Portugal quer exportar 515 milhões de máscaras reutilizáveis para a Europa

Neil Hall / EPA

“Este produto pode salvar a economia, a partir do momento em que permite a reabertura e o regresso das pessoas às ruas e aos locais de trabalho”, disse o presidente da Associação Têxtil e Vestuário (ATP).

Segundo a edição desta segunda-feira do Jornal de Notícias, a Confederação Europeia do Têxtil e Vestuário (Euratex) pediu à Comissão Europeia que autorize a exportação, a partir de Portugal, de 515 milhões de máscaras sociais reutilizáveis.

Mário Jorge Machado, da Euratex, disse que se trata de uma “autorização para podermos exportar um produto que, estando certificado em Portugal, seja aceite noutros países.

O uso de máscaras vai passar a ser obrigatório em serviços públicos fechados e já há várias empresas portuguesas a dedicarem-se à produção nacional deste tipo de proteção. Nesse sentido, a produção deste equipamento de proteção pode ajudar muitas empresas que cessaram a produção devido à covid-19.

Há um número crescente de empresas a aderir a este processo de produção e isso também significa uma oportunidade de reduzir a necessidade de lay-off. “As máscaras permitirão uma vida quase normal, se todos as usarem, impedindo a progressão geométrica da pandemia”, disse o também presidente da ATP – Associação Têxtil e Vestuário.

O foco não é apenas nacional, mas para poderem exportar, as máscaras precisam de serem certificadas, um processo junto do Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário (CITEVE) que já está a acontecer.

Em colaboração com o Infarmed, a Direção-Geral da Saúde (DGS) e a ASAE, o CITEVE vai permitir a produção de milhões de máscaras com qualidade, que começam a estar disponíveis no mercado português a partir de maio.

O preço vai variar em função da estratégia comercial de cada empresa e das próprias características das máscaras, mas a oferta lusa será ampla. O material deve ter uma filtração de, pelo menos, 70% das partículas, no caso da população em geral, e de cerca de 90% para profissionais que contactam com o público.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Exportar 515 MILHÕES DE MÁSCARAS, quando estas não existem para consumo interno, é obra! Ou seja, os Portugueses que se amanhem com as fabricações caseiras com todo o tipo de material que têm à mão e que, de certeza, não têm a protecção necessária face à crise pandémica!

    • Tenha calma. Muito em breve teremos mais máscaras do que precisamos. Alguma indústria está neste preciso momento a converter-se. Aguarde uma ou duas semanas e verá o resultado.

  2. Isto não é uma critica porque há de certeza uma explicação que eu não compreendo por desconhecimento da matéria!
    Gostava de perceber porque razão, (depois de tantos estudos do Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário (CITEVE) em colaboração com o infarmed), conseguem criar modelos de mascaras comunitárias, em que nos 2 modelos, B e C, o tecido das mascaras, (não falando na parte estética), fica mesmo em contacto com a boca, derivado ao modelo que é completamente direito da zona do nariz ao queixo, quando nos modelos caseiros as pessoas tiveram o cuidado de criar modelos para deixar a barreira de proteção mais afastada da boca o que parece fazer sentido, criando um modelo arredondado.

    Modelo B e C do citev:
    2020-4-17-10-16-26-964__Mascara Comunitaria Reutilizável Nivel 2 e 3 – Modelo C (2).pdf
    2020-4-17-10-17-9-185__Mascara Comunitaria Reutilizável Nivel 2 e 3 – Modelo B (1).pdf

    Modelo obrigatório seguir para quem comercializar.

Bruxelas anuncia sexto contrato para vacinas, desta vez com a Moderna

A presidente da Comissão Europeia anunciou, esta terça-feira, um novo contrato para assegurar vacinas contra a covid-19, desta feita com a norte-americana Moderna, que fornecerá até 160 milhões de doses. "Estou feliz por anunciar que aprovámos …

Shinzo Abe investigado por alegado uso ilegal de fundos para financiar eventos privados

Procuradores no Japão estão a investigar o gabinete pessoal do antigo primeiro-ministro Shinzo Abe pela alegada utilização ilegal de fundos para financiar eventos privados, para os quais foram convidados apoiantes do líder japonês entre 2013 …

Rússia anuncia eficácia de 95% da vacina Sputnik V

A Rússia anunciou, esta terça-feira, que sua vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Centro Nacional de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, tem uma eficácia de 95%, segundo resultados preliminares. Em comunicado no site oficial da vacina russa, o Centro …

Emigrantes querem votar por correio nas presidenciais

O movimento de emigrantes "Também somos portugueses" pede a alteração urgente das leis eleitorais para que possam votar por correio, no mesmo dia em que Marcelo Rebelo de Sousa, atual Presidente da República, anuncia a …

"Um objectivo histórico". Efacec leva luz a todo o Ruanda

A Efacec instalou três sub-estações de alta tensão no Ruanda, contribuindo atingir "um objetivo histórico da República do Ruanda" com "a electrificação total do país em 2023". O projecto da empresa portuguesa está orçado em …

Portugal com mais 85 mortes e 3919 casos de covid-19. Número de internados nunca foi tão alto

Portugal regista, esta terça-feira, mais 85 mortes e 3919 novos casos de infeção por covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3919 novos casos, 2284 …

Vésperas de feriado sem confinamento obrigatório

Nos dias 30 de novembro e 07 de dezembro, que antecedem os dois feriados, não serão aplicadas as restrições de circulação definidas para os fins de semana e feriados, embora as escolas interrompam a atividade …

Eduardo Catroga: Foi o PS quem ultrapassou as "linhas vermelhas" após aceitar apoio do PCP e do BE

Eduardo Catroga, antigo ministro das Finanças de Cavaco Silva, defende que foi o PS quem ultrapassou as "linhas vermelhas" após aceitar o apoio do PCP e do Bloco de Esquerda, partidos "anti-tudo". O ex-ministro das Finanças …

Ministra garante que situação nas prisões está "controlada". PSD diz que Governo está "sem rei nem roque"

Esta segunda-feira, a ministra da Justiça Francisca Van Dunem esteve reunida com Marcelo Rebelo de Sousa, em Belém, num encontro em que participou também a ministra da Saúde, Marta Temido. À saída de uma audiência com …

Autarcas do Norte aceitam novas restrições, mas falam em falta de preparação e coerência por parte do Governo

A maioria dos autarcas do distrito do Porto concorda que era preciso apertar mais as restrições na região norte. Os líderes da câmaras aceitam as decisões com medo da alternativa, mas deixam algumas críticas à …