/

PS vai reverter processo de privatização da TAP

10

O PS advertiu que a privatização da TAP está ainda numa “fase intercalar” e que um Governo socialista fará reverter o processo para garantir que o Estado conservará a maioria do capital da transportadora aérea.

Em conferência de imprensa, esta quinta-feira, o coordenador da bancada socialista para a Economia, Rui Paulo Figueiredo, adiantou também que o PS chamará ao parlamento, com caráter de urgência, o ministro da Economia, Pires de Lima, para dar explicações detalhadas sobre o processo de privatização da TAP.

Estas posições foram assumidas pelo dirigente socialista após o Conselho de Ministros ter anunciado a decisão de vender a TAP ao consórcio Gateway, liderado pelo norte-americano e brasileiro David Neeleman, que está associado ao português Humberto Pedrosa (da Barraqueiro), rejeitando pela segunda vez a proposta de Germán Efromovich (dono da Avianca).

PCP condena venda por “bagatela” de maior exportador nacional

O deputado do PCP Bruno Dias criticou hoje a venda anunciada da TAP por uma “bagatela”, sublinhando tratar-se do “maior exportador nacional”.

“O Governo revela bem ao serviço de que interesses está quando anuncia a venda, por 10 milhões de euros, uma bagatela, do maior exportador nacional. É uma decisão criminosa, uma traição do interesse nacional”, afirmou o tribuno comunista nos passos perdidos do parlamento.

O Governo decidiu hoje vender o grupo TAP, dono da transportadora aérea nacional, ao consórcio Gateway, do empresário norte-americano e brasileiro David Neeleman e do empresário português Humberto Pedrosa, rejeitando pela segunda vez a proposta de Germán Efromovich.

“É mentira, ao contrário do que alguns afirmam, de que não havia alternativa. Havia e há. O PCP apresentou propostas concretas para salvar a companhia de bandeira e a maioria PSD/CDS e, já agora o PS, não disseram uma palavra e fugiram ao debate para outra discussão genéricas”, lamentou.

Bruno Dias condenou ainda o facto de “os recursos aparecerem facilmente e num instante quando se trata de salvar bancos e banqueiros” e de ser “proibido mobilizar recursos para a defesa de um interesse estratégico como é a companhia aérea de bandeira”.

“Isto não é o fim da história, não podemos dar o caso por arrumado. O país e o povo português não podem dar-se ao luxo de atirar a toalha ao chão. Em relação à continuidade deste processo, que tem de ser cancelado e travado, até ao lavar dos cestos é vindima, como diz o povo”, assegurou.

 

/Lusa

10 Comments

  1. O mesmo partido socialista de ANTÓNIO COSTA, 15 anos depois contra GUTERRES .

    Foi A.Guterres quem há 15 anos pela primeira vez quis privatizar a transportadora.
    Porque não? Mais dinheiro dos contribuintes para fazerem greves no verão, páscoa ou no natal? Sabem o que é o interesse público? Não está inscrito no acordo de credores que assinaram?

      • Costuma-se dizer que, “Sem dinheiro não há palhaços”!..
        Mas, também há palhaços que exageram…
        Com esta super-mega-ri-fixe privatização, além de resolverem todos os problemas do país, ainda vamos ficar todos ricos…
        Ou não… mas, a ignorância é mesmo assim…

        • Larachas
          Eu sempre gostei dos palhaços verdadeiros. E não é o circo que os define nem a ignorância, efectivamente.

    • …Não pensem na TAP de há um ano quando deu lucro. Pensem no sorvedouro de dinheiros públicos que tem sido e que agora não pode continuar – Prejuízo colossal.
      Sem dinheiro e sem poder vender quem quereria um Ferrari a apodrecer à porta?

  2. Tu não te cansas de escrever barbaridades!
    Mas quais “dinheiros públicos”?!
    Quando foi a ultima vez em que foram colocados “dinheiros públicos” na TAP?

    • Replicando com a devida vénia o que JAQUIM ali escreveu “Até de borla seria um bom negocio…” Só ver-nos livres da dívida e ela continuar a voar (512KM€) Afinal do relatório de avaliação a TAP inferem-se montantes negativos (-) não sei quantos mihões!
      NOTA- Do estado é dos contribuintes

  3. Os sofistas do partido socialista é que contaminaram (ingerência) a administração do grupo TAP SGPS (Brasil um cancro a 5M€/mês) Colossal…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.