/

Portugal regista 3.162 novos casos e seis mortes

Jaime Reina / EPA

Este sábado, Portugal registou 3.162 novos casos e seis mortes na sequência da infeção por covid-19.

Segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), foram registados, nas últimas 24 horas, mais 3.162 casos e seis mortes. Este sábado é o quarto dia consecutivo com o número de novas infeções acima dos três mil.

A região de Lisboa e Vale do Tejo é a que regista maior número de infeções, sendo responsável por 1.407 dos novos casos. Segue-se o Norte, com 1.047 infeções, o Algarve com 320, o Centro com 251, o Alentejo com 75, os Açores com 53 e a Madeira com 9.

Das seis mortes registadas nas últimas 24 horas, três ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, duas no Algarve e uma na zona Centro.

Há agora 632 pessoas internadas no país devido à covid-19 (mais 15 do que na sexta-feira). Destas, 144 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (mais três do que ontem).

O número de internados é o maior desde 28 março. Quanto ao de internamentos em cuidados intensivos, é o maior desde 27 março.

Na chamada matriz de risco, a nível nacional, Portugal está com uma incidência a 14 dias de 272,0 casos por 100 mil habitantes e um índice de transmissibilidade R(t) de 1,18.

No continente, a incidência está agora nos 280,5 casos de infeção e o índice de transmissibilidade R(t) é de 1,19.

Este sábado, os restaurantes em concelhos de risco elevado ou muito elevado vão passar a ter de exigir certificado digital ou teste negativo à covid-19 a partir das 15h30 para refeições no interior dos estabelecimentos.

A medida, aprovada em Conselho de Ministros na quinta-feira, aplica-se apenas às mesas no interior dos restaurantes, segundo referiu a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, sendo o certificado digital ou o teste negativo exigido a partir das 19h00 de sexta-feira e aos fins de semana e feriados.

  Liliana Malainho, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE