Professor universitário oferece 500 euros por mês ao pai que arrisca perder a filha

Um homem de 50 anos que está em risco de perder a filha de dois anos, para ser entregue para adopção, por não ter condições financeiras, já recebeu como “prendas” de Natal uma casa e um emprego e, agora, um professor universitário oferece-lhe 500 euros por mês.

Esta onda de solidariedade em torno de Armando Sousa, de 50 anos, surge depois de o Jornal de Notícias ter divulgado o seu caso, na passada segunda-feira, 19 de Dezembro, anunciando que o Tribunal de Família do Porto tinha enviado a sua filha de dois anos para adopção, pelo facto de estar desempregado e de viver num quarto de pensão.

Depois disto, um leitor do JN disponibilizou a Armando Sousa um apartamento em Avintes, em Vila Nova de Gaia, de forma gratuita e uma empresa do Porto apresentou-lhe uma oferta de emprego, de acordo com notícia do jornal.

E agora, é um professor catedrático de Lisboa que, comovido com a história, se oferece para doar a este pai 500 euros por mês, durante seis meses, reporta o JN.

Este professor, que não se quer identificar, revela ao JN que a história deixou toda a sua família “em estado de choque” e que é por isso que pretendem, “sem publicidade, ajudar este pai”.

O diário nota que a decisão do Tribunal de Família do Porto, tomada a 6 de Dezembro passado, decretou a adopção da criança e o “fim imediato” das visitas do pai à filha de modo a dar início ao “fim dos laços parentais”.

Uma fonte associada a processos de adopção refere ao jornal que, após a decisão dos juízes, o caso pode decorrer de forma rápida “porque se trata de uma menina com apenas dois anos, muito bonita e de perfeita saúde física e mental, para a qual não faltarão candidatos a pais”.

O advogado de Armando Sousa apresentou recurso da decisão do Tribunal e este pai está agora mais esperançado de que o processo de adopção sofra um recuo, fruto desta onda de solidariedade, e diz no JN que já tem “uma prendinha” para a filha.

“Sonho em entregar-lhe a prendinha, abraçá-la e dar-lhe um beijinho”, confessa.

ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Mas será que o homem já não sofre o suficiente por não ter emprego e por não conseguir tudo o que desejaria à sua filhota? Ainda é castigado por isso, retirando-lhe provavelmente a sua única e maior razão de viver?
    Os tribunais deviam ter alguma vergonha do que fazem. Antes de seguir as leis deviam usar o bom senso e acima de tudo ajudar. A seguir as leis de forma cega, ainda vamos parar ao cúmulo do que se passa em Inglaterra.

  2. Ser pai ou mãe pobre neste país passa a ser crime, parece incrível como é possível tamanha crueldade da justiça e das leis deste país, neste caso ninguém na justiça se preocupou em dar a este pai um mínimo de condições para que pudesse cuidar da sua filha preocuparam-se isso sim em roubar-lha como se este fosse um bandido só porque teve a pouca sorte de ter nascido pobre, os valores, o amor entre outros tudo está a desaparecer deste país e a tornar-nos cada vez mais selvagens e indiferentes, se foi de facto para isto o 25 de Abril ,maldito dia!.

  3. Os Pais imigrantes que vem para o nosso país são ajudados em tudo. Dinheiro, casa e acho que alguns nem trabalham. Este nosso irmao portugues é tratado pior que um cão!!! Façamos alguma coisa para mudar isto!!!

Sondas da missão a Mercúrio vão passar pela Terra (e vão ser visíveis a olho nu)

A missão conjunta europeia e japonesa BepiColombo está a caminho de Mercúrio. Porém, para chegar lá, terá de passar novamente pela Terra. Este evento acontecerá em 10 de abril e as pessoas nas latitudes do sul …

Xiaomi lança máscara elétrica que carrega via USB

A pandemia de Covid-19 tem impulsionado o surgimento de alguns recursos melhorados para fazer face ao combate do novo coronavírus. É o caso da nova máscara de esterilização elétrica da Xiaomi, que carrega via USB. A …

Em paradeiro incerto, ministra da Guiné-Bissau diz correr perigo de vida

Ruth Monteiro, ministra da Justiça e dos Negócios Estrangeiros no Governo da Guiné-Bissau deposto no golpe do dia 27 de fevereiro, está em parte incerta e diz correr perigo de vida. De acordo com o semanário …

Ovelhas e bactérias estão a ajudar a combater o coronavírus

Anticorpos que podem ajudar a combater o SARS-CoV-2, o vírus que causa a covid-19, estão a ser testados em ovelhas. Estes podem ser usados para desenvolver testes de diagnóstico. O SARS-CoV-2, o vírus que causa a …

Marcelo sai uma vez por semana, usa máscara e luvas nas compras (e passa a Páscoa em Belém)

O Presidente da República afirmou este sábado que, para se proteger do surto de covid-19, só sai em trabalho uma vez semana, usa máscara nas compras e vai passar a Páscoa confinado no Palácio de …

A procura por sumo de laranja está a disparar (e a culpa é do coronavírus)

A procura por sumo de laranja tem disparado nos últimos tempos, muito devido à pandemia de covid-19. As pessoas querem reforçar o seu sistema imunitário. Já quase ninguém está indiferente à ameaça da pandemia de covid-19, …

Nove pessoas com covid-19 curadas após receberem plasma de doentes recuperados

Pelo menos nove pessoas internadas nos cuidados intensivos em Itália com covid-19 já foram curadas, depois de receberem plasma de pacientes recuperados. De acordo com o jornal italiano Corriere della Sera, os doentes receberam o plasma …

Grace tem seis anos e pode ser a autora mais nova de sempre de um artigo científico

Uma menina de seis anos, que vive na Austrália, pode ser a autora mais nova de sempre a ter um artigo científico publicado numa revista da especialidade. Grace Fulton tem uma enorme paixão por animais e, …

Geco encheu Lisboa com autocolantes (e a polícia de Roma está a pedir ajuda para o encontrar)

A polícia de Roma está a pedir ajuda à Associação Vizinhos de Lisboa para encontrar o graffiter Geco, cujas pinturas e autocolantes se podem ver por toda a capital portuguesa, e que está em investigação …

TikTok "esconde" publicações de pessoas feias e pobres para atrair novos utilizadores

O TikTok deu indicações aos seus moderadores para 'esconder' as publicações de utilizadores feios, pobres ou com deficiências. As suas audiências eram manipuladas para que os seus vídeos fossem vistos por menos pessoas. Antes conhecido como …