Portugal vence Polónia nos penalties e está nas meias

Guillaume Horcajuelo / EPA

Danilo, Eliseu, Ronaldo, Quaresma, festejam o apuramento de Portugal para as meias-finais do Euro 2016 frente à Polónia

Danilo, Eliseu, Ronaldo, Quaresma, festejam o apuramento de Portugal para as meias-finais do Euro 2016 frente à Polónia

No Estádio Vélodrome, em Marselha, Rui Patrício defendeu o remate de Blaszczykowski, naquele que foi o único penálti desperdiçado pelos polacos, e de seguida Quaresma confirmou a continuidade da seleção nacional na prova, não tremendo perante Fabianski.

Antes, Lewandowski tinha colocado a Polónia na frente, logo aos dois minutos, mas Renato Sanches, com o seu primeiro golo com a camisola de Portugal, refez, aos 33, a igualdade, resultado que se manteve durante o resto do tempo regulamentar e no prolongamento.

A seleção lusa chega pela quinta vez às meias-finais de um Campeonato da Europa, desta feita sem ter vencido qualquer jogo durante os 90 minutos, nem perdido, numa altura em que Fernando Santos contínua imbatível em jogos oficiais.

A selecção nacional leva agora 12 jogos oficiais sem perder.

Ao contrário do que aconteceu com a Croácia, desta vez o jogo teve oportunidades de golo, defesas do guarda-redes e emoção, tendo ficado a ideia de que Portugal podia ter resolvido a passagem ainda durante o tempo regulamentar.

Cristiano Ronaldo, que desta vez não falhou da marca de grande penalidade, teve duas ocasiões soberanas para resolver a questão, durante a segunda parte, mas em ambas acertou mal na bola.

Não houve muito Ronaldo, mas houve muito Renato Sanches, sobretudo na primeira parte, e muito Pepe.

Pela primeira vez titular, o médio de 18 anos foi crucial na recuperação da equipa portuguesa após o golo madrugador de Lewandowski.

Além do golo marcado, Renato Sanches encheu o campo, puxou pela equipa e levou-a para a frente.

Na segunda parte, talvez também por estar demasiado ‘preso’ às laterais, Sanches desapareceu um pouco, mas entrou em cena Pepe.

O central do Real Madrid até iniciou mal a partida, mas acabou por ser uma ‘muralha’ na defensiva lusa até aos penáltis, não dando hipóteses aos polacos de ‘alvejarem’ a baliza de Rui Patrício.

O antigo jogador do FC Porto foi também chamado muitas vezes para ‘socorrer’ Eliseu no lado esquerdo.

O lateral do Benfica, que apareceu no lugar do lesionado Raphael Guerreiro, voltou a mostrar-se com pouco ritmo competitivo, tal como tinha acontecido com a Hungria.

Miguel A. Lopes / Lusa

Rui Patrício defendeu o penalty que deu o apuramento de Portugal para as meias-finais do Euro 2016 frente à Polónia

Rui Patrício defendeu o penalty que deu o apuramento de Portugal para as meias-finais do Euro 2016 frente à Polónia

Um jogo de nervos (controlados)

O jogo começou praticamente com o golo de Lewandowski, aos dois minutos, num lance com muitas culpas para a defensiva portuguesa.

Cedric deixou a bola passar no lado direito e Grosicki cruzou para o avançado do Bayern Munique, que apareceu completamente solto na área.

Depois de o árbitro não ter assinalado uma grande penalidade clara sobre Ronaldo, Sanches recolocou Portugal na partida, aos 33 minutos. Depois de combinar com Nani, o jogador de 18 anos rematou de pé esquerdo à entrada da área e, com a ajuda de um desvio, bateu Fabianski.

Com o empate, o encontro perdeu ritmo, a seleção lusa juntou as suas linhas e impôs a toada que quis, entregando mais bola aos polacos, mas procurando sempre sair em contra-ataque.

Cedric esteve perto de marcar, com um remate de longe, que passou bem perto da baliza dos polacos, mas o prolongamento e os penaltis podiam ter sido evitados se Ronaldo estivesse numa noite inspirada.

Primeiro, em boa posição, acertou nas malhas lateiras, e depois, já com João Moutinho em campo (rendeu Adrien Silva), falhou completamente a bola, após belo passe do médio do Mónaco.

Antes do prolongamento, Fernando Santos colocou Ricardo Quaresma no lugar de João Mário, e Jedrzejcayk ficou a centímetros de um autogolo e ‘oferecer’ a Portugal a passagem.

Como era esperado, as duas equipas ainda baixaram mais as linhas, começaram a arriscar ainda menos e o jogo tornou-se algo aborrecido.

Destaque ainda para a entrada de Danilo para o lugar de William Carvalho e para a invasão de campo de um adepto, à procura de Ronaldo.

Na decisão final por penalties, Ronaldo, Renato Sanches, Moutinho, Nani e Quaresma não falharam, transformando em golo todos os pontapés da m arca de grande penalidade.

E Rui Patrício fez a grande defesa da noite, perante Blaszczykowski, abrindo as portas das ‘meias’ à selecção nacional

Miguel A. Lopes / Lusa

Ricardo Quaresma marcou o penalty decisivo no o apuramento de Portugal para as meias-finais do Euro 2016 frente à Polónia

Ricardo Quaresma marcou o penalty decisivo no o apuramento de Portugal para as meias-finais do Euro 2016 frente à Polónia

QUARTOS-DE-FINAL

Polónia – Portugal, 1-1 (3-5 GP)
País de Gales – Bélgica – Sexta-feira 1 Julho, 20h00 (Lille)
Alemanha – Itália – Sábado 2 Julho, 20h00 (Bordéus)
França – Islândia – Domingo 3 Julho, 20h00 (Saint-Denis)

ZAP / Futebol 365

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …

Os glaciares da Nova Zelândia estão a mudar de cor

À medida que o Hemisfério Sul entra no verão, acontece uma temporada catastrófica de incêndios florestais na costa leste da Austrália. Há casas destruídas, coalas a morrer e um fumo espesso que cobre o estado …

Não se irrite. Fisco vai comunicar de forma mais clara

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai lançar um serviço de apoio e defesa ao contribuinte que usará uma linguagem mais simples e clara. A alteração é inspirada num modelo britânico. A Autoridade Tributária e Aduaneira vai …

Juiz Rui Rangel justificou ganhos com direitos de autor de programa televisivo

O juiz afirmou, perante o plenário do Conselho Superior da Magistratura, que os ganhos fora da magistratura correspondiam a direitos de autor de um programa na televisão. O juiz Rui Rangel, que foi demitido da magistratura esta …

Governo faz ultimato: empresas têm 30 dias para regularizar fundos europeus parados (ou devolver dinheiro)

O Governo vai dar 30 dias para que as empresas que têm fundos comunitários parados regularizem a situação. Findo esse período, terão de devolver o dinheiro. José Mendes, secretário de Estado do Planeamento, garantiu, em entrevista …

Pelo menos 58 mortos em naufrágio ao largo da Mauritânia

Pelo menos 58 pessoas morreram, esta quinta-feira, num naufrágio ao largo da costa da Mauritânia. Pelo menos 58 migrantes morreram num naufrágio ao largo da costa da Mauritânia, anunciou a Organização Internacional para as Migrações (OIM). …

Sá Carneiro, hipocrisia e maçonaria. Após troca de ataques, candidatos à liderança do PSD concordaram (mas pouco)

Os três candidatos à liderança do PSD trocaram esta quarta-feira acusações de hipocrisia e de maus resultados em diferentes momentos da história do partido, com Luís Montenegro e Miguel Pinto Luz a negarem pertencer à …