Portugal doou 4,4 milhões de doses de vacinas – mas só metade foram entregues

Portugal pretende oferecer cerca de seis milhões de vacinas a países carenciados. O país já entregou 1,9 milhões de doses aos países africanos de língua portuguesa e a Timor-Leste.

O país doou 4,4 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 e tenciona oferecer, no total, cerca de seis milhões a países mais carenciados.

No entanto, noticia o Público, até ao início desta semana, apenas tinham chegado aos países de destino metade das doses já disponibilizadas, de acordo com os dados que o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) e o Infarmed.

Portugal faz doações aos países africanos de língua oficial portuguesa (PALOP) e a Timor Leste no âmbito do compromisso político que assumiu de lhes disponibilizar pelo menos 5% dos lotes de vacinas que adquiriu.

“Até à data, já enviámos cerca de 1,9 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 para os PALOP e Timor-Leste”, refere o secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Francisco André.

Também contribuiu para a Covax, a iniciativa em que a Organização Mundial de Saúde se juntou às organizações Aliança Global para as Vacinas GAVI e Coligação para as Inovações de Prontidão Pandémica (CEPI) com o objetivo de fazer chegar o maior número de doses possível aos países mais pobres.

Neste caso, foram doadas perto de 300 mil doses ao Senegal, de um total de “cerca de 2,5 milhões de doses” que Portugal disponibilizou à iniciativa. Porém, na Covax as vacinas não são entregues pelo país: “Nós disponibilizamos as vacinas à Covax e, a partir desse momento, estas deixam de ser nossas, nem sequer cá estão armazenadas. Estão nos produtores”.

A Covax não vai conseguir cumprir o objetivo traçado para este ano. “Só esperamos atingir o marco da entrega de dois mil milhões de doses durante o primeiro trimestre de 2022”, explicaram as entidades que integram a iniciativa, em comunicado.

o ritmo de doações para os PALOP e Timor-Leste acelerou depois de Portugal ter garantido a aquisição de várias doses.

  ZAP //

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.