/

Governo quer que Portugal produza vacinas da covid-19

2

Portugal tem uma rede de diplomatas no estrangeiro a divulgar as competências nacionais no setor da saúde para que Portugal possa produzir vacinas contra a covid-19.

Portugal quer entrar na corrida à produção de vacinas para combater o novo coronavírus, adianta o secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, em declarações ao Expresso. A rede diplomática portuguesa está a divulgar lá fora as competências nacionais no setor da saúde para esse efeito.

“Desde março que, em articulação interministerial — Negócios Estrangeiros, Saúde e Economia e Transição Digital —, fazemos a divulgação das competências nacionais no sector da saúde para atrair mais investimento direto estrangeiro (IDE) e estimular as exportações”, disse Brilhante Dias.

O governante salienta que a produção de vacinas deve esta para breve e que “a procura global ultrapassará em larga medida a capacidade de produção instalada”, pelo que é provável “o recurso à subcontratação, junto de outras empresas, de parte do processo de fabrico ou da sua totalidade”.

Enveredar por este caminho significa que Portugal terá acesso facilitado a lotes de vacinas para as necessidades nacionais e conseguirá inserir a indústria portuguesa nas cadeias de valor internacionais do setor.

“A produção de vacinas em massa vai passar a ser mais crítica, até porque a inoculação contra este coronavírus deverá ter prazo de validade, à semelhança da vacina da gripe”, disse o secretário de Estado ao Expresso.

Sem revelar os nomes dos envolvidos, o Brilhante Dias diz que “há empresas internacionais a olhar para Portugal, uma vez que temos investigação nesta área feita por profissionais muito bem qualificados, e conhecimento em termos de fabrico de componentes para medicamentos ou vacinas”.

  ZAP //

2 Comments

  1. Há que ir em frente, passar das palavras aos actos uma vez que por cá costuma haver muita parra e pouca uva, são horas de acertar o passo ao lado dos mais desenvolvidos.

  2. Desde que não esteja filiada aos projectos de Bill Gates e amiguinhos, e de que a aplicação dessas vacina não seja obrigatória como ele pretendem, talvez estejamos de acordo… De resto, as pessoas não são burras e já há muito perceberam o que está em causa nisto tudo! Um vírus que apareceu do nada, cujas explicações até agora não convenceram ninguém, dos atentos!, disseminou-se pelo globo inteiro como se fosse fósforo e agora aparece supostos filantropos a investir em farmacêuticas e laboratórios por todo lado, depois de há uns anos atrás terem “sugerido” de que iríamos passar por uma ou mais pandemias…, tudo isso deixa-nos com o pé atrás, necessariamente! E depois com nomeação para Portugal de uma personagem política que nos deixou marcas na memória, em representação de um laboratório “alimentado” financeiramente por um desse filantropos…? Todos nós iremos “bater-a-bota” um dia, disso não há dúvidas. Mas já agora quando o Todo Poderoso o ordenar, não antes… digo eu, e dizem muitos mais!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.