/

Infarmed suspende lote da vacina da Johnson após reação adversa em Mafra

Joseph Prezioso / AFP

O Infarmed anunciou, esta quarta-feira, que está a investigar a qualidade de vacinas da Janssen disponibilizadas no Centro de Vacinação Covid-19 de Mafra depois de utentes terem desmaiado.

A Autoridade Nacional de Medicamentos e Produtos de Saúde – Infarmed – decidiu suspender um lote da vacina Janssen, da Johnson & Johnson, depois de ter sido notificada de “casos de reações adversas”.

Num curto comunicado enviado às redações, a autoridade nacional do medicamento explica que as medidas surgem “no seguimento dos casos de reações adversas (síncope), notificados com a vacina da Janssen, no centro de vacinação de Mafra”.

“O Infarmed decidiu dar início a um processo de investigação da qualidade das unidades remanescentes da vacina naquele local de vacinação, assim como suspender este lote até as devidas averiguações estarem concluídas”, lê-se na nota.

Os casos reportados foram todos no centro de vacinação em Mafra e, acrescenta o Infarmed, não foram até ao momento reportadas “suspeitas de defeito de qualidade deste lote noutros centros de vacinação em que o mesmo está a ser utilizado”.

A autoridade remete mais esclarecimentos para mais tarde. “O Infarmed fornecerá mais informações assim que possível.”

Os últimos números oficiais indicam que mais de 42% dos portugueses já têm a vacinação completa e 60% já tomou pelo menos uma dose.

  // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE