Presidente de Israel encarregou Netanyahu de formar novo Governo

D. Myles Cullen / CJCS

Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu

O Presidente de Israel encarregou o primeiro-ministro cessante de formar um novo Governo, depois das eleições legislativas que prolongaram o impasse político no país do Médio Oriente.

“A responsabilidade de formar o próximo Governo é concedida ao primeiro-ministro e líder do Likud, Benjamin Netanyahu“, declarou a Presidência em comunicado.

Logo depois deste anúncio, Netanyahu pediu a Benny Gantz, líder da coligação centrista Azul e Branco, para se juntar ao seu partido num Governo de união nacional.

A comissão eleitoral israelita tinha previamente divulgado os resultados definitivos das legislativas de 17 de setembro, que dão mais um deputado ao Likud do que anteriormente, mas não alteram a situação de impasse político em Israel.

O Likud, de direita, consegue assim 32 deputados, enquanto a coligação centrista Azul e Branco fica com 33 lugares no Parlamento (Knesset, 120 assentos). A maioria no Knesset é conseguida com 61 deputados, e as alianças permitem a Netanyahu um total de 55 deputados e a Gantz 54.

Dez dos 13 deputados eleitos pela Lista árabe unida, a terceira força política após o recente escrutínio, comprometeram-se em apoiar a candidatura de Gantz para primeiro-ministro, mas sem se comprometeram a participar no próximo Governo.

O chefe de Estado tem defendido um governo “estável” e de união e realizou no domingo e segunda-feira consultas com os partidos eleitos para o Parlamento para conhecer as suas recomendações sobre a escolha da pessoa que será encarregada de formar um futuro Executivo.

Gantz e Netanyahu apelaram ambos a um governo de união, mas cada um deles quer liderar a eventual coligação.

As anteriores Legislativas, em abril, tiveram um resultado semelhante e Netanyahu não conseguiu formar Governo, o que levou à dissolução do Parlamento e à realização do escrutínio da semana passada.

O presidente Rivlin prometeu tudo fazer para evitar uma terceira eleição.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …

Os glaciares da Nova Zelândia estão a mudar de cor

À medida que o Hemisfério Sul entra no verão, acontece uma temporada catastrófica de incêndios florestais na costa leste da Austrália. Há casas destruídas, coalas a morrer e um fumo espesso que cobre o estado …

Não se irrite. Fisco vai comunicar de forma mais clara

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai lançar um serviço de apoio e defesa ao contribuinte que usará uma linguagem mais simples e clara. A alteração é inspirada num modelo britânico. A Autoridade Tributária e Aduaneira vai …

Juiz Rui Rangel justificou ganhos com direitos de autor de programa televisivo

O juiz afirmou, perante o plenário do Conselho Superior da Magistratura, que os ganhos fora da magistratura correspondiam a direitos de autor de um programa na televisão. O juiz Rui Rangel, que foi demitido da magistratura esta …

Governo faz ultimato: empresas têm 30 dias para regularizar fundos europeus parados (ou devolver dinheiro)

O Governo vai dar 30 dias para que as empresas que têm fundos comunitários parados regularizem a situação. Findo esse período, terão de devolver o dinheiro. José Mendes, secretário de Estado do Planeamento, garantiu, em entrevista …

Pelo menos 58 mortos em naufrágio ao largo da Mauritânia

Pelo menos 58 pessoas morreram, esta quinta-feira, num naufrágio ao largo da costa da Mauritânia. Pelo menos 58 migrantes morreram num naufrágio ao largo da costa da Mauritânia, anunciou a Organização Internacional para as Migrações (OIM). …

Sá Carneiro, hipocrisia e maçonaria. Após troca de ataques, candidatos à liderança do PSD concordaram (mas pouco)

Os três candidatos à liderança do PSD trocaram esta quarta-feira acusações de hipocrisia e de maus resultados em diferentes momentos da história do partido, com Luís Montenegro e Miguel Pinto Luz a negarem pertencer à …