoção

Um menino de cinco anos de Michigan, nos Estados Unidos, convidou a sua turma do infantário para testemunhar à sua adoção legal. A criança, identificada como Michael, foi adotada formalmente pela sua nova família na passada …

TDT vai mudar de frequência (outra vez)

A frequência da Televisão Digital Terrestre (TDT) está a ser alterada de forma faseada, o que significa que os portugueses que usem este serviço gratuito de televisão têm de sintonizar novamente os seus recetores e/ou …

Ruas de Águeda entre as "mais bonitas do mundo" para a CNN

As ruas do centro de Águeda, no distrito de Aveiro, decoradas com guarda-chuvas estão entre as 21 mais bonitas de mundo para a emissora norte-americana CNN. A distinção é avançada pelo jornal Público, que dá …

Hospitais vão poder pagar mais a médicos para garantir urgências no Natal

Os hospitais vão poder contratar médicos prestadores de serviço, vulgo tarefeiros, por valores superiores aos de referência durante o Natal e o Ano Novo. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Noel Carrilho, …

Jovem que abandonou bebé no lixo esteve 13 anos institucionalizada em Cabo Verde

A jovem que abandonou o filho recém-nascido no lixo, em Lisboa, esteve institucionalizada durante 13 anos em Cabo Verde. A sua mãe está agora a lutar pela guarda da criança. Numa entrevista ao programa Sexta às …

Último debate. Boris defendeu o Brexit e Corbyn falou da Saúde (pelo menos 15 vezes cada um)

No debate televisivo, transmitido pela BBC, o último antes das eleições da próxima quinta-feira, Boris Johnson defendeu que é o melhor preparado para concretizar o Brexit e terminar com o impasse no processo, prometendo ainda …

No São José, há um doente numa cama 9 meses depois de ter alta. Não tem para onde ir

O Centro Hospitalar Lisboa Central tem diariamente uma média de 70 camas ocupadas com doentes que já deviam ter saído do hospital e há atualmente um caso que espera há nove meses por uma solução. Em …