/

Primeiro caso suspeito de Covid-19 na Madeira

eneas / Flickr

A região autónoma da Madeira anunciou este sábado o primeiro caso suspeito de coronavírus Covid-19 no arquipélago. O suspeito chegou de viagem, tendo estado em Milão.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

De acordo com semanário Expresso, o paciente em causa chegou de Milão e foi validado como o primeiro caso suspeito na Madeira de infeção por Covid-19. Foi atendido no hospital central do Funchal, onde está internado em isolamento.

“Foi validado hoje um caso suspeito de infeção pelo novo coronavírus na Região Autónoma da Madeira, após avaliação clínica e epidemiológica pelas autoridades de saúde. Trata-se de um doente proveniente de Milão, que foi encaminhado para o hospital Nélio Mendonça. O doente permanecerá em isolamento hospitalar e serão realizadas colheitas de amostras biológicas para análises”, lê-se no comunicado do Instituto de Administração da Saúde da Madeira.

Em Portugal, ainda não há infetados confirmados. O primeiro caso suspeito de infeção por coronavírus no arquipélago dos Açores, detetado na ilha Terceira, teve resultado negativo.

Nas últimas 24 horas foram registados 7 novos casos suspeitos de infecção. Foram apurados 59 casos suspeitos desde o início do surto, sendo todos dados como negativos.

Estados Unidos registam primeira morte

Uma pessoa morreu infetada pelo coronavírus Covid-19 no condado de King, segundo avançou o Departamento de Saúde do Estado de Washington, nos Estados Unidos. Não foram revelados detalhes sobre o caso.

Dois norte-americanos foram diagnosticados com coronavírus, apesar de estes não teres viajado para o estrangeiro nem terem estado em contacto com pessoas contaminadas.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), há 59 pessoas infetadas por Covid-19 nos Estados Unidos. Os casos incluem três pessoas evacuadas da cidade chinesa de Wuhan, epicentro do surto, 14 pessoas infectadas ou os seus cônjuges que regressaram de outras regiões da China e 42 passageiros do navio Diamond Princess, que foram transferidos para bases militares dos EUA na Califórnia e Texas para estar em quarentena.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou, na sua conta do Twitter, uma conferência de imprensa para este sábado para abordar a questão do coronavírus.

A epidemia já matou cerca de três mil pessoas em todo o mundo.

PUBLICIDADE

  ZAP //

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.