Proteção Civil diz que incêndio em Pedrógão Grande está dominado

Nuno André Ferreira / Lusa

Bombeiros tentam combater o fogo em São Pedro do Sul, Viseu

O incêndio que começou, no sábado passado, em Pedrógão Grande foi dominado esta tarde, disse o comandante operacional, Vítor Vaz Pinto.

A Liga dos Bombeiros Portugueses já anunciou que vai fazer uma “análise exaustiva” sobre tudo o que se passou no combate às chamas do incêndio para corrigir eventuais falhas que se tenham verificado.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da LBP afirmou que a Liga dos Bombeiros “vai fazer um levantamento com todos os operacionais responsáveis que estiveram no terreno”, um trabalho que será feito depois da extinção do incêndio.

Jaime Marta Soares adiantou que este levantamento tem como objetivo fazer “uma análise exaustiva de toda a situação” para se saber aquilo que “foi bem feito e melhor se for possível” e detetar eventuais falhas para as corrigir no futuro.

“É uma atitude normal de quem tem responsabilidade”, sustentou.

O presidente da LBP disse também que têm que ser averiguadas as falhas de comunicação no SIRESP (Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal), avançando que o sistema parou várias vezes, mas desconhece durante quanto tempo.

Uma questão que, segundo Jaime Marte Soares, “a fita do tempo do incêndio” vai esclarecer ao mostrar “o tempo das falhas”.

O mesmo responsável considerou que o SIRESP “foi um contratempo” no sábado, mas “não foi uma falha que possa ter posto minimamente em causa a situação do combate”, tendo em conta que existiram outras “alternativas de comunicações”. “A operação nunca parou e nunca deixou de se atuar”, disse.

Hoje de manhã, o comandante operacional da Proteção Civil, Vaz Pinto, explicou que as falhas de comunicação do sistema SIRESP aconteceram tal como acontecem em qualquer sistema. “Estamos a falar de uma utilização massiva e, naturalmente, por vezes, temos alguns constrangimentos”, disse.

Apesar disso, sublinhou que se tratou de “falhas muito curtas, inferiores a meio ou um minuto e não têm tido influência”.

Num despacho assinado na segunda-feira, o primeiro-ministro pediu esclarecimento urgente sobre o funcionamento da rede SIRESP no incêndio de Pedrógão Grande, questionando se é passível de confirmação que “houve interrupção do funcionamento da rede SIRESP”.

Hoje, Marta Soares afirmou que o fogo teve “origem criminosa” e que o incêndio já estava ativo há cerca de duas horas quando ocorreu a trovoada seca. Entretanto, a Polícia Judiciária já anunciou que quer ouvir o responsável a propósito destas declarações.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma misteriosa ilha em Nova Iorque que quase ninguém pode visitar (e está abandonada)

A menos de 1,6 quilómetros de Manhattan, em Nova Iorque, localiza-se uma misteriosa ilha abandonada há mais de meio século. É preciso ter autorização do New York City Department of Parks and Recreation para visitar …

Israel não vai desperdiçar "oportunidade histórica" para anexar a Cisjordânia

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu voltou a defender hoje a anexação de partes da Cisjordânia nos próximos meses e em prosseguir este polémico plano, apesar do crescente coro de condenações de diversos aliados. Os palestinianos, e …

Zlatan Ibrahimovic lesiona-se e deixa carreira em risco

No treino com vista ao regresso da Liga italiana, Zlatan saiu a coxear do centro de treinos, com os milaneses a explicarem que exames vão determinar se se trata de lesão no gémeo ou tendão …

Há uma orquestra presa num palácio da Alemanha há 75 dias

Um grupo de músicos bolivianos, que pertencem à Orquestra Experimental de Instrumentos Nativos, está confinado no Palácio Rheinsberg, na Alemanha, há cerca de 75 dias devido à pandemia de covid-19. No início de março, os membros da …

Bolsonaro diz ter imagem negativa no exterior porque a imprensa "é de esquerda"

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse hoje que a sua imagem no exterior é negativa porque a imprensa mundial é de esquerda, enquanto falava com apoiantes junto ao Palácio da Alvorada, em Brasília. "A imprensa …

Líderes vodu do Haiti preparam templos para tratar infetados com covid-19

Líderes de vodu do Haiti pediram aos padres da religião afro-caribenha para criar um remédio secreto que servisse de tratamento contra o novo coronavírus. Aos religiosos foi também pedido que preparassem as câmaras sagradas de …

Centros comerciais e lojistas dizem-se preparados para reabrir em junho

Os centros comerciais e lojistas asseguram estar preparados para reabrir em pleno em 1 de junho, apelando à não discriminação face aos restantes espaços de retalho, mas pedem medidas que travem o impacto da pandemia …

Não vai faltar sardinha dentro dos próximos anos, revela investigação

A quantidade de sardinha adulta no mar é mais do que suficiente para os próximos três anos. Os dados científicos confirmam que o stock de sardinha está totalmente recuperado. O último cruzeiro realizado pelo Instituto Português …

Um ano e 20 mil assinaturas depois, Acordo Ortográfico regressa ao parlamento

Um projeto de lei de iniciativa de cidadãos, com 20.669 assinaturas, contra o Acordo Ortográfico (AO), começa esta quarta-feira a ser discutido no parlamento, mais de um ano depois de ter sido entregue. Na agenda de …

Em Inglaterra, 60 clubes podem falir até ao próximo ano

A pandemia de covid-19 pode levar à falência de cerca de 60 clubes dos escalões ingleses mais baixos. O aviso é feito por Phil Hodgkinson, dono do Huddersfield Town, equipa do Championship, a segunda divisão inglesa. "O …