Primeira quinzena de desconfinamento foi “muito positiva”

António Cotrim / Lusa

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita

A primeira quinzena da situação de calamidade, decretada pelo Governo devido ao covid-19, decorreu de forma “muito positiva”, avalia a Estrutura de Monitorização da Situação de Calamidade.

“O balanço da primeira quinzena da situação de calamidade e dos primeiros dois dias do segundo período merecem uma avaliação muito positiva”, disse o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, após uma reunião da Estrutura.

No balanço da última quinzena, o ministro lembrou que foram feitos 83 mil testes ao Covid-19 em lares e 26 mil testes a trabalhadores das creches, com o número de casos positivos nestes profissionais a rondar os 0,3%.

O grupo de monitorização faz o acompanhamento da situação de calamidade e junta representantes das forças e serviços de segurança e da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, além de uma dezena de secretários de Estado, e é coordenado pelo ministro.

No final da reunião, Eduardo Cabrita disse aos jornalistas que a população aderiu à regra de limite de circulação, respeito pelo distanciamento social e uso de equipamentos de proteção, o que permitiu para uma “evolução positiva dos dados da situação epidemiológica”.

Numa altura em que recomeçaram as aulas presenciais para alunos do 11.º e 12.º anos, que levou a que 200 mil pessoas regressassem à atividade (160 mil estudantes, 29 mil professores e 30 mil assistentes operacionais), o ministro lembrou também a reabertura de creches com “sentimento generalizado de segurança” e a “reabertura com confiança do setor da restauração”.

Eduardo Cabrita frisou que é preciso agora “consolidar os passos dados” e disse que as forças de segurança voltaram a centrar-se na sensibilização das pessoas para as novas regras e considerou como residuais as violações dessas regras.

Especialmente tendo em conta a primeira quinzena da situação de calamidade, que terminou há dois dias (domingo), houve 61 casos de sanções por falta de máscara nos transportes públicos, 1.800 casos de chamadas de atenção em serviços públicos ou estabelecimentos comerciais e 24 detenções, tudo sinal de que os portugueses “acataram” as novas regras, nas palavras do ministro.

Eduardo Cabrita disse também que foram feitos até agora 37 voos que trouxeram material de proteção individual, especialmente da China, faltando apenas completar esta fase os mais de 500 ventiladores ainda naquele país.

No balanço, o ministro lembrou também a contribuição a GNR na desinfeção de ambulâncias e lares e creches (120) e das Forças Armadas, que distribuíram equipamentos de proteção individual em 530 escolas secundárias

A Estrutura de Monitorização da Situação de Calamidade junta os secretários de Estado das áreas da Economia, dos Negócios Estrangeiros, da Presidência do Conselho de Ministros, da Defesa Nacional, da Justiça, da Administração Pública, da Educação, da Segurança Social, da Saúde, do Ambiente, das Infraestruturas e Habitação e da Agricultura.

 

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Revelada causa da morte de 300 elefantes no Botsuana

O Governo do Botsuana anunciou, esta segunda-feira, que uma cianobactéria foi a causa da misteriosa morte de cerca de 300 elefantes no Botsuana em meados deste ano. A causa da morte dos paquidermes foi determinada após …

Cavani: brasileiros com milhões... mas pessimistas

O Grémio estabelece quatro parcerias para contratar o uruguaio. No entanto, a direção do clube não acredita que Cavani se vai mudar para Porto Alegre. "Na vida, se não conversas, nada sabes. Até pode surgir uma …

Ministério da Saúde indiano sem dados sobre médicos que morreram de covid-19. Associação fala em 382 óbitos

Depois de o Ministério da Saúde indiano ter afirmado esta semana que o não dispõe dos dados sobre os profissionais de saúde que morreram devido à covid-19, a Associação Médica do país publicou uma lista …

Chega apresenta proposta que prevê castração química para pedófilos

O projeto de revisão constitucional do Chega, entregue hoje no parlamento, prevê a remoção dos órgãos genitais a criminosos condenados por violação de menores, algo que em si mesmo encerra dúvidas de conformidade com a …

Fluminense: as derrotas pós-Evanilson e as quatro ausências de Fred

O reforço do FC Porto deixou a equipa brasileira que, desde essa transferência, contabiliza mais derrotas do que vitórias. A instabilidade de Fred não ajuda. Portugal continua mais atento ao Flamengo do que ao Fluminense, mesmo …

MP suíço pede 28 meses de prisão para presidente do PSG e 3 anos para Valcke

O Ministério Público suíço pediu, esta terça-feira, uma pena de 28 meses de prisão para Nasser Al-Khelaïfi, presidente do Paris Saint-Germain, e de três anos para Jérôme Valcke, antigo número dois da FIFA. Trata-se dos primeiros …

Empresa japonesa cria lâmpada UV inócua para humanos que inativa coronavírus

Uma empresa japonesa desenvolveu uma lâmpada de radiação ultravioleta que inativa o novo coronavírus, recorrendo a um comprimento de onda que um estudo científico diz ser inócuo para os seres humanos. A lâmpada Care 222 foi …

Trump pede à ONU atribuição de sanções à China por ter "ocultado factos relevantes"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, exortou hoje as Nações Unidas a “pedirem responsabilidades à China” pela sua atuação na fase inicial da expansão da pandemia de covid-19. Na sua intervenção durante o debate geral da …

Há um "clima de medo e insatisfação" nas Forças Armadas, diz Associação de Sargentos

O presidente da Associação Nacional de Sargentos (ANS), Lima Coelho, disse à Rádio Renascença que se vive um "clima de medo e insatisfação nas Forças Armadas", que inclui ameaças, avaliações injustas, demora excessiva das reclamações …

Teletrabalho e questões ambientais são prioridade para o PS no início da sessão legislativa

A líder parlamentar do PS afirma que duas das principais prioridades da sua bancada no início da presente sessão legislativa vão passar pela regulamentação do teletrabalho e pela aprovação de uma lei de bases do …