Covid-19. Portugal guarda vacinas para garantir que a segunda dose é dada a tempo

José Coelho / Lusa

António Sarmento, a primeira pessoa a ser vacinada contra a covid-19 em Portugal

Em dezembro, Portugal recebeu 79.950 doses da vacina contra a covid-19, mas só foram administradas 32 mil doses até esta terça-feira. O motivo está relacionado com a necessidade de garantir que existam vacinas suficientes para assegurar a segunda toma.

A notícia é avançada esta quarta-feira pelo jornal Público, que cita o coordenador do plano de vacinação contra a covid-19. “A razão [para essa diferença de números] é a [necessidade] de guardar doses para a segunda toma, que está a ser precavida desde o primeiro dia”, garantiu Francisco Ramos.

O responsável adiantou que, do segundo lote de 70.200 doses, cerca de 20 mil foram endereçadas aos Açores e à Madeira. Das que ainda não foram administradas, sairá grande parte das segundas doses para os que já foram imunizados.

A vacina da Pfizer requer que a segunda dose seja administrada num intervalo de tempo entre os 19 e 42 dias, para que a imunização possa chegar ao patamar dos 95%.

Esta segunda-feira, chegou a Portugal mais um lote de 79.950 vacinas da Pfizer-BioNTech, a primeira de quatro tranches para janeiro. Se não existirem constrangimentos, chegam ao país, este mês, 319.800 doses.

Para o primeiro trimestre, estão garantidas um total de 1,2 milhões de vacinas da Pfizer, a única fabricante que já recebeu “luz verde” da Agência Europeia do Medicamento.

“O valor de 1,2 milhões de doses são as únicas que estão neste momento garantidas, as da Pfizer. A juntar a essas, existem mais cerca de 260 mil da Moderna e ainda 1,4 milhões da AstraZeneca. No plano inicial estavam previstas 1,5 milhões de doses da Pfizer, mas existiu uma redução de cerca de 300 mil”, explicou Francisco Ramos.

Reino Unido alarga intervalo entre as duas tomas

O Reino Unido anunciou que vai alargar até 12 semanas o intervalo entre as duas tomas da vacina contra a covid-19, com o objetivo de imunizar o maior número possível de pessoas.

A OMS admitiu que a segunda dose pode ser atrasada “em circunstâncias excepcionais”, uma posição não recomendada pela Agência Europeia do Medicamento, que considera que o intervalo entre as duas doses não deverá ultrapassar os 42 dias (seis semanas).

Esta terça-feira, em conferência de imprensa, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, disse que não há, até ao momento, qualquer alteração relativamente ao intervalo de vacinação em Portugal, que respeita o período previsto nos ensaios clínicos da Pfizer. Francisco Ramos também adiantou ao matutino não ter conhecimento de qualquer plano de alteração ao programa de vacinação para a covid-19.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Engenheiros japoneses fizeram levitar objectos com "armadilha acústica"

Engenheiros japoneses descobriram uma forma de fazer pequenos objectos levitar usando apenas ondas sonoras, o que pode ser um passo importante para a tecnologia. A engenharia biomédica, o desenvolvimento de farmacêuticos e a nanotecnologia podem vir …

Juno fez a maior aproximação a Ganimedes das duas últimas décadas (e as imagens são de cortar a respiração)

A NASA divulgou, recentemente, um vídeo da sonda Juno a passar por Júpiter e Ganimedes, uma das suas luas. As imagens são de cortar a respiração. Juno visitou Ganimedes em junho. As imagens foram captadas no …

Homicídio com 32 anos resolvido com a menor amostra de ADN de sempre

Um caso de homicídio ocorrido há 32 anos, que muitos consideraram impossível de ser resolvido, foi finalmente desvendado (e tudo graças à amostra de ADN mais pequena de sempre usada para decifrar um caso). De acordo …

Braços robóticos controlados remotamente podem vir a realizar cirurgias delicadas

Um equipa de investigadores está a trabalhar para eliminar movimentos rígidos nos braços robóticos, de modo a torná-los mais ágeis. O objetivo é que no futuro estes possam empilhar pratos ou até realizar cirurgias delicadas. Os …

Alemão foi forçado a remover estátua do pai por esta se parecer com Hitler

Um alemão foi obrigado a retirar uma figura de madeira de um cemitério, que seria para homenagear o seu falecido pai, por ter semelhanças com o antigo ditador nazi. As autoridades do município de Weil im …

Podcast evita morte de um condenado (seis vezes)

Curtis Flowers foi julgado seis vezes pelo mesmo promotor de justiça. Um programa de investigação mudou o seu destino. O promotor continua a acreditar que Curtis é culpado. A própria equipa responsável pelo 60 Minutes, programa …

EUA venderam álbum único dos Wu-Tang Clan (que pertencia a Martin Shkreli)

O álbum do grupo Wu-Tang Clan, confiscado em 2018 ao antigo gestor de fundos Martin Shkreli, também conhecido como "o empresário mais odiado do mundo", foi agora vendido pelo Governo norte-americano. Num comunicado divulgado esta terça-feira, …

Bezos ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA para entrar na corrida da próxima viagem à Lua

O empresário norte-americano ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA numa tentativa de reacender a batalha espacial entre a sua empresa, a Blue Origin, e a do "rival" Elon Musk, a SpaceX. De acordo com …

Clientes com certificado digital válido impedidos de entrar em restaurantes

Estão a ser reportados vários casos de clientes que, ao apresentarem o certificado digital para poderem entrar num restaurante, não conseguem fazê-lo porque o documento está a ser considerado inválido pelos dispositivos eletrónicos. Segundo a rádio …

Covid-19 trouxe "paranoia" ao mercado

Diretor do Norwich City, da Premier League, acha que os responsáveis por alguns clubes não sabem bem o que estão a fazer nos últimos tempos. O Norwich City iria jogar contra o Coventry City, num encontro …