As contas do FMI chegam sempre atrasadas, diz Marcelo

Etienne Laurent / EPA

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, nas celebrações oficiais do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas em Paris

Marcelo Rebelo de Sousa reagiu às previsões do FMI para a economia portuguesa, que vaticinam um défice de 2,6% no final deste ano, valor acima do previsto pelo governo, considerando que as avaliações da instituição chegam sempre atrasadas.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê que, no final deste ano, Portugal atinja um défice de 2,6%, um valor acima das previsões do governo, mas que melhoram as anteriores estimativas que falavam num défice de 3%.

Apesar disso, Marcelo Rebelo de Sousa rebate as estimativas da instituição internacional e considera que “estes relatórios vêm sempre um pouco atrasados” e que, portanto, não têm ainda em conta os números da última execução orçamental, conforme declarações recolhidas pela Rádio Renascença em Faro.

O Presidente da República destaca estes “são números que acabaram de ser apurados” e que os relatórios estão feitos há mais de um mês, necessitando assim, de “ser atualizados”.

Marcelo também sublinha os dados “francamente bons até outubro” e constata que tem “muita esperança” de que os valores de Novembro confirmem o défice de 2,5% previsto pelo governo no final do ano.

700 milhões e “reforma duradoura”

Para 2017, o FMI prevê um défice de 2,1% considerando que, para ficar no limiar dos 1,6% previstos pelo governo, seria necessário mais 700 milhões de euros em despesa pública, defendendo uma “reforma duradoura” na despesa.

Num comunicado após a quinta missão pós-programa a Portugal, que decorreu entre 29 de novembro e a passada quarta-feira, o FMI analisou o Orçamento do Estado para 2017 (OE 2017) e prevê que, com base nas medidas do documento, o défice orçamental desça para 2,1%, abaixo da meta de 1,6% prevista pelo Governo.

“Alcançar o objetivo do Governo [para 2017] exigiria um esforço estrutural adicional de 0,4% do PIB [ou cerca de 700 milhões de euros]. Um esforço de consolidação baseado em reformas na despesa duradouras, seria mais favorável ao crescimento económico do que reduzir o investimento público”, afirma a equipa liderada por Subir Lall.

Ainda assim, as estimativas do FMI são agora mais otimistas do que eram em outubro, quando a instituição divulgou as últimas previsões referentes a Portugal, prevendo que o défice orçamental português representasse 3% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2016 e 3% em 2017.

A entidade sediada em Washington estima agora que Portugal termine o ano com um défice orçamental de 2,6% do PIB, uma previsão que fica acima dos 2,5% exigidos pela Comissão Europeia e dos 2,4% inscritos no OE 2017.

Ainda assim, o FMI afirma que “as metas orçamentais do Governo para 2016 podem ser alcançadas” e destaca que os “fortes esforços” do executivo para conter o consumo intermédio, juntamente com uma contenção do investimento público, “mitigaram o impacto de uma quebra significativa na receita prevista no défice”.

Por outro lado, o Fundo antevê que a dívida pública atinja os 131% do PIB no final de 2016 e que desça apenas ligeiramente, para 130% do PIB, no próximo ano.

No OE 2017, o Governo prevê que a dívida pública aumente de 129% do PIB em 2015 para 129,7% do PIB este ano, estimando retomar uma trajetória de redução em 2017, para os 128,3%.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E é normal que assim seja pois os dados são nossos e é logico que os nossos organismos estatisticos saibam primeiro e tenham dados mais atualizados.
    Acredito no trabalho deste governo. Não acredito na tese de que austeridade acabou mas acredito que agora a austeridade está distribuida duma forma mais justa.
    Até agora tenho visto um governo empenhado em repôr justiça social. Acredito que uma sociedade desenvolvida não se mede apenas por crescimento da economia (PIB), que de resto, para o governo anterior até interessava pouco, visto que apostou numa estratégia economica de empobrecimento e agravou desigualdades sociais, mas mede-se também por níveis de equilibrio social acentuados. Vejamos a Noruega, tem uma economia mista ( nunca embarcaram em neoliberalismos selvagens á moda de Passos Coelho ). Defendem a economia livre, aberta, mas não abdicam do Estado ser dono de empresas estratégicas mas, têm o cuidado de meter á testa destas empresas pessoas competentes e não do partido a, b ou c, geralmente gentalha incompetente que procura subir na vida colando-se aos partidos.

RESPONDER

Cientistas criam hidrogel que se cura a si mesmo como a pele humana

A carne artificial, que pode vir a ser essencial para futuros desenvolvimentos em robótica e dispositivos médicos, está cada vez mais próxima de se tornar realidade. Cientistas na Austrália criaram um novo material gelatinoso que, asseguram, …

As estranhas "riscas de tigre" de Encélado foram finalmente explicadas

A lua gelada de Saturno, Encélado, tem despertado especial interesse na comunidade científica desde que foi observada em detalhe pela sonda espacial da NASA Cassini em 2005. Agora, uma equipa de cientistas encontrou resposta para …

Nicolas Bourbaki foi o maior matemático de sempre (mas nunca existiu)

Considerado como um dos maiores matemáticos de sempre, Nicolas Bourbaki não passava de um pseudónimo adotado por um grupo de grandes matemáticos, que revolucionou a matemática como a conhecemos. Nicolas Bourbaki está entre os maiores matemáticos …

No aquário do Tennessee, é uma enguia que acende as luzes da árvore de Natal

A enguia Miguel Wattson é a responsável pelo espírito natalício que se vive no Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos. O Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos, encontrou uma forma inusitada de celebrar esta época festiva: …

Há 34 anos, Diana dançou com Travolta. Agora, o seu vestido foi vendido por 261 mil euros

O vestido que a Princesa Diana usou para jantar na Casa Branca, em 1985, foi vendido por mais de 261 mil euros. O vestido azul que a Princesa Diana usou num jantar na Casa Branca, em …

Doentes crónicos com baixo nível de literacia em saúde recorrem mais às urgências

Os doentes crónicos e com um nível de literacia em saúde mais baixo utilizam mais vezes os serviços de urgência hospitalares e dos centros de saúde, bem como as consultas de medicina geral e familiar, …

Ártico viveu em 2019 o segundo ano mais quente em 119 anos

O Ártico viveu em 2019 o seu segundo ano mais quente desde 1900, de acordo com um relatório publicado na terça-feira, aumentando receios de degelo e aumento do nível da água. O Polo Norte está a …

Jardineiro encontra por acaso a obra mais procurada de Gustav Klimt. Estava no galeria onde foi roubada

Um funcionário da galeria de arte Ricci Oddi, na cidade italiana de Piacenza, encontrou por acaso a obra mais procurado do pintor austríaco Gustav Klimt. Estava na própria galeria, onde a obra terá sido roubada …

YouTube reforça políticas contra assédio online

O YouTube anunciou, esta quarta-feira, um conjunto de alterações às políticas que visam combater o assédio que existe na plataforma. O YouTube anunciou esta quarta-feira o reforço das suas políticas contra o assédio online, que preveem …

Deus bebé indiano vence caso em tribunal e reinvindica território sagrado

O Supremo Tribunal Indiano declarou Ram Lalla Virajman, um deus bebé, como o legítimo proprietário de Ayodhya, uma terra no norte da Índia considerada sagrada por muçulmanos e hindus. O tribunal decidiu que o Governo …