/

Problema com lote da Janssen obriga a suspender modalidade “casa aberta” na vacinação

Kamil Krzaczynski / AFP

A task force decidiu suspender a modalidade “casa aberta” da vacinação contra a covid-19 devido à “suspensão de um lote de vacinas da marca Janssen”.

A modalidade “casa aberta” para a vacinação foi suspensa devido à redução da disponibilidade de vacinas, na sequência da interrupção de um lote da marca Janssen, anunciou esta quinta-feira a task force.

“Tendo em conta a suspensão de um lote de vacinas da marca Janssen (…) e a consequente redução na disponibilidade de vacinas, foi decidido suspender, de imediato, a modalidade ‘casa aberta'”, lê-se na nota da task force enviada às redações, que acrescenta que esta modalidade será retomada “logo que possível”.

A modalidade “casa aberta” permite que qualquer pessoa a partir de uma determinada idade, fixada pelas autoridades de saúde, possa deslocar-se a um posto e ser vacinado sem ter marcação. Esta modalidade estava disponível para pessoas com 40 ou mais anos desde quarta-feira.

O Infarmed anunciou estar a investigar a qualidade das vacinas da Janssen disponibilizadas no Centro de Vacinação Covid-19 de Mafra, depois de alguns utentes terem desmaiado após a toma da vacina.

Segundo a autoridade de saúde, “não foram reportados, até à presente data, suspeitas de defeito de qualidade deste lote noutros centros de vacinação em que o mesmo está a ser utilizado”.

“O Infarmed decidiu dar início a um processo de investigação da qualidade das unidades remanescentes da vacina naquele local de vacinação, assim como suspender este lote até as devidas averiguações estarem concluídas”, lia-se na nota de imprensa.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE