Portugal quer exportar 515 milhões de máscaras reutilizáveis para a Europa

Neil Hall / EPA

“Este produto pode salvar a economia, a partir do momento em que permite a reabertura e o regresso das pessoas às ruas e aos locais de trabalho”, disse o presidente da Associação Têxtil e Vestuário (ATP).

Segundo a edição desta segunda-feira do Jornal de Notícias, a Confederação Europeia do Têxtil e Vestuário (Euratex) pediu à Comissão Europeia que autorize a exportação, a partir de Portugal, de 515 milhões de máscaras sociais reutilizáveis.

Mário Jorge Machado, da Euratex, disse que se trata de uma “autorização para podermos exportar um produto que, estando certificado em Portugal, seja aceite noutros países.

O uso de máscaras vai passar a ser obrigatório em serviços públicos fechados e já há várias empresas portuguesas a dedicarem-se à produção nacional deste tipo de proteção. Nesse sentido, a produção deste equipamento de proteção pode ajudar muitas empresas que cessaram a produção devido à covid-19.

Há um número crescente de empresas a aderir a este processo de produção e isso também significa uma oportunidade de reduzir a necessidade de lay-off. “As máscaras permitirão uma vida quase normal, se todos as usarem, impedindo a progressão geométrica da pandemia”, disse o também presidente da ATP – Associação Têxtil e Vestuário.

O foco não é apenas nacional, mas para poderem exportar, as máscaras precisam de serem certificadas, um processo junto do Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário (CITEVE) que já está a acontecer.

Em colaboração com o Infarmed, a Direção-Geral da Saúde (DGS) e a ASAE, o CITEVE vai permitir a produção de milhões de máscaras com qualidade, que começam a estar disponíveis no mercado português a partir de maio.

O preço vai variar em função da estratégia comercial de cada empresa e das próprias características das máscaras, mas a oferta lusa será ampla. O material deve ter uma filtração de, pelo menos, 70% das partículas, no caso da população em geral, e de cerca de 90% para profissionais que contactam com o público.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Exportar 515 MILHÕES DE MÁSCARAS, quando estas não existem para consumo interno, é obra! Ou seja, os Portugueses que se amanhem com as fabricações caseiras com todo o tipo de material que têm à mão e que, de certeza, não têm a protecção necessária face à crise pandémica!

    • Tenha calma. Muito em breve teremos mais máscaras do que precisamos. Alguma indústria está neste preciso momento a converter-se. Aguarde uma ou duas semanas e verá o resultado.

  2. Isto não é uma critica porque há de certeza uma explicação que eu não compreendo por desconhecimento da matéria!
    Gostava de perceber porque razão, (depois de tantos estudos do Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário (CITEVE) em colaboração com o infarmed), conseguem criar modelos de mascaras comunitárias, em que nos 2 modelos, B e C, o tecido das mascaras, (não falando na parte estética), fica mesmo em contacto com a boca, derivado ao modelo que é completamente direito da zona do nariz ao queixo, quando nos modelos caseiros as pessoas tiveram o cuidado de criar modelos para deixar a barreira de proteção mais afastada da boca o que parece fazer sentido, criando um modelo arredondado.

    Modelo B e C do citev:
    2020-4-17-10-16-26-964__Mascara Comunitaria Reutilizável Nivel 2 e 3 – Modelo C (2).pdf
    2020-4-17-10-17-9-185__Mascara Comunitaria Reutilizável Nivel 2 e 3 – Modelo B (1).pdf

    Modelo obrigatório seguir para quem comercializar.

Dez empresas e três pessoas acusadas no caso do vulcão na Nova Zelândia que fez 22 mortes

Dez empresas e três pessoas foram acusados de não cumprirem obrigações de segurança quando um vulcão na Nova Zelândia entrou em erupção em 2019, matando 22 pessoas, anunciou hoje a agência responsável pelas normas de …

Taxa de desemprego desce em setembro para os 7,9%

A taxa de desemprego recuou em setembro para 7,9%, menos 0,2 pontos do que em agosto e mais 1,4 pontos que no mesmo mês de 2019, segundo dados esta segunda-feira anunciados pelo Instituto Nacional de …

Multinacionais com mais respeito pelos direitos humanos e ambiente? Suíços dizem não

A Suíça rejeitou este domingo, em referendo, uma iniciativa que queria impor obrigações legais mais rígidas às empresas, no que se refere ao respeito pelos direitos humanos e padrões ambientais, segundo projeções adiantadas por instituto …

Brasil. Forças alternativas a Bolsonaro e Lula conquistam metade das capitais estaduais

Na segunda volta das municipais brasileiras, disputadas em 57 dos 5565 municípios do país e envolvendo mais de 38 milhões de eleitores, os políticos apoiados pelo Presidente Jair Bolsonaro e os candidatos do Partido dos …

Surto de gripe aviária no Reino Unido origina o abate de 10 mil perus

Mais de 10 mil perus vão ser abatidos no Reino Unido, devido a um surto de gripe aviária detetado numa quinta na cidade de Yorshire, no norte do país, anunciou este domingo o Governo britânico. Segundo …

Portugal com mais 78 mortos e 3.262 novos casos

Portugal contabiliza esta segunda-feira mais 78 mortos relacionados com a covid-19 e 3.262 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da pandemia, Portugal já registou 4.505 …

Ministra da Saúde timorense ordena apagar referências a uso de preservativos em cartazes

A ministra da Saúde timorense ordenou retirar a recomendação de uso de preservativo em cartazes distribuídos pelo país para marcar o Dia Mundial de Luta contra a SIDA, por oposição “moral” ao que considera ser …

Messi marcou na goleada do Barça e homenageou Maradona

O Barcelona regressou neste domingo às vitórias na Liga espanhola de futebol e subiu ao sétimo lugar da prova, ao golear por 4-0 na recepção ao Osasuna, em jogo da 11.ª jornada, marcado por homenagens …

Austrália exige pedido de desculpa à China após publicação de imagem no Twitter

O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, exigiu esta segunda-feira um pedido de desculpas da China por causa de uma publicação na rede social Twitter divulgado por um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês. "O Governo chinês …

MP analisa donativos de comunidade chinesa às vítimas de Pedrógão

Os donativos de 91 mil euros feitos pela comunidade chinesa em Portugal à Câmara de Pedrógão Grande, visando ajudar as vítimas dos incêndios de 2017, estão a ser analisados e o Ministério Público de Figueiró …