Primo de Sócrates garante que o dinheiro que tinha nas contas era seu

José Sena Goulão / Lusa

O primo de José Sócrates, José Paulo Pinto de Sousa,

José Paulo Pinto de Sousa, primo de José Sócrates e arguido na Operação Marquês, afirmou ao juiz que era dono do dinheiro que o Ministério Público diz pertencer ao antigo primeiro-ministro, segundo fonte ligada ao processo.

Pinto de Sousa esteve esta terça-feira mais de seis horas a ser interrogado no Tribunal Central de Instrução Criminal, em Lisboa, na fase de instrução do processo, dirigida pelo juiz Ivo Rosa, contestando a versão do Ministério Público que acredita serem de Sócrates os milhões que aquele movimentou em várias contas bancárias, algumas na Suíça.

Para o MP, José Paulo Pinto de Sousa, que está acusado de dois crimes de branqueamento de capitais, em coautoria com José Sócrates, Ricardo Salgado, Helder Bataglia e Carlos Santos Silva, aceitou, a troco de dinheiro e a pedido do antigo primeiro-ministro, que várias contas bancárias, algumas sediadas na Suíça, fossem utilizadas para movimentar fundos do ex-governante, com o objetivo de ocultar a origem e o destinatário.

Os movimentos terão sido feitos entre 2006 e 2007, segundo detalha o jornal Público.

O MP acredita que José Paulo Pinto de Sousa entregou nove milhões de euros ao antigo primeiro-ministro através de várias contas offshore, sendo o seu primeiro “testa de ferro”, antes do amigo de ambos e também arguido Carlos Santos Silva.

O arguido contraria a posição do MP e, segundo a fonte, disse que o dinheiro que depositou em Portugal, nomeadamente em contas do BES, era seu e não do primo.

Primeiro interrogatório em Portugal

Esta foi a primeira vez que o arguido foi interrogado pessoalmente em Portugal, já que durante a investigação o MP só o conseguiu questionar através de carta rogatória enviada para Angola e depois de ultrapassadas algumas dificuldades na sua localização.

Joaquim Barroca, ex-administrador do Grupo Lena, é o último arguido do processo a ser ouvido em tribunal, em 18 de fevereiro.

A Operação Marquês conta com 28 arguidos – 19 pessoas e nove empresas – e está relacionada com a prática de mais de 150 crimes de natureza económico-financeira. Sócrates está acusado de crimes de corrupção passiva de titular de cargo político, branqueamento de capitais, falsificação de documentos e fraude fiscal qualificada.

No processo da Operação Marquês foram ainda acusados, entre outros, o empresário Carlos Santos Silva (apontado como “testa de ferro” de Sócrates), o ex-administrador do Grupo Lena Joaquim Barroca, Zeinal Bava, ex-presidente executivo da PT, Armando Vara, antigo deputado e ministro e ex-administrador da CGD, Henrique Granadeiro (ex-gestor da PT) e José Paulo Pinto de Sousa (primo de Sócrates).

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Para que não hajam duvidas é fazer o levantamento da vida deste gajo desde que nasceu para se ver de onde vem o dinheiro que ele diz que é dele… estão á espera de quê?

    • É uma hipótese. Pode ser dinheiro que o Socas ganhou a fazer projetos na Cova da Beira. Pode ser resultante de prémios monetários de melhor aluno ao domingo. Pode ser dinheiro do monopólio. Há várias hipóteses sobre a mesa. Nesta fase estão a tentar aferir qual é a hipótese que o Juiz está disponível para engolir.

RESPONDER

Igreja não divulga números sobre abusos sexuais de menores

Embora a Igreja Católica refira que se tem empenhado na prevenção e combate das situações de abuso sexual de menores pelos membros, continua a não haver uma sistematização em Portugal dos casos denunciados juntos das …

Odemira. Problema não está nos contentores, mas sim "nas aldeias"

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, considera que o problema de Odemira reside "nas aldeias, onde são alugadas casas sem condições". Em entrevista à Visão, Maria do Céu Albuquerque, ministra da Agricultura, falou do …

19 anos depois, Ellen Degeneres diz adeus ao seu programa de televisão

O The Ellen DeGeneres Show vai terminar em 2022. O anúncio foi feito pela própria apresentadora, Ellen DeGeneres, na quarta-feira. A 19.ª temporada do talk show será a última do programa, que está no ar desde …

Calamidade até 30 de maio. Champions com lugares marcados, teletrabalho até ao final do mês

Após a reunião do Conselho de Ministros desta quinta-feira, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, anunciou que o país continuará em situação de calamidade até 30 de maio. Acompanhada pelo secretário de Estado das …

Greve da Função Pública "não interfere" com negociações, diz Governo

A Frente Comum marcou para o dia 20 uma greve dos trabalhadores da Administração Pública para exigir um aumento dos salários, a valorização das carreiras e a revogação do sistema de avaliação de desempenho dos …

Estado recebeu 671 milhões do Banco de Portugal em 2020

Em ano de pandemia, o Banco de Portugal (BdP) deu 671 milhões de euros em dividendos ao Estado, segundo os dados divulgados, esta quinta-feira, pelo supervisor da banca. No Relatório do Conselho de Administração de 2020, …

Pedrógão Grande. Testemunha afirma que Câmara a aconselhou a mudar a morada fiscal

A proprietária de uma segunda habitação reconstruída após o incêndio de 2017, em Pedrógão Grande, disse esta quinta-feira que alterou a sua morada fiscal a conselho de um "senhor Bruno", da Câmara Municipal. O julgamento das …

Corrida aos combustíveis. Ciberataque a oleoduto provoca pânico nos EUA

Quase dois terços dos postos de gasolina do sudeste dos Estados Unidos registam escassez de combustível, depois de um ciberataque à maior rede de oleodutos do país ter obrigado a suspender as operações desde sexta-feira. A …

Cecília Meireles sente "enorme tristeza" por ver CDS com 1% nas sondagens

A deputada centrista abordou vários temas numa entrevista, publicada esta quinta-feira, desde a queda do CDS nas sondagens ao seu lugar de deputada na Assembleia da República. Numa entrevista à rádio Renascença e ao jornal Público, …

"Chernobyl do século XXI." Pandemia de covid-19 poderia ter sido evitada, dizem especialistas

A pandemia de covid-19 podia ter sido evitada e o mundo deve aprender com os erros que não permitiram travar a disseminação do vírus, conclui um novo relatório, divulgado esta quarta-feira. A pandemia de covid-19 poderia …