Galpgate. PS e PSD aliam-se para legalizar oferta de viagens

Manuel de Almeida / Lusa

Os dois maiores partidos, PS e PSD, juntaram-se para aprovar a lei que regula a aceitação de ofertas de viagens a titulares de cargos políticos.

A notícia é avançada pelo Correio da Manhã. Segundo o jornal, os dois partidos vão permitir a aprovação na especialidade — com a abstenção do PSD — da possibilidade de entidades públicas e privadas convidarem titulares de cargos políticos e públicos, dentro de certas regras.

No caso dos convites feitos por entidades privadas, a aceitação exige que as mesmas tenham “relevância para o cargo” e que o evento em causa esteja relacionado com titular do cargo ou com o exercício das funções. Esta limitação não se aplica a convites feitos por entidades públicas.

Está ainda prevista a obrigação de registar ofertas acima de 150 euros e quem aceitar os convites fica inibido de participar em qualquer decisão ou procedimento que envolva a entidade que fez a oferta, como esclareceu o grupo parlamentar do PS em comunicado.

A aprovação das novas regras poderá ter consequências no arquivamento do inquérito crime que visa os deputados e ex-governantes que aceitaram os convites da Galp para assistir a jogos do Euro 2016 realizados em França.

Esta é a opinião do jurista Rui Pereira ouvido pelo CM. O ex-ministro da Administração Interna considera que os processos, que levaram à demissão de três secretários de Estado do Governo PS, podem ser arquivados. Mesmo em caso de condenações, estas podem ficar sem efeito pela aplicação retroativa da lei mais favorável.

A proposta deverá passar com os votos favoráveis do PS e PCP e a abstenção do PSD, apesar dos votos contra do Bloco de Esquerda, do CDS e do deputado independente Paulo Trigo Pereira.

O grupo parlamentar socialista argumenta que as alterações propostas “não alteram a lei penal sobre esta matéria e não definem nada de inovador sobre os seus conceitos, nem sobre o que já consta do Código do Governo”. O esclarecimento defende que torna “mais exigente e claro o regime de ofertas e hospitalidade e as consequências do seu incumprimento”.

Em dezembro, o Ministério Público decidiu não levar a julgamento os governantes que aceitaram o convite da petrolífera para assistirem aos jogos de Portugal no Euro 2016. No entanto, o pedido foi recusado pelo Tribunal de Instrução Criminal. Na altura, a magistrada responsável pela decisão foi dura na censura ao comportamento dos visados.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. com estas medidas ainda o governo quer combater a corrupçãp.
    porque nao começam eles a dar o exemplo?
    se um funcionario publico nao pode receber prendas, porque razao o pessoal do governo pode?
    todos sabemos que quando ha prendas é porque quem dá quer qualquer coisa em troca.
    assim legalizando, o pessoal do governo pode ser corrupto.
    o mesmo se passa com o financiamento dos particulares aos partidos por causa das eleiçoes. para mim também é corrupçao
    os partidos que arranjassem dinheiro para concorrerem às eleiçoes, nao precisavam de particulares
    é uma pouca vergonha.

Passos Coelho ataca falhas de Costa (e revela que segurou Maria Luís)

O antigo primeiro-ministro Passos Coelho esteve na apresentação do livro de Carlos Moedas no El Corte Inglés, onde aproveitou para criticar António Costa. Passos preferiu falar do passado, lembrando o momento em que esteve perto …

Derrocada em Borba. MP acusa oito arguidos de homicídio e violação de regras de segurança

A acusação contra oito arguidos envolvidos na derrocada da pedreira de Borba, em novembro de 2018, já foi deduzida pelo Ministério Público (MP). A informação foi divulgada, esta quarta-feira, pelo Departamento de Investigação e Ação …

Salários mais baixos da Função Pública sobem 10 euros. Férias não aumentam

Esta quarta-feira, o Governo revelou à Frente Comum que os salários mais baixos da Função Pública vão subir 10 euros, em vez de sete. Em relação aos dias de férias, não há abertura. O Jornal de …

Costa não é Alice no País das Maravilhas, mas levou os "óculos cor-de-rosa" ao debate quinzenal

No primeiro debate quinzenal do ano, António Costa lembrou, um a um, os números da economia do último ano. O episódio que tem manchado as primeiras páginas dos jornais desta semana também marcou presença, ainda …

Os dinossauros tinham sangue quente ou frio? A resposta está escondida nas cascas dos seus ovos

Um dos grandes e antigos mistérios do estudo dos dinossauros é a questão sobre se o seu sangue era quente ou frio. A resposta for encontrada escondida nas cascas dos seus ovos. Tradicionalmente, acreditava-se que os …

Eureka. Trabalhadores foram despedidos e fábrica fechou, mas estão a apresentar nova marca em Milão

A empresa responsável pela marca Eureka Shoes, que fechou as lojas e a fábrica, e despediu 150 trabalhadores em Portugal, está agora a apresentar uma nova marca em Milão. No mês passado, a empresa de calçado …

Tribunal de Contas critica modelo de financiamento do Ensino Superior (e diz que Governo não cumpriu lei de bases)

No seguimento de uma auditoria ao método de financiamento do ensino superior, para o Tribunal de Contas (TdC), entre 2016 e 2018, o modelo de financiamento concretizado pelo governo não cumpriu o estipulado na Lei …

Cientistas encontram no Ébola um aliado inesperado contra os tumores cerebrais

Cientistas encontraram um gene do vírus do Ébola que mostrou ser útil no combate contra os glioblastomas, que são tumores cerebrais que reaparecem após serem eliminados. O gliobastoma é um tumor que cresce e espalha-se depressa …

Estivadores do Porto de Lisboa iniciam greve de três semanas

Os estivadores do Porto de Lisboa iniciam, esta quarta-feira, uma greve de três semanas em protesto contra os salários em atraso e incumprimento dos acordos celebrados por parte da Associação de Empresas de Trabalho Portuário …

Michael Vang. Passou despercebido por Portugal, mas carrega os sonhos de toda uma etnia

Michael Vang é dos pouquíssimos jogadores de origem Hmong a jogar futebol profissionalmente. Agora nos Estados Unidos, o jovem teve uma passagem apagada por Portugal. Os Hmong são um grupo étnico asiático originário das regiões montanhosas …