Bruxelas pede mais eficiência da despesa pública em 2017

European Parliament / Flickr

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia

Bruxelas exige a Portugal uma “estratégia de consolidação clara” no curto prazo, defendendo que “há margem” para aumentar a eficiência da despesa pública, e considera que os riscos para 2017 estão contidos desde que o Governo cumpra o orçamento.

Num comunicado conjunto com o Banco Central Europeu (BCE) sobre a quinta missão de monitorização após o resgate, que decorreu entre 29 de novembro e a passada quarta-feira, a Comissão Europeia exige uma “estratégia de consolidação clara para o curto e médio prazo“, defendendo que “há margem para aumentar a eficiência da despesa pública em Portugal”.

No mês passado, Bruxelas deu luz verde ao Orçamento do Estado para 2017 (OE 2017), mas alertou para um “risco de desvio significativo” do esforço de ajustamento exigido, ainda que por uma “margem estreita”. Hoje, a missão de acompanhamento pós-programa considera que “os riscos estão contidos se o OE 2017 for implementado como previsto”.

Ainda sobre este ano, a Comissão Europeia projeta que o défice seja “ligeiramente superior” aos 2,4% do PIB estimados pelo Governo, “mas ainda consideravelmente abaixo dos 3%”, sem indicar uma estimativa.

Em novembro, quando divulgou as previsões económicas de outono, Bruxelas estimava que o défice orçamental português ficasse nos 2,7% do PIB, acima da meta de 2,5% definida em agosto, quando foi encerrado o processo de sanções.

A Comissão Europeia considera agora que, desde a última missão pós-programa, que se realizou em junho, as autoridades portuguesas “tomaram ações efetivas – sob a forma de cativações – para corrigir o défice excessivo de 2016”, também no seguimento da nova meta do défice definida em agosto pelo Conselho da União Europeia.

Quanto à economia portuguesa, Bruxelas considera que a recuperação é modesta, “apesar de alguns desenvolvimentos positivos”, e continua a estar pressionada por “níveis elevados de dívida no setor público e privado, de crédito malparado e da rigidez dos mercados de trabalho e do produto”.

Bruxelas destaca que o crescimento económico dos primeiros nove meses do ano representa 1,1%, mas prevê que o crescimento do conjunto do ano “fique abaixo do inicialmente previsto” no início de 2016 (1,8%).

A Comissão considera uma recuperação sustentada e reforçada depende da continuação de um ambiente externo positivo, incluindo o turismo, bem como de uma procura interna forte, particularmente proveniente do investimento de um aumento da absorção dos fundos europeus.

Para Bruxelas, “políticas orçamentais prudentes e reformas ambiciosas são a chave para melhorar o crescimento económico potencial de Portugal e a sua resiliência a choques”, sobretudo as provenientes da volatilidade das taxas de juro e das necessidades elevadas de financiamento no médio prazo.

A Comissão refere-se também ao setor bancário, considerando que é necessária uma “abordagem mais ambiciosa” para reduzir o endividamento privado no setor e apelando ao Governo que “avancem decisivamente neste assunto, definindo calendários ambiciosos com objetivos claros”.

Por sua vez, o Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um défice orçamental para Portugal de 2,1% em 2017, afirmando que seria necessário mais 700 milhões de euros em austeridade para atingir a meta prevista pelo Governo, defendendo uma “reforma duradoura” na despesa.

Num comunicado em separado após a quinta missão pós-programa a Portugal, o FMI analisou o Orçamento do Estado para 2017 (OE 2017) e prevê que, com base nas medidas do documento, o défice orçamental desça para 2,1%, abaixo da meta de 1,6% prevista pelo Governo.

 

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Os recifes de coral estão a morrer (e a culpa também é nossa)

Os recifes de coral, um dos ecossistemas mais ameaçados do planeta, estão a morrer. As alterações climáticas são apontadas como o principal fator mortal, mas o aumento da temperatura dos oceanos conta apenas uma parte …

Descoberto uma super-Terra rochosa com 3 sóis vermelhos

O LTT 1445, também conhecido como TIC 98796344, TOI 455, L 730-18 ou BD-17 588, é um trio hierárquico de estrelas anãs vermelhas a aproximadamente 22,5 anos-luz de distância. O mundo recém-descoberto orbita o LTT 1445A, …

A Via Láctea é canibal (e já comeu uma galáxia vizinha)

A nossa Via Láctea comeu uma galáxia gigante há dez mil milhões de anos. Galáxias menores - como a Via Láctea na sua vida anterior - fundem-se e criam as maiores. Ao fazer isso, formam-se …

Bill Gates é o homem mais admirado do mundo. Ronaldo também está na lista

O cofundador da Microsoft já não é o homem mais rico do mundo, mas continua a ser o mais admirado. Cristiano Ronaldo é o 7.º. Na semana passada, Bill Gates perdeu o lugar que ocupava há …

Volvo vai chamar à oficina mais de 500 mil carros até ao fim do ano

O problema detetado no motor dos carros poderá afetar os automóveis a diesel de quatro cilindros, construídos entre 2014 e 2019, nas marcas V40, o V60, V70, S80 e XC60. A Volvo retirou cerca de 70 …

A baunilha é mais cara do que a prata (e há já quem mate pelo "ouro verde")

A baunilha, que era vendida em 2015 por cerca de 90 euros o quilograma, disparou no ano passado para 535 euros, ultrapassando assim o valor da prata. Esta subida que quase sextuplicou o valor da …

"Nova Expo". 300 milhões para requalificar zona ribeirinha entre Pedrouços e Cruz Quebrada

O projeto que vai requalificar a zona ribeirinha entre Pedrouços e Cruz Quebrada conta com um investimento de 300 milhões de euros. À zona ocidental de Lisboa já lhe chamam de "nova Expo". A zona ribeirinha …

Descoberta imensidão de tesouros arqueológicos ao largo da Galiza. São mais de 1.600 objetos

Trabalhos de arqueologia subaquática ao largo das costas galegas permitiram descobrir nas últimas três décadas um total de 1600 objetos arqueológicos. As peças afundaram-se ao longo dos séculos durante inúmeros naufrágios e ali se foram acumulando. …

27 anos depois, Clã anunciam saída de dois elementos

Mais de um quarto do século após a sua formação, a banda do Porto vê dois dos seus elementos fundadores partirem. Os Clã anunciaram a saída de dois dos seus elementos através de um comunicado publicado …

Reduzir o uso de ar condicionado pode ajudar a salvar vidas

Há muitas pessoas a precisar da ajuda preciosa do ar condicionado para sobreviver a temperaturas cada vez mais altas. Contudo, aquele que pensamos ser o nosso maior aliado pode ser, na verdade, o nosso pior …